.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

domingo, 1 de agosto de 2010

E hoje, a flor e música são para ...

(Flor de Lótus-Corbis)


Esta amiga de hoje é alguém cheia de sensibilidade e que escreve um Blog direcionado para melhor lidarmos com os nossos idosos, o carinho, a atenção, o cuidado, o saber conduzir nossas relações com  pais, avós e todas as pessoas que envelhecem à nossa volta.

Sua inteligência e dedicação aos mais velhos começa dentro de sua casa com a importância e amor que dedica aos seus pais já bastante idosos
.  
Conheci-a pessoalmente na semana passada, quando depois de vários telefonemas, voou de São Paulo ao  Rio e atravessou a Baía de Guanabara para um encontro cheio de emoção e fraternidade.

Para minha querida amiga Silvia Masc que escreve o Blog Longevidade, dedico esta flor de lótus, sinônimo de proteção e amor e uma música para embalar os seus sonhos.








24 comentários:

Yoyo disse...

Minha querida Beth,
Você deve ser mesmo a pessoa iluminada que imagino, pois só pessoas iluminadas atraem pesoas especiais.
Vou correndo conhecer o blog da sua amiga.
Beijinhos paulistanos

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Que bacana sua homenagem. Eu, egoísta de tudo, adoro, porque assim posso conhecer novos blogues e gente legal rs.

Eu vou lá aprender com sua amiga. Parte do meu trabalho é com os velhinhos que eu amo...

Adorei o vídeo e a foto, faz um bem pra alma da gente...

boa semana pra vc!

HSLO disse...

Belíssima homenagem...a música é linda...amo a Nana.

abraços
de luz e paz


Hugo

Nilce disse...

Que bela homenagem, Beth

Essa menina deve ser o máximo mesmo. Trabalhar com idosos é muito gratificante.
Também vou lá conhecê-la.
Obrigada!

Bjs no coração!

Nilce

ML disse...

Lindas: flor, homenageada, homenagiante (ui!), causa, post.

bjnhs e ótima semana.

Regina Coeli disse...

Olá minha Doce Beth,
Que homenagem linda!!
Os bons sentimntos enriquem a vida da gente!!
É isso que levamosda vida!!
Beijinhos cálidos cá das Minas Gerais.
Regina Coeli

silvia masc disse...

Beth, o que é isso?rs
Dizer o que diante disso? Reitero a alegria que me trouxe ter te conhecido e ter sido recebida por você com tanto carinho, não é por menos que temos uma amiga em comum que já dizia.- A Beth é muito querida, a Beth é ótima! rs E só voei até aí, porque já tinha essa mesma percepção. Muito obrigada viu?
Adorei a música.
beijinho

silvia masc disse...

Ah, e a Flor, escolhida com tanta sensibilidade hein?
beijinho de novo.

Misturação - Ana Karla disse...

Excelente esse encontro, não?
Leio a Sílvia a algum tempo e tenho muito respeito pelo seu blog.
Bem merecida a flor.
Parabéns.

Ah, e muito obigada pelo carinho, a presença, as palavras...
Xeros

Glorinha L de Lion disse...

Que bonita essa homenagem que vc faz aos seus amigos Betita...isso é muito raro nos dias de hj, essa preocupação com os amigos, valorizá-los...acho essa faceta da sua persona uma das coisas mais bacanas em vc. Parabéns à Sílvia. Bjs para as 2.

Lúcia Soares disse...

Beth, a cada semana, a cada homenagem, mais feliz fico por estar no rol das suas amigas. Não me esqueço nunca de que fui a "segundona" nas homenagens e o quanto você sempre acerta com suas músicas.
Beijo pra Sílvia e pra você!

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
Que linda homenagem!!!
Você é especial..
Bjs mil

Tati Pastorello disse...

Beth, merecidíssimo!!! A Silvia é uma querida, e fiquei muito triste de não ter conseguido me desvencilhar da obra e acompanhá-las... Espero que oportunidades não faltem.
Sabe que ontem, voltamos com a vontade de irmos a Niterói? Será o próximo destino! Eu morei um tempinho em Icaraí e adoro essa terrinha, quero muito levar o Bê para conhecer o MAC. Acho que ele ficará encantado!!!
Quando formos pode deixar que te aviso! Beijos.

Barbie Girl disse...

A Sílvia merece mesmo muito carinho porque é uma pessoa especial demais e carrega consigo o amor!

beijos

Luciana Klopper disse...

Que flor mais linda!

Manuela Freitas disse...

Depois de ter passado pela exterminadora...OPSSSS!...Cuidado com ela!...Segue-se uma das tuas sempre tão bonitas homenagens!...Andei um pouco afastada, pelo casamento de uma sobrinha!
Beijinhos,
Manú

pensandoemfamilia disse...

Olá
Esses encontros são para ser celebrados, pois nada nos acontece por acaso.
Já conheço o blog, é bem rico em informações e de sensibilidade.
Bjs

manuel marques disse...

Uma salva de palmas para a homenageada.

Beijo.

Juliana Sphynx disse...

Gostei muito do blog.
Boa semana!
=D

Macá disse...

Beth
Primeiro deixa eu comentar: como você está linda na foto! Não que vc não seja, mas é que está muito bem mesmo.
Linda homenagem que você fez. Eu já tinha entrado nesse blog e agora já estou seguindo. É um trabalho muito bonito.
Ah! e o vídeo da Nana? Maravilhoso! Sabe que uma vez eu comprei um CD só por causa dessa música?
beijos

Heloísa disse...

Beth,
Lindo post, flor e música perfeitas.
E a foto está linda.
Beijos.

Marilac disse...

Beth,
Que linda homenagem! A Silvia merece!Aliás vocês são incriveis e só podiam ter essa sintonia.
Que bom que se conheceram !

Abraços,
com carinho,
Marilac

ps: musica e flor belissimas

Marilac disse...

Beth,
Que linda homenagem! A Silvia merece!Aliás vocês são incriveis e só podiam ter essa sintonia.
Que bom que se conheceram !

Abraços,
com carinho,
Marilac

ps: musica e flor belissimas

j maria castanho disse...

Na Afinação da Sintaxe

O meu sentir tem o cheiro das brisas do mar azul indomesticável
E os trejeitos simples das papoilas silvestres das searas trigueiras
De quando o vento sussurra intrigas à planície luminosa e fértil
Plena de maresia e sôfrega de meus olhos em si derretidos e desmaiados

E veste os mantos do negro estudantil em que esvoaça liberta
Afinando as horas pelo Abril de balada que ao fado acerta.
E joga comigo ao esconde-esconde de janela em janela, estar e ir,
Essa que eu mil vezes fixo nos fins-de-semana e feriados longos
Como se ela fosse a resolução de todos os meus problemas e hiatos.
Qualquer coisa como a moldura única de todas as minhas narrativas.
Universo ilimitado para o jogo de todas as minhas metáforas e elipses.
Campo de batalha para todas as minhas alegorias, imagens e sinédoques.
E comparações e prosopopeias e metonímias e ironias e alucinações.

Que nem ela fosse a revelação dos sonhos nas milhares de galáxias
Por descobrir e desvendar à plenitude dos corpos e das planícies
Ao infinito brilho de estrela que há em seus olhos de medir o céu.

Porque transporta consigo a esperança e fulgor dos ancestrais
Os genes que me faltavam para eu resumir a história da humanidade
Num só capítulo, todo ele de ir à escola e brincar pelas veredas
Correr pelas estradas à desfilada com o vento, voando sobre as estepes
Acendendo aqui e ali pequenos nenúfares de estames solfejados
Assobios de canoras aves ao despique com a madrugada que vestes
Mantos de violetas bravas sobre as muralhas de qualquer colina.