.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 7 de junho de 2011

Para Carina, com carinho.



Noutro dia assisti a um vídeo diferente, era mudo, em preto e branco, mas de cor brilhante e dizia tanto. Nele refletia algo maravilhoso deste universo - a vida - uma vida de 16 semanas apenas, mas tão vibrante, pulsante, demonstrando uma vontade enorme de se mostrar para todos, dizendo com seus leves movimentos  que estava ali, preparando-se para conhecer o novo mundo, envolta no ambiente confortável e aconchegante do útero de sua mãe.
Os bracinhos mexiam e levavam as mãozinhas ainda não formadas até o rosto, a espinha dorsal se desenhava inteira e flexível aos movimentos, os olhinhos eram buracos escuros, sem forma ainda, mas pareciam enxergar facilmente naquele mundo aquoso em que estava submerso, e o coraçãozinho pulsante, batendo mais de 150 por minuto, o que levou o médico a crer que seja uma menina.  Dizem que as mulheres têm o batimento cardíaco mais acelerado que os homens e é desde lá de dentro.  Na 16a. semana de gestação ela já tem quase todos os orgãos desenvolvidos e flutua no útero materno. Uma visão sublime de um ser se aprontando para o grande dia, a festa do nascimento e a prova maior do milagre na formação da vida humana.


Diante dessa imagem fiquei pensando, quando começa a vida de verdade?


A excelente escritora e jornalista Adília Belotti, ilustra em um de seus textos o seguinte:

"Perguntaram para um pastor, para um padre e para um rabino quando a vida começa. O padre imediatamente disse: “No instante da concepção”. O pastor, coçou a cabeça e respondeu: “No momento em que se nasce”. O rabino então virou-se e falou: “A vida começa quando os filhos saem de casa e o cachorro morre…

Legal essa historinha!  Ela confunde nossas respostas prontas, muitas vezes na ponta da língua, e coloca um desafio: a vida, a gente inventa, lá pro final da vida ... mas quando a vida começa, heim? Será que alguém sabe com certeza?

Bem, eu não sei quase nada das coisas, mas imagino que seja quando da concepção humana, principalmente vendo um desses vídeos em 3 ou 4D de ultrassonografias atuais, pois é difícil aceitar que o bebezinho lindo, perfeito, lá dentro, flutuando, mexendo-se e expressando-se possa ser interrompido barbaramente deste processo maravilhoso que é a vida.

E para terminar, um vídeo curtinho e alegre do momento grandioso que é a fecundação humana.

Para Carina, com todo meu carinho.




Pessoal, em breve retorno ao convívio da blogosfera e conto por onde andei, mas ainda tenho um restinho de férias para curtir e já estou indo de novo, portanto deixo este texto que preparei com carinho em homenagem a um novo ser que está sendo esperado com muito amor.






32 comentários:

Beatriz disse...

Olá Beth!
Feliz férias minha amiga, APROVEITE!!!
A vida, em todo o seu esplendor, é mesmo algo difícil de se definir...
Beijinhos
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Uma Mae das Arabias!!! disse...

Saudades de vc!!!

Aproveitem muito!!!

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha

Taia Assunção disse...

A vida a gente inventa...quando ela começa?! Para mim quando o espermatozóide fertiliza o óvulo. Acho que a vida está sempre pronta, mas o que nem sempre estão são os 'pais'. Bom restante de férias. Beijocas!

✿ chica disse...

Que linda homenagem e esse serzinho já tem todo amor, isso é legal! Boas férias por aí!

Curte tudo e depois conta! beijos,chica

Bia Jubiart disse...

Beth,pensei que tivesse sumido do meu Blogroll, que alivio! Bom que é férias!

Que carinho lindo para Carina!

Agora fiquei em dúvida, quando começa... De verdade?

Saudades

Beijoooooooooooooo

Wanderley Elian Lima disse...

Falamos de hipóteses, pois na verdade cada um vai ter a sua resposta para essa pergunta. vão entrar fatores científicos e religiosos, o importante não é quando começa, e sim como vai ser vivida.
Bjux

Lu Souza Brito disse...

Olá Beth,

Que lindo os dois videos. Ahahah, me diverti com o segundo.
Quando a vida começa? Também acho que é no momento da fecundação.
Mas em tantos outros momentos nossa vida 'acaba' e recomeça, não é?
Um beijo

Glorinha L de Lion disse...

Oi Betita, confesso que não sei...acho que essa questão tão complicada, mas legal vc levantá-la. As religiões se metem muito nessas questões e querem dar as respostas que ninguém tem...talvez a ciência o diga...sou ignorante no assunto e envolvida demais emocionalmente nele, por um caso que passei...mas teu post está sensacional, adorei! beijaço, aproveita o restante das suas férias!

Lúcia Soares disse...

Beth, certamente a vida começa no encontro do óvulo com o espermatozóide, ou seja, na fecundação mesmo.
Depois que são ouvidos os baimentos cardíacos, não há dúvida que ali há vida.
Passo por momentos de ansiedade, pois minha nora está com a gravidez chamada anembrionária. Houve o encontro, houve a fecundação, mas quando é pra haver a divisão, o embrião não a faz, e para de se desenvolver. Eles optaram por deixar a natureza agir e expelir naturalmente o saco embrionário, que agora tem nele o chamado "ovo cego", onde não há vida.
Era para eu estar vendo uma ultrassonografia assim...Ela está de 11 semanas, mas sem gravidez! Uma situação que só Deus, pra nos dar forças!
Que sua amiga Karina tenha dias maravilhosos com seu bebezinho.
Beijo!

Cantinho She disse...

Ei minha querida vim saber se tinha novidades sobre vc... Que post sensacional, só não consegui assistir aos vídeos pq tô correndo, mas vou voltar para ver... Será que te encontro no sábado? Lançamento do livro da Mi?
Bjbj

Misturação - Ana Karla disse...

Bethhhhh!!!
Estava sentindo falta de te ler.
Esse tema é bom para debatermos. rs
A vida é linda demais.
Paz.
Xeros

Calu disse...

Betinha, as saudades são grandes.Estava pensando em ti quando soube das notícias do vulcão, que acabou por trazer-lhes uma mudança de planos e quem sabe uma situação serendipity que se avizinha, heim?
A questão da vida me eternece, mas me deixa sem opinião formada.Não sei dizer-lhe onde ela começa ou se recomeça a cada amanhecer ou ainda se tem data marcada pra isso.Sei que ao saber-se vida já é pujante e esperada.Portanto, bem-vinda!
Bons passeios. Namore muito o maridão.
Bjkas mil,
Calu

ML disse...

Welcome back, Beth! Claro que a viagem foi ótima, afinal voltaste com a carga - filosófica de sempre - toda.

Sorte a nossa!

Quanto ao verdadeiro começo da vida - e ao final dela - acho que a resposta é a diferença que a presença ou a falta que alguém faz.
Filhos adotivos são filhos mesmos? Acredito que sim, apesar de gerados "off line".

bjnhs

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

é mto bonita a reflexão, porque nos faz pensar como começa uma vida.

mta coisa tb não sei, não faço idéia de como seja. a gente só supões, imagina, acredita e tem fé.
mas que é uma coisa linda, é né, o começar de uma vida. é lindo, a magia da natureza.

A Carina, que ela tenha uma vida muito feliz!

Manuela Freitas disse...

Olá querida Beth,
Saúdo o teu regresso, depois daquelas férias estupendas que fizeste!...Quantos quilos mais? rsss
Aqui está um belo post...porque nada é mais belo e marcante na vida como o aparecimento de um novo ser, com todas as suas particularidades que o tornam único, não há duplicados e isso é de facto extraordinário!
Pondo de lado as questões legais debatidas sobre o momento em que começa a vida, para mim o começo da vida está mesmo quando a semente é lançada à terra com o propósito de procriar!
Beijinhos,
Manu

pensandoemfamilia disse...

Oi querida

Senti sua ausência, mas os motivos são imprescindíveis.
A vida começa com a fecundação e desabracha em cada nascimento ou renascimento que vamos tendo pela vida...
bjs

Eduardo disse...

Beth, aqui vai minha colherinha cientifica: Quando a vida se inicia? Os humanos tem seu inicio com a formacao de uma celula com um DNA completo de 23 pares de cromossomos (total de 46) a partir de duas celulas que so contem metade desse DNA: ovulo e espermatozoide, cada um com apenas 23. Essas celulas especiais sao obtidas por meiose; que consiste em uma reproducao especial. O DNA eh composto de nucleotides cujos grupos representam os genes, que estao presentes nos ovulos e espermatozoides. Essas celulas especiais estao portanto vivas pois sao o veiculo dos genes. Os genes vieram dos primeiros replicadores, as formas de moleculas simples organicas que comecaram a se reproduzir a uns 3 bilhoes de anos atras. Portanto, a vida nao comeca quando o ovulo eh fecundado pois as duas celulas que se juntam nesse processo ja estavam vivas. Os genes ja estavam vivos nelas e continuarao a viver no novo corpo que vai se formar. A vida portanto comecou a uns 3 bilhoes de anos e continua ininterrupta ate hoje. Sabe o que eh uma galinha? Eh a forma que o ovo encontrou de produzir outro ovo! Nos e todas as demais formas de vida somos os veiculos de continuacao da vida dos genes.
De um gene para outro: longa vida e com prosperidade...
Shrek

Cantinho She disse...

Voltei para ver os vídeos... Adorei! O último achei o máximo! O primeiro é lindo e emocionante especialmente para mim que foi a idade gestacional que não pude ficar com o meu bebê... Sempre me é muito triste lembrar disso, enfim...
Bjbj

gabriela disse...

Olá querida Beth
Que bom as férias sabem sempre bem, desejo-te boa continuação.Quanto ao video ora aí está uma coisa que nos faz pensar, refletir, como sempre temas muito interessantes, grande Beth, beijão enorme a minha Matilde continua doentinha, obrigada pela preocupação mas logo logo vai melhorar muitos beijinhos

Bombom disse...

Viva, Beth! Saudades!...
Muito interessante esta tua reflexão. Para mim, também a Vida começa no momento em que o novo Ser é gerado. Muitas Felicidades à tua amiga Carina e ao seu Bébé. Bjs. Bombom

Lulú disse...

Olá Beth.
Que bom que você está de volta. E já me fez uma visita, obrigada, estava sentindo sua falta.
Linda descrição, esta do feto se formando no útero materno. Parabéns.
Beijos
Maria Luiza (Lulú)

Luma Rosa disse...

Acho que é na concepção, porque é preciso duas células "vivas" para haver fecundação. Mas alguns médicos acham que é quando o cérebro e toda a rede neurológica se forma e a consciência de vida é codificada no novo ser.
Impressão minha que no primeiro vídeo tem um sambista vindo ao mundo? O audio está bem baixinho aqui por causa da hora, então!
Curta bastante o restinho das férias e parabéns, Carina!!
Beijus,

Camille disse...

Lindo post e grande pergunta. Não sei quando a vida começa, mas sei que ela so pode continuar a existencia a partir de alguem que nomeie a criança ja nascida para que ela tenha consistencia e se torne um eu. O ser humano, diferente dos outros filhotes precisa de cuidado desde o nascimento ate que possa ter autonomia... algum dia. Isso tudo é muito interessante. Por isso talvez as respostas dos religiosos diferentes daquilo que imaginamos...
Beijos e boas férias!
Cam

♕Miss Cíntia Arruda Leite ღ disse...

Oi querida!
Espero que esteja curtindo momentos preciosos!
Beijos

Paulo Rideaki disse...

Fico feliz por ter retornado, da sua retirada espiritual.
Isto significa, que está mais forte e mais intensa com os seus propósitos, nesta vida, e que podemos contar sempre com os teus pensamentos, que nos levam a refletir, sobre muitas coisas da vida.
De alguma forma, sinto que estamos em sintonia, em seu maravilhoso texto.
Sabe "mamãe Gaya", outro dia fiquei muito triste ao ler um blog que falava, e mostrava a foto de um bebe de 16 meses, que foi brutalmente violentado pelo visinho, este lamentavel fato aconteceu na India.
E fiquei pensando, e indagando, como pode um homem adulto, cometer tal crime contra um ser, que poderia ser seu próprio filho?
Pensei, refleti e meditei muito, sobre este fato, mas não consegui chegar a uma resposta racional, para explicar ou justificar, o que ele fez(tamanha brutalidade).
Mas ao ler o teu texto e assistir aos videos ,fiquei mais calmo,e a paz retornou em minha consciência.
Acho mesmo que as pessoas que cometem tais crimes, contra o seu próprio semelhante, é por conta, da falta de noção, do que é a vida, dos milagres que estão acontecendo a todo momento, e por esquecermos que um dia, nós fomos tão pequenos, quanto uma sementinha e crescemos.
E é justamente esta falta de noção, do que é a vida, que roubamos o direito a vida de um feto, ou matamos cruelmente um bebe de 16 meses!
Sei que tem a noção da importância e relevância que o teu blog tem para com as nossas vidas.
Mas vou te agradecer, mais uma vez, e quantas vezes for necessário, pois acho que está cumprindo muito bem e justificando o seu o nome deste maravilhoso blog de "MÃE GAIA!"
Te adoro, te admiro e te respeito, NAMASTÊ! Muito obrigado por existir e contribuir para o meu desenvolvimento pessoal nesta existência!

Cacá - José Cláudio disse...

Intrigante isso, Beth. Também se perguntarmos a um biólogo, a um sociólogo e a um agricultor, provavelmente teremos respostas distintas. Acho que existindo os reprodutores a vida é prévia, pronta e disposta a se manifestar. (Uma nova resposta). rsrs.

Beth, aproveito para lhe agradecer o carinho e a solidariedade para comigo nesse momento em que a vida se desfez um pouco no meu coração. Suas palavras são uma injeção de ânimo novo. Haverá de passar. OBRIGADO. Meu abraço e ótimo restinho de férias. Paz e bem.

Celia disse...

Aproveite bastante o restinho das férias. Elas sao sagradas. rsrsrs Bj

Élys disse...

Falar sobre a vida é muito interessante, mas o mais importante é mantê-la de forma saudável e educá-la o melhor possível.
Bom que regressou.
Beijos.

ManDrag disse...

Amiga,

Como se não bastasse tudo o resto, tenho estado com uma forte crise de espondilose, que me inibe a concentração e o ânimo, pelo que estou mais ausente que o habitual, das lides internéticas. O meu pedido de desculpas a todos!

Um forte abraço

Wilma disse...

Oi Beth, voltou?!! estou louca pra ir novamente, porque áquela foi só um aperitivo, mas com 5 pets, demora, mas ainda esse ano eu pretendo chegar lá, apesar das fumaças e tais, porém tenho Lisboa na frente. Aguardo o post, heim?!! Tudo de bom.

Carina Britto disse...

Olá minha querida amiga e madrinha Beth!!!
Muito obrigada pela homenagem...vou guardá-la para daqui há uns aninhos mostrar pro meu bebezinho como ele(a) já era muito amado antes mesmo de nascer!
A gravidez é realmente um momento mágico...DIVINO eu diria!
Só Deus mesmo pra nos conceder tamanha dádiva!!!
Muito obrigada por tudo!!!
E deixo aqui o meu agradecimento à todas as pessoas que me desejaram sorte e de alguma forma mandaram para mim e para meu bebê energia positiva!
Beijinhos e aproveite bastante o restinho da viagem!!!
Carina.

Fátima disse...

Minha queridinhaaaa...só hoje filhota e eu conseguimos comentar aqui, o LERDOX voltou a atacar.
Que linda homenagem!!! Como pessoa sensível que é, imaginei que você fosse gostar de ver nosso bebezinho(a) e suas estripulias uterinas...rsss.
Para mim, a vida começa mesmo na fecundação e não consigo entender o aborto, mas dívidas e pecados cada um paga os seus, além do que, tenho tentado um bocado evitar julgamentos.
Obrigada por compartilhar conosco, desse momento tão especial, como vc mesma disse:"um novo ser que está sendo esperado com muito amor" e põe AMOR nisso. Aliás, sentimentozinho interessante o AMOR, quando vc acha que já o experimentou de todas as formas, ele se reinventa de maneira espetacular.
Mil beijocas AMOROSÍSSIMAS!!!