.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Vamos nos permitir?







 A música não me sai da cabeça há dois dias, desde que vi Lulu Santos num clipe na academia, forçando-me a refletir sobre ela.  Sim, não é nova, já a ouvi muitas vezes e cantei-a como um robô, mas desta vez ela me tocou fundo e penetrei em sua mensagem. Pareciam palavras feitas e ditas para mim diretamente.


Hoje o tempo voa,
escorre pelas mãos.
Mesmo sem se sentir
e não há tempo que volte amor.
Vamos viver tudo que há pra viver
Vamos nos permitir.


Meu Deus é isso mesmo!
Enxerguei a nós dois, eu e marido, pensei no tempo que ainda nos resta, no tanto que queremos fazer, sentir,
ver, viver, tudo aquilo que ainda queremos "nos permitir".


Preocupei-me, porque os dias parecem iguais, a roda viva que nos consome o tempo, e que arrasta-nos para a mesmice perigosa, ronda silenciosamente a
muitos de nós, e quando percebemos, indagamos surpresos "Mas o que eu fiz da vida?  Porque não fiz aquilo?"  E tantos porquês ficarão sem resposta!


É certo que ainda existem um universo de coisas desconhecidas, lá, esperando nossa atenção e nosso tempo.  


Eu vejo um novo começo de era.
De gente fina, elegante e sincera.
Com habilidade
pra dizer mais sim, do que não.
Hoje o tempo voa amor
Escorre pelas mãos.


Daqui há pouco o novo ano aportará entre nós e eu quero, quero mesmo 
brindar sem pressa, viajar mais com meu parceiro querido, quero rir de 
besteiras, gargalhar juntinhos vendo filmes de Mr.Beam, fazer jantares 
românticos, acender incensos pela casa, e ouvir CDs de ópera bem alto, 
sentar e contar estrelas, escutar barulho de mar nas pedras, sorrir diante do 
inusitado e não me irritar fácil com besteiras da vida, fazer uma road-trip, 
sem hora e sem rumo, sair na chuva e deixar molhar, sair da correria do 
quotidiano e viver mais.

Eu vejo a vida mais farta e clara
Repleta de satisfação
Que se tem direito
do firmamento ao chão.
Eu quero crer no amor numa boa.
Que isto valha pra qualquer pessoa
Que realizar
A força que tem uma paixão.




Vamos nos permitir? 












40 comentários:

Glorinha L de Lion disse...

Espetacular Beth! Como eu te entendo! A rotina vai solapando a gente e quando vemos, o tempo passou e a vida passou tb...é triste e real. Pense que vc tem tudo pra ainda se permitir...e os que não tem? Nem chance, nem futuro, nem tempo...é duro amiga, mas ainda dá tempo sim...logo, logo vai conseguir fazer tudo o que deseja...beijos,

Heloísa disse...

É isso mesmo, Beth.
Vamos nos permitir.
Essa é a vida feliz. Rir juntos, olhar as estrelas, juntos, fazer planos, juntos, arrumar um jantarzinho, juntos.
Muito companheirismo, muito amor.
Assim, o tempo pode escorrer pelas mãos.
Beijos.

pensandoemfamilia disse...

Querida amiga
Que bela reflexão. Vc percebe que está fazendo uma agenda de intenções? Poís é isto.

Torço para que elas se façam presentes em sua vida.
bjs.

Lucia Cintra disse...

Ah Web-mae, eh por isso que hoje em dia eu fico zangada quando perco um so minuto da minha vida com certas coisas...

Isso que voce escreveu clicou na minha cabeca ha um tempo atras e tento apreciar cada momento e fazer de tudo pra realizar meus sonhos. Nunca me senti melhor na minha vida, de poder saborear essa conquista e de apesar da correria, ainda ter tempo pras pessoas importantes nela, sabe?

Adorei o post, isso eh gostoso demais! bjos

Ivana disse...

Noooooossa, Bethinha!!!Que post porreta!!! Ah, tu e o Lulu tem toda a razão!!! É tempo de nos permitir, porque a vida passa e o tempo voa!
Eu quero!
Beijos!

Misturação - Ana Karla disse...

Beth, estou em sintonia aqui com você.
Além de concordar totalmente com sua reflexão, essa música e outras mais de Lulú Santos, ouvi durante todo o dia no carro. É que gravei um CD somente com as antigas.
Verdade mesmo, que a gente as vezes canta as músicas no automático.
Eu também quero me permitir.
Xeros

Carla Farinazzi disse...

Respondendo, meu bem:

EU TOPO!! Eu topo me permitir!!!

Lindo texto, linda música do Lulu. E a letra fantástica, faz a gente pensar. Tipo, eu quero mesmo crer no amor numa boa. Não tô nem aí. E tá certo que o tempo voa, escorre pelas mãos.
Então pra que ficar se poupando à toa, me fala? Eu não sei.

Beijíssimos, querida Beth

Carla

J Araújo disse...

Beth, parabéns pelo blog, e com referencia a letra foi uma excelente escolha com certeza.

Bj

Camille disse...

Belo post. Bela lembrança. Lulu Santos tem letras lindissimas, como - uma onda no mar por exemplo. Zen. E permissao é a palavra. Quando a gente se permite de fato ultrapassar uma barreira, ai a coisa flui.
Beijos e parabens!
Cam

Camille disse...

Ps: estava vendo os peixinhos ali em cima. Voce conhece a historia do "bota o tubarao no tanque"? ´E muito boa tb ne? Bom ensinamento. Bjos

Nilce disse...

Precisamos nos permitir Beth.
Sabe que mesmo você me dizendo que viajo tanto, na verdade a passeio é muito raro.
E venho cobrando isso do meu marido.
Falo que parece que acostumamos a 4 anos já sem tirar férias, sem viajar para conhecer novos lugares, sair sem rumo, mas sair longe. Não viajar para minha cidade apenas para pagar as contas de lá, mandar limpar o jardim, que é enorme por sinal, não apenas comer fora porque temos essa necessidade nos finais de semana porque a secretária não vem.
Quero lugares diferentes, fazer o diferente.
Mais uma vez vez você nos fazendo refletir.
Obrigada e parabéns pelo texto.

Bjs no coração!

Nilce

Coisas de Ta disse...

Eu adoro essa musica, me traz boas lembranças...

Bom fim de semana

Bjus da Ta

Chica disse...

Todos precisamos nos permitir, gostar de nós e nos querer bem...LINDO isso! beijos, tudo de bom,chica

LILIANE disse...

sempre gostei do Lulu Santos.
suas letras são tão profundas e bonitas, né
vamos nos permitir.
agora sou eu que estou cantando.
como é importante esta consciencia.
esta atitude muda nosso olhar.
lindo Beth
como sempre, né
beijos

Wilma disse...

Oi Beth, a foto foi em Valparaiso, próximo a Vinha Del Mar, estava escrito lá. O Lulu Santos tem cada música inspiradora, e pra malhar é ótima, uma batida boa, quanto ao post eu também concordo que temos que nos permitir sempre, tornar essa vida aqui cada dia melhor, porque ela passa rápido e talvez não tenhamos mais essa chance de está na terra,nem precisa ser nada mirabolante, mas que nos faça feliz!!!

Lúcia Soares disse...

Ichi, Beth!!! Caiu como uma luva para mim!
Não me permito quase nada, além do mais, se for contar com disposição do marido, não sairia nunca...
O moço é quase um ermitão. rs
O jeito é contar com amigos, irmãos, e viver um pouco mais poe minha conta.
Gosto muito do Lulu, com letras empre brilhantes.
Beijo!

Mundo da Lili disse...

Adorei o blog, vim fazer uma visitinha e virei seguidora. Espero em breve vc no meu Mundo!
Enorme bjo e sucesso!

manuel marques disse...

A vida é demasiado curta para nos permitir interessar-nos por todas as coisas, mas é bom que nos interessemos por tantas quantas forem necessárias para preencher os nossos dias ...

Beijinhos e bom fim de semana.

Luciana Håland disse...

Beth, vamos nos permitir muito.
Amei seu post, amo essa música também, linda.
Quero muito aproveitar tudo assim como você.
Estou sem postar tanto, mas passando sempre nos blogs amigos pra ler e deixar um recadinho.
Um excelente final de semana, se permitindo demais.

Beijo

Dani dutch disse...

web-mãe, quando mudei pra cá que comecei a tirar um tempo pra viver, andar em meio as arvores, olhar os patos nas lagoas, ver o por sol... a rotina vai tapando nossos olhos, precisamos ficar atentos a isso. bjuss e otimo fim de semana

ML disse...

"É o amor..............", pensei nesta música (que adoro!)ouvindo Norah Jones (adoro!).

Achei lindo esta declaração de amor ao seu marido.
Vc poderia ter feito uma leitura individual da letra, mas... incluiu seu marido.
LINDO!

bjnhs e... permitam-se

; > )

Teresinha Ferreira disse...

Nossa Beth, que coisa mais linda!!!!
Temos o dever, a obrigação de nos permitir algo tão belo quanto a sua descrição. Fazer o impossível ser possível.
Nos permitir.
Amei a foto com o maridex...
Saudades mil
Bjs

Isabel disse...

Beth,
adorei:)É isso mesmo. Vamos nos permitir.
Bjs

O Baú do Xekim disse...

Olá amiga.

Um lindo e feliz fim de semana.

Beijinhos.

Luma Rosa disse...

Beth, tudo isto é amor! Viver anos ao lado de uma pessoa e ainda querer que os momentos sejam compartilhados integralmente! Outro dia estava assistindo uma entrevista da Lya Luft para a Marília Gabriela onde ela narrava como foram seus casamentos. Ela enviuvou duas vezes mas primeiro separou do primeiro marido, casou com outro, este faleceu e ela retornou ao primeiro casamento e este faleceu um pouco depois. Ela estava desiludida, achando que passaria o resto da vida sem amar novamente, porque sempre achamos que os nossos amores são definitivos.

"Eu queria solidão, para não ferir os outros nem ser machucada"

Com 64 anos encontrou o amor derradeiro da vida dela e disse que não há muita diferença de quando amou as outras vezes, teve as mesmas inseguranças, mesmo com a idade madura - no começo brigavam por besteiras e foram se "acomodando", mas um acomodar no bom sentido, que trouxe um amor seguro para os dois - Quer coisa melhor que isto? Você gostar de quem está do seu lado, curtir a companhia e querer compartilhar tudo? Viver em paz, sem pegação no pé?

Se puder, leia a crônica "O Casal Perfeito"

Meus pais quando brigavam - mamãe era muito geniosa - meu pai a procurava antes que dormisse. Um dia ele olhou para nós 3 sentados no sofá (eu e meus irmãos) e disse: Se vocês quiserem preservar um casamento, nunca durmam brigados. E citando Lya Luft novamente:

"Só a palavra pode fazer o casal suportar mil e uma noites, mil e uma manhãs e uma além e uma mais, pois, de tudo o que já foi dito, sempre há algo que pode salvar o casal, impedir que as feridas internas se transformem em buracos cada vez maiores, que certamente serão preenchidos pelo ressentimento, pior inimigo do amor"

Acho que isto é se permitir! Dar uma nova chance ao amor!! :)

Bom fim de semana! Beijus,

Luma Rosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luma Rosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

eh isso ai Beth!
o negócio é a gente viver, se deixar viver mais.

pra que tantas amarras, tantas obrigações, não é?

essa música é muito da boa!

bjs e bom fim de semana, Beth! curte muito o fds vc e o maridão!
bjs

Liza Souza disse...

Beth, que delicia de post. Voce como sempre sabe traduzir com palavras coisas que tocam no fundo da alma da gente. Ah, a vida passa tao rapido e há tanto para se viver.
Beijos querida!

Eduardo disse...

Beth, minha filosofia de vida que recomendo a todos eh: o passado nao existe mais e o futuro eh incerto, portanto nossa unica realidade eh o momento presente que deve ser vivido com toda a intensidade pois ele eh unico e nao voltara jamais. O que foi feito ou nao foi feito eh irrelevante; planeje o futuro mas viva o presente. Seja feliz agora pois nao sabemos o amanha.
Um abraco
Shrek

Mimo Chic disse...

Querida Beth,
Sua LINDA,
Essa loucura do dia a dia faz a gente se envolver demais com a rotina e ir levando....
Ótimo " toque " para as reflexões de um novo ano!
Bjs com carinho
Lulu & Sol

James Pizarro disse...

O conteudo do texto é perfeito !
E venho colocando o mesmo em prática há tempo !
Por isso, eu e minha mulher abandonamos nossa casa, cidade, bens, parentes, filhos, netos, amigos...e resolvemos realizar nosso sonho de adolescentes : morar na frente do mar. Por isso, há 3 anos, estamos na praia de Canasvieiras, nessa ilha da magia de Florianópolis. Vivendo de 24 em 24 horas... como se o mundo fosse acabar amanhã ! É um orgasmo de energia a cada dia !
Filhos, amigos, netos, parentes...se quiserem, que nos visitem e serão recebidos de braços abertos.
Mas resolvemos abandonar tudo e vir para um lugar estranho, às vésperas dos 70 anos. Precisa ter ousadia. E nós temos de sobra.
Beijão

James Pizarro

lolipop disse...

Beth querida amiga...
Como adorei seu texto! E como ele me fez bem hoje...
Nessa nostalgia que me passa o Natal, em que mais do que nunca sinto a falta duma pessoa que sempre fez meus Natais mágicos desde criança, esqueço que vem aí um novo ano, novas esperanças e a vida á espera que...eu lhe diga que sim.
TERNURASSSSSSSSSSSSSSSS

Kelly disse...

A música é realmente verdadeira!!!! Nunca tinha prestado atenção, beijos

Beth/Lilás disse...

Pessoas queridas!

Estou sem conexão neste final de semana e por isso não estou postando,mas deixo aqui meu abraço e o desejo de um ótimo final de semana a todos.
Obrigada pela gentileza e participação de todos.
beijos cariocas

Zélia Guardiano disse...

Vamos, sim, nos permitir, Beth!
É preciso, minha querida!
Maravilhosa postagem, esta...
Grata!
Enorme abraço, amiga!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Beth, minha querida amiga e mãe gaia.
Olha ai uma dica de post, porque é só com seu jeito de escrever que sai bom. Vamos falar de paz, de sentimento desinteressado, de perdão... um dia, se puder e quiser, fala disso, acho que a blogosfera precisa desse sentimento e energia.
pq no tiroteio que vemos, a gente mais se fere que machuca, não é?
bjs e aproveita muito ai os seus bons momentos!
boa semana

Nika disse...

Gosto muito dessa música....vamos nos permitir viver ,e viver bem aproveitando tudo ...o tempo passa rapido e as vezes não vemos quantas oportunidades passam por nós..
bjs e ótima semana.

aminhapele disse...

Boas permissões!

Nina disse...

Vamos que vamos nos permitir Beth!
Sabe? eu ja me permito ha mt tempo, de verdade... vale à pena!