.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Bom feriado a todos os brasileiros!


(Foto Beth Q.)


 
Hoje é feriado da Independência do Brasil - 7 de setembro - não temos fogos de artifício nem batalhão de gente empunhando bandeirinhas brasleiras, isso é coisa para Copa do Mundo. No nosso país verde e amarelo, ostentar uma bandeira brasileira na sacada de casa não é ato espontâneo ou comum. O que se enche de nacionalismo nesta época são os ricos ipês amarelos que contrastam com o verde da Mata Atlântica aqui na serra onde estou, estes são os verdadeiros brasileiros, tremulando ao vento e saudando a nação que passa por eles despercebida, sem valorizar a beleza que emanam.


Estas palavras abaixo, são do filme de Charles Chaplin - O último discurso de O Grande Ditador, uma sátira e libelo à liberdade que Chaplin fez sobre a figura de Adolph Hitler e sua guerra maldita.  Deixo para reflexão no dia de hoje, como consciência social que pode servir ainda para os dias atuais em que vivemos.  Vale a pena ver todo o vídeo e sentir a genialidade das palavras e interpretação do maravilhoso Chaplin.

 



"Vós, o povo, tendes o poder - o poder de criar máquinas. 


O poder de criar felicidade! 


Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela ...


de fazê-la uma aventura maravilhosa. 


Portanto - em nome da democracia - usemos desse poder, unamo-nos todos nós. Lutemos por um mundo novo ... 


um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, 


que dê futuro à mocidade e segurança à velhice."




 








16 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Votos de bom feriado!

Luma Rosa disse...

Estava assistindo a um programa local, onde um antigo prefeito falava sobre o poder do povo. Até postei no twitter:

Governo algum fez algo em prol da sociedade, o povo quem fez! Duvide de governantes que começam frases com: no meu governo...[Ivo Saldanha]

O povo brasileiro tornou-se omisso ao deixar nas mãos dos eleitos o gerenciamento da sua vida e não reclamam quando este mete a mão em seus direitos. Mas veja que todo o sacrifício economico é o povo que faz e as leis são criadas refletindo o desejo popular, mesmo que isto aparentemente não seja visto por todos. Daí o fato de algumas leis "pegarem" e outras não. Nenhum político tem o poder de criar algo que vem de seu foro, porque não irá ganhar apoio popular, manifestado na sua aplicação no cotidiano do cidadão. Cabe ao povo exigir!

Fico imaginando se Lullinha governasse em outro país, certamente já teria sido deposto!

Feliz dia da Pátria!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Verdade Beth.
Hj que era dia do pessoal vestir uma camiseta verde-amarela, botar a bandeira pra fora.
O país merece a homenagem, até pq o país não tem culpa de seus governantes.
Eu gosto muito desse texto do Chaplin. Mas estou sem esperanças depois de ver o panorama dessas eleições. Não posso e nem devo ser pessimista, mas fico um pouco aflito.

Lindo ipê... eu adoro muito.
bjs e bom feriado pra vc e os seus

HSLO disse...

te desejo um ótimo feriado também.

abraços
de luz e paz

Hugo

Manuela Freitas disse...

OLá querida Beth,
Fiz um pequeno interregno e regressei. Isto anda tudo ligado, Portugal foi invadido pelas Invasões Francesas, a corte foi para o Brasil, teve que regressar porque o país andava à deriva na mão dos ingleses. D.Pedro ficou e lá disse «EU FICO», mas isto é trêta! Depois veio para Portugal por causa das Guerras Liberais e como o Porto é que lhes deu apoio, temos a estátua de D. Pedro na praça principal da cidade e o coração dele na igreja da Lapa, cá no Porto. Ainda há dias andei por sítios onde se fez a independência de Portugal em 1143. Coincidências!?...
Muitos beijinhos,
Manú

Tati Pastorello disse...

Beth, estamos em sintonia. Minha reflexão, para o 7 de setembro, passou por ideias semelhantes. Quando mudaremos?
Lindo, o Ipê! Lindo, o discurso! Triste, a realidade... Beijos.

lolipop disse...

Bonito o seu post, cheio de esperança como deve ser, apesar de tudo...
Bom Feriado!

Lúcia Soares disse...

Beth, nem quis postar sobre a data, não por descrença, mas pra não encher demais meu blog desse ufanismo que não encontra muita resposta.
Mas no tempo em que éramos estudantes, era um dia a se comemorar, não era? A gente dava um lustro nos sapatos, fitas nos cabelos, uniforme impecável e torcia pra ser chamada a desfilar, já que as escolas não iam em peso.
Eram bons tempos, onde o dia inteiro as televisões e rádios mostravam a alegria por comemorar.
Uma pena que hoje muita gente não saiba nem que data se comemora no 7de setembro.
Beijos!

Amica Philosophiae disse...

É impressionante como o povo só honra a pátria na copa!! Por mim tudo bem, pq num tenho lá esse patriotismo mesmo... Mas é uma vergonha!!

Glorinha L de Lion disse...

Betita. Eu vi ontem vários ipês floridos. Dos rosas aos amarelos. Nosso patriotismo não existe. De nada adianta ficarmos falando das belezas e maravilhas de nosso país se nada fazemos para mudá-lo. Um país se constroí no dia a dia, politizando seu povo através da educação de qualidade e, como bem disse a Luma, não deixando a responsabilidade na mão dos políticos. Nós os elegemos, nós tb podemos tirá-los de lá onde os colocamos. O salário deles é pago por nós. Mas, enquanto a ignorância, o comodismo e o "deixa pra lá" vigorarem, não há futuro mesmo para o Brasil. Como disse o Alê, não vejo em curto ou médio prazo, solução pro nosso país. Independência só existirá, de verdade, no dia em que não existirem mais analfabetos e ignorantes que sejam usados como massa de manobra pelos governantes, por enquanto, não há o que comemorar. bjs.

Nilce disse...

Oi, Beth

Sempre comento sobre o fato do brasileiro não ter orgulho de sua bandeira e preferir a americana.
Não usa suas cores e no entanto, exibe a alheia e "se acha".
Perdemos a esperança no meio do caminho e como Chaplin diz "um dia eles se vão, um dia eles acabarão e ficará somente o povo, o homem".
Mas, para isso é preciso a vontade de mudar, a busca pelo novo. E acho que é isso que desanima os bons.
A renovação no Brasil está difícil. Nem por isso podemos deixar de nos orgulhar de nossa Pátria, muito menos tentar transformá-la.

Adorei o post!

Bjs no coração!

Nilce

Mari disse...

É Beth, e o pior que é verdade. Se eu não tivesse estudado em colégio militar talvez nunca conhecesse o hino da independência, que é mt bonito.

Já a copa do mundo, tudo fecha...Coisa de doido.

gabriela disse...

Beth olá amiga
Lindo esse texto do Chaplin como sempre escreve muito bem.
Essa arvore que mostra em cima cá chama-se Acácias por sinal são muito bonitas.
Um abraço cheio de saúdades, beijokas

ML disse...

Menina: só realizei que hoje era 7 de setembro quando me perguntaram se eu tinha "marchado".

Alienada, né?

Adorei a foto verde e amarela.
Mandou (+ 1 vez) muito bem, Beth!

bjnhs e ótima semana.

Ana Paula Soldi disse...

Oi Beth, bom feriadao pra você, beijos

Misturação - Ana Karla disse...

Imaginando os ipês , muitos ipês.

Espero que tenha tidos um ótimo feriado.

Xeros