.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

segunda-feira, 2 de maio de 2011

As mulheres são assim mesmo.



Aula de Hidroginástica

Piscina aquecida.  Vão chegando senhoras da terceira idade para mais uma aula.  O professor, jovem, atlético, se prepara psicologicamente para o encontro.  Três vezes por semana, às oito horas em ponto, elas chegam em bando e já começam a tagarelar antes mesmo do início da aula.  Ele tenta organizar a confusão que elas causam, mas ninguém o escuta.  Trocam receitas de bolo, comentam a novela, falam mal da colega que faltou e, às vezes, conseguem conciliar o movimento de braços e pernas.  Ele desiste de gritar.  Suaviza o tom de voz.  Conta uma piada.  Todos caem na risada.  Quando termina a aula, ele as olha com ternura.  Continuam flácidas e barrigudas, mas estão tão felizes . . .



 O pequeno conto acima é de autoria de minha amiga Sylvia Regina Marin e está em seu livro Encontros Possíveis-contos da Editora Multifoco.



38 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

que graça o conto! então sua amiga é companheira da Glorinha, lá na Multifoco!
Qdo a gente vai ver o seu cd lá na Multifoco hein Beth? vc narrando histórias, com essa voz de locutora?

boa semana pra vc! bjs querida mãe Gaia

Cacá - José Cláudio disse...

Legal, Beth! Eu aprecio quem faz bem um mini conto. Dizer muita coisa significativa em poucas linhas. Esta é uma tendência literária moderna. Aqui ficou ótimo, repleto de possiblidades interprettivas. Meu abraço e uma ótima semana. Paz e bem.

manuel marques disse...

As Mulheres são divinas.

Beijo meu.

✿ chica disse...

Lindo e tão bom de ler esse conto...Assim é bem real...

beijos,chica e linda semana,.Adorei a tua foto!

Uma Mae das Arabias!!! disse...

Sabe que qunado levo o Kassem na natação a proxima aula é a das senhorinhas......revi a cena em minha memoria!!!

beijos e fiquem com Deus

Barbrinha

Tati disse...

hahaha
Adorei!!! Sabe que quando o Bê era pequenininho fazia natação e antes da aula dele era uma aula de hidro da terceira idade. Era EXATAMENTE assim. Elas falavam dos filhos, trocavam receitas, falavam sem parar! Muito engraçado. E sim, faz muito bem o conviver!
Parabéns à Silvia. Ótimo conto!
Beijos.

Márcia Cobar disse...

quanta ternura...

Bia Jubiart disse...

Bom dia Beth!

Linda imagem!

A percepção da escritora vai além da simples observação...Muito bom!

Uma semana luz para vc.

Beijosssssss

Se quiseres me passa seu e-mail, que te passarei fotos da natureza, tenho bastante, e fique a vontade para usar na Mãe Gaia.

Somnia Carvalho disse...

adorei o conto curtinho e tao feminino rs

Glorinha L de Lion disse...

Que legal esse conto da Sylvia! Amei! Disse muito com pouco, isso não é pra qq um não! Tem quem não diga nada em muito...rsrsrs Preciso comprar o livro dela! beijos,

Wanderley Elian Lima disse...

E é assim mesmo. Estão certas, o importante é ser feliz.
Bjux

Silvia Masc disse...

Uma delícia esse conto.
Você com o seu olhinho clínico para garimpar coisas boas, e melhor ainda, compartilhar conosco.
beijinho querida.

pensandoemfamilia disse...

Gosto mini contos e eu acabei não tendo acesso a este livro. Gostei.
bjs

Liza Souza disse...

Beth, adorei o conto! As mulheres sao assim mesmo, sempre com uma infinidade de coisas para conversar. Eu mesmo só consigo falar com uma amiga por dia, por que quando vou para o telefone com um delas, passam-se facilmente duas horas. rs E "jogar conversa fora" com pessoas especiais é que faz a vida da gente ter um sabor ainda mais especial.
Beijos

LILIANE disse...

BETH
que delicia de conto...
pior que a mulherada é assim mesmo, né.
rs, uma tagarelice só.
acho legal quando as mulheres se cuidam, fazem hidro, se relacionam,
até as mais velhinhas.
não estão mais presas ao corpo e ao que os outros vão dizer.
rs

ai ai...
já tô eu aqui catando os meus pedacinhos.

carambolas.
a idade chega mesmo,viu.
rs

querida, passei para te deixar um beijinho, e uma xicrinha de café e um pratinho de pãozinhodiquejo.

é que deu uma saudade docê....

beijos.

Sylvia Regina Marin disse...

Bethinha querida, Que gostoso meu singelo conto ter feito esse sucesso todo em seu blog! Imagina você que ele foi escrito em uma aula de Escrita Criativa na Estação das Letras. Faltavam cinco minutos para a aula terminar. A professora disse: Imaginem um lugar e uma ação. Escrevam! Saiu isso. Fui a última a ler, e a turma toda saiu da sala às gargalhadas. Que delícia!
Beijos. Obrigada pelo carinho.

Manuela Freitas disse...

OLá querida Beth,
Ora aqui está uma provocaçãozinha!kkkkkk
Eu ando 3x por semana na hidro, por acaso só vou ao meio-dia pq me levanto muito devagar e tenho colegas (homens e mulheres) de idades diferentes...somos tagarelas e gostamos muito de rir com piadas que umas e outras vão contando...mas nada de telenovelas, vida alheia e coisas no género! kkkkkkkkkkkkk
Também te digo que duas que andam lá e até estão nos 80, são bem frescas para a brincadeira!...
Isto minha querida, hj em dia e felizmente já nada se pode generalizar e há pessoas que apesar da idade podem ser de um companheirismo fantástico!
Beijinhos,
Manu

Lu Olhosde Mar disse...

aaah adorei istoooo!!

Calu disse...

Uma delícia de senhorinhas, todas meninas, tão catitas...rindo das coisas sabidas, fruindo nas horas alegres os muitos sabores da vida!
Quero ser assim, uma dessas senhorinhas, viu Betinha?
Adorei o episódio.Bem escolhido e pensado.Tua amiga tbém faz história.
Bjo grande,
Calu

Renata disse...

Rsssss...é exatamente assim...kkkkkk!!!!

Na nossa piscina é assim mesmo...mas a nossa conversa é mais eclética, pois na minha aula tem igual numero de homens e mulheres, e as conversas são variadas...é uma verdadeira terapia, eu adoro!

Um abraço,
Foi ótimo ter vindo!

lolipop disse...

Querida Beth...

Bem, não há exercício sem felicidade...(risos)
E as mulheres todas juntas têm sempre uma certa tendência para essa algazarra divertida...

Gostei desse conto simples e bem humorado.


MIL TERNURASSSSSSSSSSSSSSSSSS

Mil beijinhos

Nina disse...

ahaha, e nao é que é assim mesmo menina???? oh mulherada que nao para quieta,que nao fecha a matraca, oxenti!

e nós com as banha?? tamo nem aí viu dona Beth? nóis quer é se divertir :-)

Valéria disse...

Oi Beth!
Gosto de um mini conto. A Sylvia escreve divinamente! Uma umlher não é fáci, muitas, nooossa... Que delícia! Somos um desabrochar... Bjos e boa semana!

Nilce disse...

Lindo o conto.
Fiquei me imaginando daqui há alguns anos. rs

Bjs no coração!

Nilce

Astrid Annabelle disse...

Beth querida!
Hoje deu certo!!! Explico:
Tenho visitado seu blog nestes últimos dias e me encantado com seus textos e imagens. Por vários motivos acabo não comentando. Mas adorei seu relato sobre sua viagem para São Paulo, os trechos do livro da Glorinha, enfim , todos.
Seu blog é encantador assim como este conto...me diverti..é assim mesmo..a mulherada fala e fala...mas é feliz.
Beijo grande amiga aqui do paraíso.
Astrid Annabelle

Élys disse...

Conto perfeito, pois o que vale é ser feliz.
Beijos.

Misturação - Ana Karla disse...

Mais não é que é assim mesmo?
kkkk
Mulheres, ah mulheres.
Boa semana Beth.
Xeros

Bia disse...

Beth, simples e verdadeiro! Foi exatamente assim, uma vez que fui a uma aula de hidroginastica com a minha vó! bjs

Renata Lopes Costa disse...

Aiii... imagino elas tão bonitinas nessa idade, conversando sobre o que julgam importante. Quero uma velhice simples assim...amigas, pequenos prazeres, muita conversa e acima de tudo sabedoria de anos vividos.

Obrigada por fazer parte do Palavreado. Adoro ler teus conselhos!!

Lúcia Soares disse...

É assim mesmo, Beth. A Sílvia é uma feliz obeservadora.
Hoje em dia estamos com contistas ótimas na blogosfera! Que bom!
Mas melhor é pegar o livro nas mãos e ler, reler, marcar frases, fechar o livro e ficar com gosto de "quero mais".
Esse conto me pegou!
beijo!

Maria Célia disse...

Boa noite, Beth
Lindinho demais este conto. Hidro da 3ª idade é isto aí, sem tirar nem pôr.
Super interessante.
Bjo

Paloma disse...

BETH, é exatamente assim que acontece nas aulas de natação dessas ¨senhorinhas¨. E, até o desfecho corresponde a realidade,pois a unica finalidade é esse convívio entre elas.Fisicamente, nada muda.

Beatriz disse...

Oi Beth!!!
Gostei e fiquei aqui a imaginar a cena, rs rs!
Adorei também a fotos dessas plantinhas que guardam tanta água em si!
beijinhos,
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Luma Rosa disse...

Eu completei a frase título com a imagem! Era para ser? As mulheres são "suculentas" em ideias e ações! Dizem até que os homens não conseguem fazer duas coisas ao mesmo tempo - talvez por isso o professor tenha ficado abilolado e depois condescendente ;) Adorei o conto! Boa semana! Beijus,

Natália disse...

Beth
Este conto me fez lembrar as minhas aulas de hidroginastica eheheh,acontece mais ou menos isto,só não tenho um professor atlético que alegrava mais o ambiente,mas tenho uma professora jovem que tem muita paciência para nos aturar.

Adorei o conto.

Beijinhos

"Continuo flácida e barriguda, mas estou tão feliz"

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
Que conto bacana!
Cara, fiquei aqui rindo e lembrando da minha aula de hidro.rsrs. É assim mesmo. Muitas vão apenas para distrair. Exercício que é bom, neca...Mas é por ai mesmo...Relaxar e ficar de bem com a vida!
Bjs mil

Dani dutch disse...

Como diz meu pai conversa de mulher nao tem fim, nem mal terminou o assunto já entra outro e vai puxando outro e assim vai... mas cá pra nós tem coisa melhor do que papear?
bjuss

ML disse...

A malhação é só desculpa pro laser - tem uma hora que quase todo mundo volta a ser criança...

bjnhs