.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

O tolo da colina e eu

-Foto por Beth Q.-Petrópolis-

Neste final de semana ouvi muita música, das boas, das clássicas, das que dão saudade, das que acalmam os sentidos, das que enchem os cantos de sons e das que eu nunca vou querer esquecer enquanto viver.

Beatles é um caso de amor eterno e sempre descubro alguma coisa em versos que antes não me diziam o que dizem hoje,  como é o caso de The Fool on the Hill escrita por Paul McCartney em 1967.

Eu ouvia e pensava; eu sou como o tolo na colina quando estou aqui, porque consigo construir um campo de paz à minha volta e que me faz transcender se há guerras no mundo, tráfego complicado, mortes prematuras, envolvimentos e tanta violência lá fora.
Mas não dá para se viver assim, isolada, numa zona de conforto tranquila e distante de tudo, só se eu quiser virar uma ermitã no alto daquela colina!  

O mundo é lindo e ao mesmo tempo cruel eu pensei. E desci mais uma vez a colina, tenho muito ainda o que fazer lá embaixo.



O Tolo Na Colina

Dia após dia, sozinho na colina
O homem com o sorriso tolo permanece imóvel
Mas ninguém quer saber dele
Podem ver que ele é só um tolo
Que nunca dá resposta alguma.
Mas o tolo na montanha
Vê o sol se pondo
E os olhos em sua cabeça
Veem o mundo girando ao redor.

Bem do seu jeito, com a cabeça nas nuvens
O homem das mil vozes falando claramente
Mas ninguém nunca o ouve
Ou ao som que ele parece fazer
E ele nunca parece se importar.
Mas o tolo na montanha
Vê o sol se pondo
E os olhos em sua cabeça
Veem o mundo girando ao redor.

E ninguém parece gostar dele
Podem dizer o que ele quer fazer
E ele nunca mostra seus sentimentos.
Mas o tolo na montanha
Vê o sol se pondo
E os olhos em sua cabeça
Veem o mundo girando ao redor.

Girando girando girando
Ele nunca os ouve
Sabe que são eles os tolos
Eles não gostam dele
Mas o tolo na montanha
Vê o sol se pondo
E os olhos em sua cabeça
Veem o mundo girando ao redor







15 comentários:

Heloísa disse...

Beth,
Linda essa música.
Acho que não é preciso viver na colina para ver o mundo girar.
Beijo.

Márcia Cobar disse...

Beth, a Natureza tem este poder de abstração. Sua beleza nos acalenta, nos transporta, nos dá uma sobrevida.
E quando a Natureza é contemplada com um fundo musical especial, nossa, é alimento pra alma!
Bjim, linda a foto!
Márcia

Celina Dutra disse...

Beth, carioca, querida,

Essa letra, pra mim, é uma "porrada" nos omissos, alheios, vagueadores na vida. É dura, mas bela. Nada mais verdadeiro que um tolo pra escolher viver assim. Obrigada por suas reflexões e pela música.

Girassóis nos seus dias.
Beijos

pensandoemfamilia disse...

Reflexões surgem de várias formas e a música expressa imagens cotidianas que nos proporcionam este refletir.
Isolar-se ou engajar-se. Quando somos tolos? Penso que a premissa é tomar consciência que somos parte de um todo, que qualquer atitude, mesmo na omissão, estamos sendo responsdáveis pela humanidade.

Celina Dutra disse...

Voltei pra dizer que a foto é belíssima!

Mais girassóis!
Mais beijos!

William Garibaldi disse...

Voltei!
Saudadeeeee!
Amiga Diva !

A sabedoria do Tolo é nossa!

Bjus de Luz!

Misturação - Ana Karla disse...

Beth, andei passeando entre seus posts.
Não sei se já lhe disse que tens uma forma amável de escrever e isso tudo me é passado com leveza e intensidade.
Ao meu redor, na minha cidade vejo lugares lindos, mas também como você, locais desprezados que merecem a atenção de todos.
Vou lendo aos poucos o : Uma foto, mil lembranças. Até quando vai a votação? Ainda não fui no site.

E lá a serra? Que cantinho agradável!
Eu não tenho nada parecido aqui só para mim. Admirei demais as imagens.

Tudo lindo e alto astral, como sempre.

Misturei um pouco os assuntos, mas sei que você separa.
Afinal de contas eu sou Misturação. kkkkkkkkkkk

Xerosssssssssssss

Yasmine Lemos disse...

A música sem dúvida transporta,alivia,deixa a gente sonhar
beijão Beth!

✿ chica disse...

Linda letra e música,Beth!!! um beijo,chica

Bombom disse...

Oi, Beth! Cheguei!
E sabes que lá na minha aldeia nestes dias todos me senti como O Tolo na Colina?...
Gosto muito das músicas dos Beatles e tenho muita pena de já não poder ouvir...Mas obrigada por teres traduzido o poema! assim deu para ficar por dentro. Bjs. Bombom

Lizete Delmonte Ferraz disse...

Linda música e letra, agora é só tomar uma decisão: ou ficamos à margem do mundo ou entramos nele e juntos giramos, fazendo tudo acontecer...
O que escolher ? ...talvez, não a tola decisão...

beijos, Betita, com carinho...

ps. Acho que meu post de hoje tem um pouquinho da resposta, vc não acha?...(risos)...

Al Reiffer disse...

Gostei bastante do teu blog, parabéns! Abraço.

Toninhobira disse...

Talvez venha daí a inspiração de Ouro de Tolo do Raul numa mudança para um grnade centro.
Bela reflexão nesta bela musica.
Um abraço mineiro de flor Beth.

Pitanga Doce disse...

Mas que dá vontade, dá...de não descer a colina.

Beijos, Beth. Lindo dia, hein? Acima e abaixo da colina.

Glorinha L de Lion disse...

Às vezes, eu acho que em algum momento todos nós somos como o tolo da colina, querendo fugir do mundo e nos distanciar da vida e de seus problemas, mas a vida, com sua força, nos chama a participar e acabamos entrando nessa ciranda louca que é viver, como suas dores, sofrimentos e alegrias. Belo texto, amiga, faz refletir, eu gosto, vc bem sabe...beijos irmãzita!