.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Vou me embora pra Pasárgada com Manoel Bandeira



O vídeo que verão, se quiserem, abaixo, é um documentário feito em 1959 considerado uma raridade, quase uma obra prima e que eu captei numa dessas minhas andanças pelo Youtube.  
Mostra a vida franciscana em que vivia o nosso grande poeta Manoel Bandeira, um ícone da literatura brasileira.  
Ele próprio declama suas poesias, caminha pelas ruelas do centro do Rio, apinhado de prédios, repleto de urbanidade, compartilha conosco sua solidão e intimidade de seu lar.  Uma simplicidade única.
Um documento precioso e histórico que vale a pena ver e conhecer aquele que tantas vezes lemos e não sabemos o seu rosto.  Um achado desses é uma das coisas que justifica a própria internet e me faz dizer sempre 'eu amo o youtube".







Da série Eu amo o Youtube.















15 comentários:

Celina Dutra disse...

Relíquia valiosa! Parabéns, garimpeira!

Girassóis nos seus dias.
Beijos

Mery disse...

Fascinante!
Me fez dizer o mesmo que você, "eu amo o you tube"...
Esse Senhor solitário me fez recordar tanta coisa, são emoções guardadas da minha infância.
Beijo da Mery.

Mery disse...

Vou-me embora pra Pasárgada...
lá tem tudo...lá sou amigo do rei! Pura magia...simplesmente lindo!

Valéria disse...

Oi Beth!
Este video é uma relíquia!
Como tivemos grandes e solitários genios, não?
Talvez desta vida solitária tenha vindo toda esta maravilhosa inspiração. não tenho muita paciência em procurar nada no youtube, mas estou adorando seus achados.rsss
Beijinhos!

Heloísa disse...

Beth,
Você encontrou uma joia.
Vida simples, solitária, mas sorriso aberto. E o sonho lindo da Pasárgada.
Beijo.

Menina no Sotão disse...

Por isso que eu amo o youtube. A vida não seria a mesma sem ele. bacio e bom fim de semana...

manuel marques disse...

Uma preciosidade,grato pela partilha.

Beijo e bom fim de semana.

Macá disse...

Beth
Eu também quero ir!
Bem diz o ditado: Quem procura acha!
E você tem achado coisas maravilhosas.
"mas trago dentro do peito o filho que não nasceu".
Ah! e você viu, ele também procurava palavras no dicionário.
A-do-rei.
beijos

ML disse...

Que casa gostosa, né, Beth, cheia de "vida".

bjnhs, ótimo final de semana.

PS: eu tb adoro o Youtube!

Beth/Lilás disse...

E vocês viram os objetos dos anos 50/60?
A garrafa de leite CCPL, o telefone antigo preto e pesado, a cama que era muito comum nas casas da época, a máquina de escrever, pesadona antiga.
Demais!

beijos

----------------------------------------------------------------------

Paloma disse...

BETH, lembrei-me de um bonito samba enredo, de uma Escola de Samba,cujo nome não me recordo,que dizia: ¨Vou me embora pra Pasargada,pois lá sou amigo do rei¨.

Beijos

Pitanga Doce disse...

Não imaginava a voz de Bandeira assim. Ele vivia só, mas será que era solitário?

Agora esses teus bules que misturam, porcelana Provence e Limoges poramordedeus!

Beth/Lilás disse...

Genteeeeee!

Manoel Bandeira, nunca mais esquecerei a cara dele!

==========================================================================

Calu disse...

Betinha,
que preciosidade, menina!
Um achado desses é pra ser aplaudido de pé!
Sou uma historiadora frustrada, mas mesmo amadoristicamente, me engancho em tudo que desponta nesse tema. As coisas, o mobiliário, tudo é fantástico nesse túnel do tempo.
Parabéns!
Bjos,
Calu

Alexandre Mauj Imamura (lostinjapan.tk) disse...

fascinante esse vídeo! que raridade!
vc viu q a tv Cultura tá botando tb boa parte de seu acervo de entrevistas na net? tem tanta coisa boa né... que bom que cada vez mais tudo isso está acessível.

bjs e bom dia!