.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Penso, logo existo.



Há pessoas que não conseguimos muita coisa, são intransponíveis, difíceis de aceitar novos hábitos, complexas demais.  E eu tenho que encarar o fato de que não há como mudar ninguém diretamente.
Mas, como diz o sábio ditado: o mundo muda se você muda - minha proposta é esta, mudo eu mesma interiormente, crio eu mesma novos hábitos, tudo pela harmonia, pelo sorriso nos lábios e o brilho que sempre tive nos olhos.

Ah, esse mundo com as suas ambiguidades e incertezas!






31 comentários:

Nilce disse...

Fala pouco e fala tudo.
Adoro suas reflexões, Beth.

Bjs no coração!

Nilce

Dani dutch disse...

WEb-mãe, tudo bem?
Concordo plenamente, e com a mudança interior o coração fica mais leve e vão se as coisas ruins, e permanece somente o que importa, o amor.. bjuss

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Coisas da vida.
Mas acho que enrijecer a mente é igual travar o corpo, não traz benefício algum.
O corpo tem que ser elástico, alongado. Idem a mente, que precisa rever conceitos, mudar opiniões, aprender coisas novas sempre.
Eu procuro me policiar pra não me pegar sempre nos velhos conceitos, coisas que ouvi e aprendi e nem confiro se é verdade ou não.

Não é fácil rs. Viva a mente com elasticidade!
bom dia!

LILIANE disse...

Beth
Como disse a Nilce, fala pouco e fala bem.rsrs
Da minha parte, estou nesta busca de mim mesma faz tempo.
Mudar as pessoas não funciona.
Só funciona a nossa mudança.
Ainda bem que eu já mudei um pouquinho, rsrs
Bom dia pra você.

ELA disse...

Não, não mudam. Li sobre o mesmo outro dia noutro blogue de um grande amigo, o título do texto era "Ressurgir" e falava sobre reaprender, mudar.

Mas acho que a matemática nos salva, para cada "n" inflexíveis, há "x" flexíveis. Parabéns por participar do grupo "x"!

Bjs,
Michelle

Misturação - Ana Karla disse...

Eu também Nilce, gosto muito das reflexões da Beth.
E hoje está perfeito: Se eu mudo, o mundo muda.
100000000000000

Adorei o lay out Beth!

Xeros

Isadora disse...

É Beth definitivamente não mudamos as pessoas, mas podemos nos adaptar a certas situações, ou até mesmo rever alguns hábitos, ainda assim não mudaremos, apenas aprenderemos uma nova maneira de lidarmos com alguém da qual não queremos nos afastar.
Um beijo

Telma Maciel disse...

É assim, né, Beth? Precisamos mais flexibilidade. Às vezes acho que preciso um pouco mais disso no trabalho, mas sendo assim acabo descumprindo normas... mas é o que me mandam fazer!
Na vida eu sou. Procuro ser mais flexível. Até para dar oportunidade ao outro. Nem tudo são só defeitos e, sendo flexível, conhecemos um outro lado de todo mundo.
Beijo grande!

Cantinho She disse...

Adorei! Falou pouco e disse muuuuuuito! Show!

Minha Linda, obrigadinha, pelos parabéns, viu?!

Beijo, beijo!
She

Vivi disse...

Oi Bethinha
Se as coisa a nossa volta mudam freneticamente... tb acho q temos q mudar !!!
Qdo mudo alguma coisa em mim é é no intuito de me adaptar em melhorias... e reflete à minha volta!!!
Muito bom seu post
e se blog ficou show viu!!!
com carinho
bjs paulistas rs

Cris França disse...

Ah, esse mundo com as suas ambiguidades e incertezas! nem me fale querida.

bom atendendo ao pedido das meninas expus minha inteligência té....rsrsrsrsrs bjs querida

Cantinho da Cê disse...

Boa tarde Beth,

Uma das premisas do Budismo é "se queres mudanças no mundo começa por ti mesmo..."

Esse é o caminho...

Beijos,

Luciana Klopper disse...

é mesmo, de dentro pra fora!

manuel marques disse...

Para que serve o arrependimento, se isso não muda nada do que se passou? O melhor arrependimento é, simplesmente, mudar .

José Saramago.

Bordados e Retalhos disse...

Beth querida, talvez seja esse o caminho. Mas confesso que venho tentando, procurando luz na escuridão. Essa semana não estou bem, portanto sinto-me um pouco desanimada até para meus exercícios de mudança.Bjs querida

pensandoemfamilia disse...

Sábias palavras e atitudes. Ninguém muda o outro. As mudanças são do desejo interior, mas ação gera reação e nas interações quando algum dos membros muda de atitude, ele acaba gerando mudanças, como a teia da aranha, se vc mexe em uma todas serão abaladas, de alguma forma.
bjs,

Renata Lopes Costa disse...

Também estou tentando me policiar sobre algumas questões que gostaria de mudar nas pessoas. Mas como disse, é mais fácil que nós mudemos nosso modo de ver e tentar contornar pra se ter paz. Parto do príncípio que tendo amor verdadeiro, todo sacrifício é válido e no final aquelas pessoas que um dia tivemos vontade de mudá-las irão ver o que antes não era perceptível. Assim se espera...
Boa tarde! Beijo!

Luciana Håland disse...

Beth, mudo eu também.
Flexibilidade - todos precisamos de um pouco.

Beijo

lolipop disse...

É Beth, há pessoas do género "eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim...Gabriela" ...rsrs
desculpe, mas lembrei-me desta canção.
Mudar sim, mas mantendo nosso brilhozinho nos olhos...
PS: Ah, Beth, fiquei com pena também de nós não nos conhecermos quando cá esteve. Pode crer que adorava essa conversa, ao som de jazz.Espero que um dia possa acontecer.
TERNURAS

Luma Rosa disse...

O nosso pensar muda a cada instante, mas o nosso agir só desenvolve em resposta ao agir do outro. Eu? Devolvo tudo na mesma moeda e se for coisa boa que recebo, entrego de volta em dobro. Mas não estou para me ajustar aos moldes alheios, prefiro me afastar de quem me traz infelicidade! Beijus,

Yoyo Pizy disse...

Betinha minha querida amiga,
Você é uma sábia. Ninguém muda ninguém então....Mudamos nós, em relação a nossa postura para com determinadas pessoas.Creio ser esse o melhor caminho.
Bjokas

Camille disse...

Com certeza. Feito aquela fabula do carvalho e do bambu. O bambu se curva ao vento, carvalho de aparencia solida, mas na verdade tao rijo, se quebra ao meio. É isso aí. Flexibilidade faz bem a alma, por que a vida é curta demais para não arredar pé. Aproveita melhor quem sabe viver....
Beijos,
Cam

Macá disse...

Beth
Você também comprou inteligência artificial como a Cris? rsrsrsrsrs
Mas isso que você postou, além de bonito, é profundo, é uma atitude muito inteligente.
Parabéns.
um beijo

Elisa no blog disse...

Concordo com vc. Tem gente que é muito difícil e não muda jamais. Estive pensando nisso ontem o dia todo. Que coincidência vc vir com esse assunto hoje. Acho que essas pessoas se colocam em primeiro lugar sempre. só pensam na sua felicidade e que se danem os outros. Mas deve ser cansativo vive assim.
bj
Elisa

Gina disse...

Também cheguei a essa conclusão. Não adianta querer que as pessoas mudem. Se a nossa mudança de postura gerar algum impacto no outro, ótimo!

Beth, lembra do meu post sobre a autoestima do filho músico? Então, finalmente chegou seu 1° cd e amanhã haverá sorteio no blog. Dê uma passada lá e entre no site dele para conhecer suas músicas.
Bjs.

Nika disse...

Beth sabe que também optei por esse lado, eu mudo algumas coisas em mim....não podemos ficar insistindo em algo que sabemos que não vai mudar, se vale a pena eu mudo se não deixo pra lá..
bjs

Lucia Cintra disse...

Ue? Cade meu comentario aqui? bjos

Lúcia Soares disse...

Beth, sou muito resistente a isso. Talvez por isso mesmo estou sempre insatisfeita.
Mas não acho que tenho que mudar, em função dos outros. Em alguma coisa, pode ser. Mas não sempre. Nem é justo.
Tenho uma amiga assim: se está bom, ótimo. Se não está, ótimo também. Mas simplesmente deleta tudo e só fica com o que lhe agrada.
Não consigo.
Mas não deixa de ser uma boa medida.
Por exemplo: meu marido não gosta de sair, viajar, e isso aprendi a fazer sem ele. Faço, mas não "aceito", entende? Vou mas fico contrariada, tudo que vejo penso em como seria bom ele estar ali, essas coisas.
Mas levei até agora...levo mais até onde precisar...rsrsr
Beijo!

Ronaldo Nezo disse...

Sabe aqueles dias que dá um aperto no coração e a gente sente falta de algumas pessoas ou das palavras dessas pessoas? Pois bem, hoje é um dia destes. Então, passei por aqui para ler e reler alguns de seus textos. Sempre bom te encontrar por aqui. Um abraço. Ronaldo Nezo

ML disse...

Outras se tornaram intransponíveis...

Melhor ouvir o ditado, mudemos nós.

bjnhs

Barbie Girl disse...

Estou voltando e visitando meus cantos queridos pela blogosfera!

Beth, sua reflexão foi profunda e conseguiu dizer muito em poucas palavras.
Realmente a mudança começa em nós, no nosso interior, assim mudamos tudo a nossa volta.
beijos