.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Dividindo meus pensamentos com as amigas



Eu sei lá, mas acho que nós, mulheres, sofremos mais de ansiedades, medos e angústias do que o sexo oposto. Conversando com uma ou outra amiga, quase sempre, dividimos esses sentimentos e destrinchamos um sem número de outros  que estão atrelados às nossas expectativas de vida.  Somos mais complexas sem dúvida e cada uma de nós carrega uma história e vontades invisíveis.

Sempre cuidei dos meus afetos, das pessoas à minha volta, mas acho que está na hora de cuidar mais de mim, da minha saúde, das lembranças que estão começando a rarear e que eu não posso deixar cair no esquecimento; preciso também cuidar dos meus sonhos, fazê-los acontecer, buscá-los de verdade, nem que para isso eu tenha que sacrificar outras coisas; preciso também voltar a perceber mais o divino, o sagrado, ando muito distanciada e só a natureza é que me faz perceber sempre esses pequenos milagres da vida.

Eu quero para mim, e desejo para todas nós, mais tempo para ser feliz.

Tenham um ótimo domingo!











20 comentários:

orvalho do ceu disse...

Olá, amiga
Em seu desabafo me vi...
Escreveu com docilidade e isso atinge o coração da gente e contempla à alma...
Obrigada pela partilha de experiência de vida...
To indo pra roça, por uma semana, vou estar ausente e, querida, as dores precisam ainda de tempo pra se acalmarem... vc me disse muito bem sobre a minha cirurgia... preiso de repouso ainda maior... mesmo tendo sido com "furinhos"...
Fique na mais profunda paz de espírito e seja abençoada e feliz, Beth!!!
Bjs Dominicais e ecológicos

just jane disse...

I believe that you are correct. We all need to spend our time on this earth caring for the small miracles. The grand ones will be noticed without us. Peace to you.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Acho que a mulher é mais ansiosa, preocupada...pela visão de mundo: mulher sempre pensa nela, marido, filhos, futuro, etc. A mulher tem uma visão muito mais humana, por isso sofre mais
Homens são mais focados nos negócios e cia, mais indiferentes ao sofrimento alheio, ao que se passa com os outros ao redor, assim penso eu.

Beth, sua missão foi cumprida e agora nova missão começa. Vc foi mãe, educou os filhos, fez sua família. Agora chega a hora de cuidar de si mesma, colher os frutos bons que plantou, dedicar-se a si. isso não é egoísmo, é cuidar-se, ter amor por si, pela sua história, por tudo o que vc fez, pela sua vida.

e na busca pelo sagrado, pelo divino, é a busca de encontrar a própria essência, achar-se como ser parte do universo...

assim penso eu rs.

bom domingo!

Flávia Fayet disse...

Desabafando amiga??? Saudade d vir aqui, quer dizer,ate venho mas nao comento... Tinha visto o post q vc falou em mim... hehehe Esses sotaques! To mudando de cidade entao ja viu ne? Correria total, mas logo logo dou noticias! Beijosss

ManDrag disse...

Há um momento em que temos de estender as asas e voar.

Voa Alto, amiga!

Abraço

Dani dutch disse...

OI Web-mae, tudo bem?
Nós mulheres precisamos conversar, colocar tudo pra fora, por isso somos "mais fortes" do que o sexo oposto.
Eu mesmo distante procuro sempre mandar e-mails para os amigos, ligar, deixar um recadinho aqui ou ali.
Mas temos os nossos sonhos também, por isso que ando meio sumida, a escola e os outros afazeres estão me roubando todo o tempo livre.
bjuss e otimo domingo

Cucchiaio pieno disse...

Querida Beth
Tens razão em cuidar mais de ti! Somos um templo e devemos cuidar dele como um todo: físico, espiritual e psicológico! Aceito o convite para ser feliz!
Um grande abraço
Léia

Chica disse...

Nós somos danadas mesmo...Estamos sempre à mil,querendo resolver "pra ontem", as coisas tem que estar bem arrumadinhas pra todos e nessa, tantas vezes esquecemos de nós.

Ainda bem que acordamos e temos tempo de recuperar isso e a falta de cuidado que tivemos no trato CONOSCO mesmo...

Por isso, agora me dou o tempo QUE EU QUISER de fazer o que eu quero e de queimar TODAS as panelas possíveis esquecendo no fogo enquanto faço o que gosto:escrever ...

Claro que nosso dia é cheio de tantas outras coisas, mas além de cuidar do Neno que está sempre comigo, de ter o maridão por perto, escrever(seja a bobagem que for) me dá alegria então "punto e basta",rsrs

beijos,lindo domingo

( São 6.47 e sabes como estou aqui? Só louca mesmo: já passei a tinta no cabelo e espero que ela faça o efeito aqui, ainda de pijaminha,rsrs)Maridão dorme!!! E eu, feliz!!! beijos,chica

Mãe disse...

Tenho impressão que as diferenças entre os comportamentos masc e fem são sempre culturais mas tão enraizados que as características parecem pertencer a um ou outro gênero. Ao ver um mapa astrológico não se sabe se é de um homem ou mulher. Portanto, é o meio ambiente/expectativa social que vai permitir desenvolver certos traços com maior ou menor intensidade.
Ainda bem que ficamos no gênero ao qual é permitido perscrutar, expressar e compartilhar sentimentos com mais liberdade. É muito bom não precisar escamotear meus medos, minhas angústias e inseguranças (ao menos não sempre e não para mim mesma). E demonstrar amor e carinho sem vergonha de parecer babaca...

Misturação - Ana Karla disse...

Também acho Beth, que nós mulheres somos mais ansiosas do que os homens.
Acho que é por aí mesmo, cuidamos muito mais das pessoas que estão ao nosso redor do que de nós mesmas.
Ainda sou muito assim, preciso seguir aqui o conselho e ir me libertanto, realizando sonhos.
Bom domingo
Xeros

Kelly disse...

TEm meu apoio Beth, cuide mais de você e de seus princípios, nós mulheres temos o hábito de achar que devemos cuidar do mundo e não é bem assim. beijos

Heloísa disse...

Beth,
Você falou com precisão aquilo que estou sentindo.
Mas como é difícil mudar comportamentos, principalmente quando temos que nos colocar numa posição de "destaque".
Vale uma tentativa.
Bjs.

pensandoemfamilia disse...

Oi querida

Primeiro tenho que elogiar sua bela foto que é muito significativa sobre o que nos fala.
Entre o céu e o mar,este é o espaço, que nós, mulheres, queremos assumir diante da vida.
Mas temos que parar, refletir e marcar nosso território. Parece-me que é isto que traz nesta forma delicada de expor seus sentimentos.
Sem culpas, na certeza da missão cumprida, dar asas a este seu momento, momento que se volta para si mesma. Não é simple, porém possível.

bjs,

Wilma disse...

Oi Beth, passo sempre por aqui mas nem sempre comento, mas como este post traz um viéz que sempre penso a respeito...então, nós somos mais complexas pq somos mais completas, o criador nos deu maiores responsabilidades, eu penso; mas acredito que os homens sofram mais ou são menos felizes que nós, vide os cárceres, o trânsito,os viciados, os que morrem mais cedo, os sentados à beira do caminho. O problema é que por anos nos fizeram acreditar que somos frágeis, dependentes, que temos que nos sacrificar por tudo e todos, mas eu fugi o tempo todo desse papel, afinal sou a única mulher de três homens na família e vi que ficam dependendo da esposa, da mãe, da irmã, da filha e por aí...e nós?! Acredito que cada um cuidando dos seus sonhos a vida fica melhor para todos, como você, este ano a minha máxima é essa, doa a quem doer, cuidarei muito mais de mim antes que seja tarde demais!!! Ótimo domingo!!

Ana disse...

É bem assim, Beth!
Frequentemente deixamos nossas coisas em segundo plano...
Depois ficamos infelizes, chatas, azedas... Deusolivre! Hahahahah!
Beijão!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Betita, sei bem do que fala. Essa ansiedade por ver que o tempo passa e não fizemos tudo o que desejávamos....dá mais ansiedade ainda! A maturidade nos traz essa compreensão de nossa essência, ao mesmo tempo em que constatamos que muito pouco foi feito e o quanto gostaríamos ainda de fazer. Busco essa serenidade que eu achei que encontraria na maturidade e tb não a encontro...Nós, mulheres somos mesmo seres complicados. Beijos amiga, bom domingo!

Bombom disse...

Oi, Betita! Acho que te compreendo muito bem!Já senti (e ainda sinto) isso tudo! De um modo geral, os homens são mais racionais. Resumem tudo à "causa e efeito". Nós, somos muito mais emotivas e deixamo-nos enredar pelas emoções que sentimos e vivemos no dia a dia.Não nos devíamos esquecer de que "no meio é que está a virtude"! Quando me reformei, dei por mim numa encruzilhada, descentrada de mim,quase uma desconhecida. Tinha criado os filhos e estes tinham acabado de voar do ninho. Tinha-se fechado o meu ciclo profissional e o marido acabara de se aposentar também. Tinha vivido tantos anos centrada nos outros, que já nem me conhecia! Tive de redescobrir quem era eu, o que queria, o que podia fazer por mim. Tive de voltar "a namorar", de descobrir como ocupar o meu tempo e como valorizar-me.
Valeu-me nessa altura a chegada providencial da primeira netinha que me fez compreender como pode ser linda esta fase da vida! Foi um presente do Céu!
Que encontres novos caminhos para seres Feliz, centrada em ti, para que possas estar sempre em forma quando for preciso "ajudar" os outros.
Bjs. Bombom

Beth/Lilás disse...

Meninas Super Poderosas e queridas, incluindo Alexandre que não é menina, mas entende um bocado da alma feminina!

Vocês foram o máximo em seus comentários, todos muito pertinentes e interessantíssimos.
Obrigada! Não me senti sozinha nestes sentimentos perturbados, vejo que somos mesmo incríveis e ao mesmo tempo insuportáveis às vezes. hehe
Tadinhos dos homens!

beijos em todos

======================================================================

Teresinha Ferreira disse...

Beth,
Que bom que pensa assim!!! Sabe, estou vivendo um momento muito bacana comigo mesma. Coisas interiores que se afloram e que me deixam nas nuvens e de bem com a vida.
Realmente, nós mulheres somos mais emotivas. Damos valor a coisas que muitas vezes, são tão banais para os homens, mas...Somos assim!!! Ou estamos assim!!
Sei que e difícil, mas chega um certo momento que a nossa valorização é o que importa. O resto é consequência.
Outro dia fui a um médico e ele me perguntou quem eu achava mais importante na minha vida...Fui citando a e b...Ele me questionou e disse: Em primeiro lugar está você...Você tem que estar bem para gostar dos outros...É por ai, não acha???
E vamos coçando as nossas cabeças.kkkkkkkkkkkkkkkkk..
Bjs mil

Lu Souza Brito disse...

Bethinha,

Somos como teias em inúmeras ramificações. Complexas, sofremos por nós, pelos outros: marido, filho, cachorro, a amiga. São emoções a flor da pele. Não é frescura, é percepção mais aguçada e vontade de ser e fazer sempre mais.
Acho que você está certa, há momentos de cuidarmos e de sermos cuidadas. Então, cuide de você, faça coisas que gosta, tenha mais tempo para fazer o que te deixa feliz!
Um super beijo.