.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

domingo, 16 de outubro de 2011

Começar de novo


Tom Hanks e Julia Roberts estão andando em uma velha moto azul. - Larry Crowne Filme
A crítica no jornal não dizia grandes coisas a respeito deste filme "Larry Crowne", mas senti-me atraída para vê-lo, porque dois excelentes atores como Tom Hanks e Julia Roberts, não poderiam fazer algo medíocre.
O filme é bem dirigido pelo próprio Tom e a trilha sonora, com rocks agradáveis, muito boa também.
Embora o tema seja o habitual de comédias românticas hollywoodianas, percebe-se diversos recados à sociedade americana atual; a hipocrisia na relação corporativa, as dificuldades que o americano médio vive  neste momento de difícil acomodação financeira, a crise criada pelo sub-prime que levou milhares e milhares de americanos a perderem suas casas, a condição ainda complicada para os 'not whites' e a máxima que me fez sair de lá pensando e comentando com o marido sobre o recado geral que o filme passa - o recomeço - o difícil recomeço de uma vida e a capacidade de dar a volta por cima.  Coisa que muitos ao conseguirem podem vivenciar um futuro bem mais feliz do que era no passado.

Um filme quando é bom a gente sai e comenta sobre os detalhes.  A atuação de ambos é excelente, como sempre, mas a mensagem contida no filme, que poderia ser, talvez, mais apimentado, dá margem a muitas reflexões, principalmente porque às vezes insistimos em dar murros em ponta de faca!

Não é um tema novo, mas vale a pena sempre ser relembrado, pois reforça e dá incentivo a todos nós de acreditarmos no amanhã e em nossa força interior.


"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode (re)começar agora e fazer um novo fim."
Chico Xavier



Sinopse daqui:
amável Larry Crowne (Tom Hanks) era um líder nato na equipe daempresa em que trabalhava, mas a criste bateu à sua porta. Afundadoem dívidas e precisando pagar a hipoteca de sua casa, ele volta à salade aula para começar uma nova  vida. Na aula de oratória, Larrydesenvolve uma paixão inesperada por sua professora Mercedes Tainot (Julia Roberts), uma mulher que perdeu tanto a sua paixão por ensinarcomo a que sentia pelo marido. Este cara simples e carismáticoaprenderá uma lição: quando você pensa que tudo o que vale a penajá passou pela sua vida, descobrirá que sempre vai existir uma novarazão para viver.




18 comentários:

Bia disse...

Oi Beth!

Quero muito assistir esse filme! Estou esperando chegar por aqui em DVD já que perdi quando estava no cinema. Eu adoro Tom Hanks e os filmes que ele faz (a maioria pelo menos) tem uma mensagemzinha no final. Sem falar que as comedias que ele faz, são sempre super leves! :)

Boa semana!

bjo

Celina Dutra disse...

Beth, carioca, querida,

Encontrar-se na condição de ter que re-começar é difícil! Mas há que ter peito, raça, disposição e esperança!
Vou procurar o filme. Gosto de indicações!
Girassóis nos seus dias.
Beijos

✿ chica disse...

Fiquei curiosa.Gosto de filmes assim e começar de novo é sempre uma linda mensagem! beijos,tudo de bom,,linda semana,chica

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

oi mãe Gaia! Gostei da sinopse e principalmente da mensagem! recomeçar é sempre bom, muitas vezes é necessário! vou assistir sim

aproveito para te desejar uma ótima semana! fique bem, querida amiga.
bjs

pensandoemfamilia disse...

Oi Beth
Bom dia
Eu assiti este filme e, realmente, é um filme romântico e com bons detahes para se refletir sobre o recomeçar.
Êu gostei e também recomendo.
bjs

Mãe Terra, Estamos Aqui... disse...

Olá amiga, maravilhosa iniciativa para salvar a nossa mãe terra, não desista nunca dessa causa pois ela é muito nobre...
Então vamos nos unir para conscientizar a humanidade...
abraços fraternos
Vanessa Gaia

Luma Rosa disse...

Um filme acolhedor, de esboçar sorrisos, mas que no fundo se resume a um clássico ensaio de atores. E que atores! Julia Roberts encontra-se no mesmo formato, porém a química com o protagonista formam a dupla irresistível e um must para o filme. É fácil identificar que sem eles, o personagem Larry Crowne não funcionaria realmente; nota-se que o personagem tem algo de Forrest Gump, em que as limitações não se tornam barreiras.
Boa semana! Beijus,

Dulce disse...

Também gostei muito desse filme. Assisti-o por aqui e até recomendei no Prosa, mas a critica, quando da estréia ai foi tão ácida... Então é mesmo de se dizer: " critica? Ora, a crítica"... Quantas e quantas vezes vou ver um filme que a crítica badalou, teceu láureas a respeito, e acabo não concordando com ela, não gostando do filme...
Endosso seu texto, Beth.

Beijos e uma boa semana

Orvalho do Céu disse...

Olá,querida
Estou nisso: procurando ressuscitar diariamente...
Bjm de paz e ótima semana

Pitanga Doce disse...

Gosto muito de Julia Roberts. Da sua voz, do seu jeito. Vou procurar ver o filme. Valeu a dica Beth!

Bom começo de semana...com chuva.

Márcia Cobar disse...

Oi Bethinha querida! Hum, deu vontade de correr pro cinema, comprar um saco grande de pipoca + guaraná e assistir esta comédia. O elenco, como vc bem mencionou, já atrai boa bilheteria. E os temas que vc captou parecem de fato interessantes!
E vamos que vamos, recomeçando a cada nascer do sol!
E tomara que o tempo no Chile melhore para que vocês possam viajar pra lá! Ainda não conheço este país, tampouco Bariloche no país dos hermanos. Quem sabe no inverno...
Bjim querida! Ótimas paisagens!
Márcia

William Garibaldi disse...

Este post seu me fez pensar em duas coisas que amo sempre! Sem precisar nem ver, já sei que vou gostar!

1- Filmes com a Julia Robert's

2- Suas postagens Beth!


Bejus de Boa semana!

Sandra Puff disse...

Olá, Beth..
Também vi o filme...e como você bem o resenhou é um filme romântico. E ao longo do filme fiz alguns dos questionamentos que você sabiamente apontou no seu Post...não se trata apenas de romantismo, mas sim de questões sociais e pessoais nas entrelinhas.
Parabéns!
Bjs,
Sandra,

Isabel disse...

Queria muito ter visto esse filme, mas já saiu das salas e agora só em DVD. Esse tema atrai-me muito: o recomeço. Estamos sempre a tempo de recomeçar, não é?
Bjs

Misturação - Ana Karla disse...

Depois dessa, tenho que ver, pois faz o meu perfil.
Também costumo de ir além da crítica, quando se trata de filmes, Beth.
É sempre tempo de recomeçar.
Xeros

Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Ainda não asssiti esse, mas adoro a Júlia e o Tom. É claro que não vou perder!

Beijos com carinho
Liz

Lúcia Soares disse...

Suas indicações são sempre boas, Beth. E a dupla de atores é incontestavelmente quase unanimidade em apreciação. Vou procurar o DVD.
Bj

Toninhobira disse...

Sim sempre tem um recomeço.
Um bom filme é aquele que nos passa uma mensagem,que parece que somos personagem.
Abração mineiro de flor amiga.
Bju.