.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Como cavalos selvagens



Noutro dia quando estive no Jóckey Club e vi de perto aqueles magníficos cavalos desfilando à minha frente, como num passe de dança, dominados pelo cavaleiro sobre eles, fiquei admirada com o tamanho e porte de alguns.  Depois, na largada, quanta energia liberam no trote veloz, e voltam espumando pela boca, suados completamente, mas realizados porque de alguma forma sua memória genética é ativada e eles se soltam completamente pelo longo gramado. É muito lindo ver de perto este animal tão altivo, forte e viril.

Fiquei imaginando estas belezas soltas nos campos?  Cavalos selvagens!


Livres e selvagens!  Podendo correr, liberar toda a energia contida em seus corpos e músculos, pelas pradarias verdejantes a sentir o vento em suas crinas.


Seria tão bom viver assim! Tanto eles como nós. Livres, sem amarras, sem estar presos a uma rotina, sem antolhos para podermos apreciar toda a beleza que a vida nos oferece. Afinal, a vida é muito curta e o universo tão maravilhoso para olharmos sempre na mesma direção.






*-Imagens Corbis.















20 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

A liberdade é algo de muito precioso :)

Glorinha L de Lion disse...

Quem dera! Que belíssimas imagens Betita! E uma ótima reflexão pro final do ano! Beijos,

Georgia disse...

Beth, aqui pertinho de casa tb tem um e tive a mesma sensacao quando fui lá.

E estou vindo aqui te desejar um 2011 Feliz e com muitas Bencaos pelo caminho.

Bjao

Lu Souza Brito disse...

Olá Beth,

É mesmo para refletir, como disse a Glorinha.

" a vida é muito curta e o universo tão maravilhoso para olharmos sempre na mesma direção."

Beijoos

Kelly disse...

Tudo que eu associo com liberdade eu adoro. Esses cavalos são sinonimos de liberdade, lindos! beijos

HSLO disse...

Que postagem linda...amoooooo a liberdade.
Eu amo cavalos, lindos.


abraços

lolipop disse...

Beth, querida amiga...
Que bonitas as imagnes e essa sua analogia com a nossa liberdade...seres contraditórios somos livres de escolher, mas as escolhas por vezes pesam-nos e nem sempre é fácil quebrar essas amarras da rotina do dia a dia...
Mas vamos tentar com força no próximo ano!
Carinhos grandes

Lulú disse...

Olá Beth.
Cavalo, é o animal mais bonito, para mim. E mesmo estando preso, transmite uma sensação de liberdade.
Feliz Ano Novo para você e sua família.
Beijo.
Maria Luiza (Lulú)

Maria Helena disse...

Minha querida, o olhar do poeta capta mensagens que estão implícitas em cada situação do cotidiano, em cada pulsar da natureza, em cada som que acontece(audível ou inaudível)... O olhar do poeta transcende ao que está explícito e vai em busca do momento que uma flor se abre, do som que os pássaros emitem nos seus voos, no trote do cavalo, no pulsar de cada ação... O poeta é aquele que abre as portas para a possibilidade de ver o que era óbvio de uma maneira totalmente nova... O poeta é um artista que pinta a dor, a tristeza, a alegria, o amor, os grilhões, a liberdade... de um matiz inimaginável. O poeta é um ser especial.
Você é uma poetisa que encanta quem está a sua volta.
Eu estou encantada como o seu mundo poético. Bjs

Élys disse...

Esta liberdade é o que buscamos quase sempre inconscientemente. É um aprendizado lento, que só depende de nós. Um dia chegaremos lá e seremos felizes.
Desejo a você um ano de 2011 com muita paz e alegria. Obrigado por sua amizade.

Márcia Cobar disse...

Beth, adorei a reflexão!
Seria lindo viver assim, gastando a energia para nos libertar!
Menina, eu rí de mim mesma quando lí seu comentário, aqui também se diz Pau de arara, foi um erro técnico!
Feliz 2011 querida!
Bjim
Márcia

Nilce disse...

Oi Beth

Talvez a fraqueza do ser humano o fizesse cansar-se até da liberdade.
Lindas as imagens.

Beth, quero lhe agradecer pela companhia em 2010 e que possamos contunuar juntas em 2011.
Que o novo ano venha repleto de paz, harmonia e realizações para você e toda sua família.
Feliz Ano Novo!

Bjs no coração!

Nilce

Lúcia Soares disse...

Beth, as fotos ilustram lindamente seu texto.
Liberdade é um bem precioso.
Beijo!

welze disse...

fotos maravilhosas. Cavalos selvagens, assustador e inebriante.

Maria Célia disse...

Olá Beth
Liberdade é uma das melhores coisas da vida. E estas imagens destes cavalos nos passam esta sensação.
Bjos

www.comtextosdavida.com disse...

Adoro cavalos, mas o que mais me toca é o olhar deles. Nunca os vi libertos no campo, nem sei se tem o mesmo olhar dos da cidade, espero que não.
Feliz Ano Novo!
bjs Lais

ManDrag disse...

Cavalos são animais nobres e estóicos.

Assisti (já há algum tempo) num documentário dum canal de TV que um cavalo (século XIX) numa cidade norte-americana (não sei ser mais preciso nos dados), ao galopar puxando o carro de bombeiros perdeu uma pata que ficou presa nos trilhos ferroviários pelo caminho. No fulgor da correria o animal não soçobrou e manteve o ritmo com os outros apoiado apenas no coto até ao destino (de tal modo que só depois de chegados os bombeiros deram pelo sucedido). Teve que ser abatido por causa da amputação, mas ainda hoje se encontra uma homenagem a ele em frente ao quartel onde servia. Um herói como qualquer outro bombeiro.

Abraço com amizade

Carla Farinazzi disse...

Sabe, Beth...

Quanto mais me aproximo desses cavalos, mais sou feliz!!! Quanto mais me aproximo desse vento no meu cabelo, como se fosse uma crina, com essa corrida louca e desenfreada, que representa o selvagem em mim mesma, mais sou feliz... Quanto mais me aproximo do universo e da vida natural, melhor me sinto! Quem me dera ser como cavalos e lobos selvagens, aliás, é o que busco na minha vida!

Olha, um super beijo pra você, minha querida Mãe Gaia!!

Carla

Monica Lidizzia disse...

Eu também adoro cavalos, acho que eles tem muita ternura no olhar.
Animais magníficos, sem dúvida, quem dera que todos vivessem livres, sem puxar carroça, charrete, carruagem ou o que seja.

Querida, ótimo 2011 pra Você e família.

bjnhs

pires disse...

Desculpe a intromissão, mas adorei tudo! Meu ponto de vista da liberdade,é uma coisa que me mete muito medo.Tenho medo da responsabilidade que a liberdade tráz. Feliz ano novo!