.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Onde mora a beleza do seu lugar?

-Foto Beth Q.-

De uma maneira geral vivemos nossos dias sem dar-nos conta do que temos à nossa volta, o envolvimento que a mãe natureza nos proporciona, seja com beleza ou com acolhimento.  
Quantas vezes passamos diante de um cenário natural e não olhamos para ele devido a correria dos dias e dos tantos compromissos. 
Este não é o meu caso, pois sempre estou de olho e me perco observando os cenários onde estou inserida.  Alguns eu não gosto e fico até irritada com o desleixo dos seres humanos, que não cuidam dos lugares em que moram, não enfeitam, não pintam os muros ou consertam suas calçadas e alguns sujam sem dó nem piedade a natureza tão bonita desta cidade.  Gente desse naipe não merecia viver num lugar assim tão bonito, não acham?

Como já disse eu não sou chegada em praia, ficar lá fritando debaixo de sol quente, isso faz parte do meu passado de 'rato de praia', mas a idade combinava com o comportamento. Entretanto, eu fico encantada em ter o mar, este ser vivo e tão fantástico aqui tão perto, a poucos quilômetros e mesmo sem entrar nele eu o admiro e respeito, observo-o toda vez que passo em frente a esta praia e lembro dos versos que a poetisa lusitana Sophia de Mello Breyner Andresen fez em homenagem ao mar que ela cantou diversas vezes de uma forma tão linda.  Vejam  Mar Sonoro.

Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim.
A tua beleza aumenta quando estamos sós.
E tão fundo intimamente a tua voz.
Segue o mais secreto bailar do meu sonho.
Que momentos há em que eu suponho
Seres um milagre criado só para mim.


E no seu lugar, onde mora a beleza, você já observou? Conta aqui pra mim o que você vê.







20 comentários:

Beatriz disse...

Oi Beth!
Sorte sua ter uma vista tão linda assim!!! Ah que invejinha boa, he he...Eu sou meio relapsa com certas coisas, mas com a paisagem ao meu redor não. Observo atentamente cada cantinho dos lugares onde ando, seja no mar, na cidade ou no meio de uma trilha! Estou sempre vendo um detalhe mínimo, que passaria facilmente despercebido por outros. Afinal, a beleza está nos nossos olhos!
PS: Esta foto foi tirada do MAC?
Beijocas e uma boa semana!!!
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Beth/Lilás disse...

Acertou Bia, é de lá mesmo.
E você eu sei bem que adora a natureza e vive de olho nela, haja vista tantas imagens lindas em seu blog.
beijos cariocas

==========================================================================

ManDrag disse...

Gostaria de contar belezas do lugar onde vivo e ao qual se confina o meu presente. Mas de belo só as fantasias idealizadas que em devaneio lhe acrescento, por tão ausente delas se encontrar bairro tão feio e tão mal cuidado que parece ao abandono, mesmo sendo um bairro de classe média. Mas já o próprio Charles Darwin baptizou a cidade de Recife com os mais desagradáveis adjectivos ao descrever a sua passagem, de má memória, por aqui.

Abraços do nordeste

Celina Dutra disse...

Oi Beth, carioca, querida,

Privilégio morar perto do mar. Tenho medo dele, mas admiro sua beleza. Foto linda. No último sábado passei por um espaço onde estão imensas mangueiras (talvez 50), sempre gostei daquelas mangueiras que vi crescer. Fica entre pistas movimentadas, sem glamour, mas são frondosas, lindas, e quando estão carregadas de frutos ficam ainda mais belas. Pensei, que bom a ganância dos homens não ter conseguido destruir esta visão.
Girassóis no seu dia.
Beijos

Nina disse...

É exatamente isso que eu penso quando estou no Rio, sabe Beth? Será que o carioca tem nocao da beleza de cidade em que ele vive??

Fico até triste qd ouco um carioca falar que nunca foi ao Cristo ou ao Pao de acucar :-( sei que é mt turi, mas olha, aquela visao geral da cidade, putz, é mt bela, quase comovente! Eu vejo a beleza do Rio como um abraco de Deus, algo como um dia inspiradíssimo do criador.

✿ chica disse...

Eu adoro o mar. Na praia gosto de ficar sentada, olhando as ondas e a grandeza do mar. Não fico como bife à milanesa, me virando pra queimar de um lado e outro.

Aqui em Poa ,não temos praia e as do RS são horríveis, com águas pretas, parecem TODYNHO...Apenas raros dias elas ficam claras.Pena.

Assim, tenho que achar beleza por onde passo...beijos,chica

Renata Boechat disse...

Vocês os cariocas são abençoados por tamanha beleza que tem pra olhar!

Mas nós mineiros não ficamos assim tão atrás: nossas montanhas são lindas de se ver!

Mesmo queimadas, destruidas pelas mineradoras que sempre insistem em tirar mais um pouco, mesmo assim, elas são lindas, um colírio de alegria a cada nova manhã!

Bom dia!

Taia Assunção disse...

Beth, eu amo o mar, mas para contemplar e para tomar banho. Ficar fritando não é a minha. Quando vou para casa, normalmente caminho de manhã e tomo banho no final da tarde. Amo a cidadezinha que escolhemos, especialmente fora do veraneio. Amo meu jardinzinho muito mais modesto que o seu. O barulhinho do mar e a brisa que corre solta na varanda. E por falar em serra, filhota teve em Petrópolis na sexta passada, numa excursão da escola. Beijocas!

Heloísa disse...

Beth,
Eu, também, não desperdiço meu olhar. Estou sempre vendo as belezas da natureza.
Tenho o privilégio de morar de frente para o mar, e não me canso de admirá-lo.
Beijo.

Carlos Medeiros disse...

Tb gosto de apreciar paisagens, natureza, descansa a vista. Mar não frequento há muito tempo, mas que a visão dele é muito bonita, não dá pra negar.

Márcia Cobar disse...

Belo poema...
O mar, criado só pra mim!
Beth, sou como você no sentido de perceber a beleza de onde estou. Mesmo que passe pela mesma rua várias vezes, uma flor me chama a atenção, uma cerca pintada, um capricho qualquer... Vejo beleza até onde ela não existe.
E respondendo à sua pergunta:
a beleza mora, antes de tudo, dentro de mim.
Quando não se tem beleza dentro, não se vê beleza fora.
Beijos querida!
Márcia

Cucchiaio pieno disse...

Que foto mais linda! Uma grande benção!
A mãe natureza nos acaricia todos os dias com belezas infinitas. Só temos que agradecer e cuidar bem desse patrimônio que Deus nos dá sem querer nada em troca.
Um grande abraço
Léia

Beth/Lilás disse...

Quem será de Cuité que está me visitando? Apresente-se por favor!

Michelle disse...

Boa pergunta. De resposta atraente.

Atualmente moro longe da cidade dos meus pais. Certo dia, por ocasião de um pedido especial meu, passaram alguns meses comigo, onde moro. Chegaram quase junto com a primavera. Qdo foram embora, era ápice da primavera. Na primeira noite depois da partida, saí na varanda pra sentir a noite, fazia calor e havia uma brisa gostosa. O mesmo cenário que vi tantas vezes, vi daquela vez com uma beleza incomum. Não era só a paisagem, era a estação, a emoção, a saudade e a contemplação. O envolvimento de todos esses fatores foi que permitiu o novo olhar. Sei lá, deve ser por isso que muita gente não vê. Deve sempre ficar faltando um fator ou outro.

A beleza que se vê da janela é importante na hora de escolher um lar. Penso que vc escolheu muito bem o seu.

Michelle

Pitanga Doce disse...

BETh, minha paixão é a Urca e a Praia Vermelha. Parece que o tempo parou ali. Um pôr de sol em qualquer desses dois lugares é tudo de lindo! Pena que fica longe de casa.

Beijos em tarde indecisa, né não?

Calu disse...

Temos esse privilégio, Betinha, vivermos dentro duma pintura natural e exuberante com matizes insuperáveis.Desde que retornei a Niterói e fiz estágio numa instituição de cegos, que despertei mais ainda meu olhar praticando fielmente os conselhos de Rubem Alves, levando sempre "meus olhos para passearem", deixando-os repletos de encantamentos com a mãe-natureza que nos cerca.
Linda foto bem linkada(rs).
Bjos,
Calu

Mery disse...

Adoro morar no Rio de Janeiro pelas belas paisagens que temos para admirar,
Mas está tão cheio! LotadO!
Parece até que perdemos a tranquilidade,tudo,qualquer evento que acontece no Brasil vem pro Rio.
EU ACOSTUMEI A VER,QUANDO ERA CRIANÇA,UM RIO TÃO MAIS ENCANTADOR!
bjusss Mery*

Toninhobira disse...

Ah, são tantas emoções Beth.Eu tambem tenho fascinio pelos movimentos das águas deste ser.Fico horas observando este encontro delas com as pedras, ciando uma cachoeira de baixo para cima.Aquele som, tudo me emociona.MAs quando estou por lá são as serras que me emocionam, como na minha terra, estar sobre o mundo,tendo a cidade aos meus pés é muito lindo.Então eu sou uma mistura de mar e serra,que não se encontram, mas me encantam.
Mas o Rio lindo de Janeiro foi abençoado mesmo amiga.
Aquele abraço!!!

Bju.

Georgia disse...

Oi Beth, tudo bem?

Eu gosto muito de praia e apesar de nao gostar de me torrar, pego logo cor. Adoro o mar. Vê-lo me acalma. Nao o mar com ondas, nao gosto. Gosto do mar calmo, de caminhar descalca pela praia de catar conchinhas como crianca. Mas percebo que com a idade chegando, tenho gostado muito mais das férias nas montanhas, no verde, no lago.

Um bjao

Gina disse...

As belezas da cidade que adotei vivo mostrando no blog, mas o meu encantamento pode estar até numa flor de uma planta daninha.
Os parques daqui ditam o tom da cidade e as calçadas floridas.
Todo lugar tem seus encantos.
Bjs.