.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

segunda-feira, 5 de abril de 2010

O Rosa Cor e o Rosa na palavra




.


Na Blogagem coletiva sobre cores que a Glorinha propõe para toda segunda-feira, a cor escolhida de hoje é o Rosa.

"Significados da cor Rosa:  Tranquilidade física, alimento, calor, feminilidade, amor, sensualidade, sobrevivência da espécie.
É a única cor que não possui aspecto negativo. Simboliza o amor incondicional, doação, compaixão e bondade. A cor rosa acalma.
A cor rosa simboliza o sopro divino. As crianças irradiam a cor rosa, a cor espiritual da inocência."


É linda esta cor e está encaixada plenamente no universo feminino, embora atualmente os homens já a usem em camisas, meu marido inclusive tem uma e acho muito charmosa, mas desde a tenra idade as mães costumam inseri-la nas roupinhas ou decoração dos quartos das filhotas. Eu gosto muito dessa cor e uso-a até hoje, porque não a considero uma cor só para crianças ou jovens, antes de tudo, acho-a luminosa, deixa a pele da gente com uma cor mais bonita e sadia e não nego que sou muito feminina e romântica.

Mas, eu não queria cair no óbvio, falar do Rosa nas roupas femininas, nem das flores nesta nuance de cor, além do mais, quando eu pensava na palavra Rosa, só lembrava de uma música que eu gostava muito na minha juventude. 
Chama-se "Rosa de Hiroshima"


Então resolvi me utilizar do Rosa como palavra, e na sua simbologia inserida num determinado poema de Vinicius de Moraes e que foi musicado e cantado pela banda Secos & Molhados há muitos anos atrás.  . Na verdade, a "rosa" a que o poeta se refere é a própria bomba atômica, aquela que quando jogada sobre a cidade de Hiroshima em 6 de agosto de 1945, ceifou mais de 100 mil vidas humanas e três dias depois outra dessas "rosas" caia sobre Nagasaki, deixando mais 70 mil mortos e os que sobreviveram, com a radiação elevada que ficou naqueles locais, levaram sequelas e os traumas do ataque que atravessaram décadas.


A letra da poesia de Vinicius não fala da Rosa cor e sim da Rosa "sem cor, sem perfume, sem rosa, sem nada".  


Em agosto de 2010, completará 65 anos desta tragédia que se abateu sobre a raça humana, por isso apesar da minha alusão não ser das mais bonitas, das mais coloridas, a verdadeira antítese de um mundo cor de rosa, servirá  ao menos para lembrar-nos dessas pobres pessoas mortas pelo mais estúpido e torpe dos motivos que levam homens a fazerem guerras, assim como repudiar que sejam construídas como hoje ainda, cada vez mais bombas, sabendo que todas as já existentes seriam capazes de destruir pelo menos três vezes o planeta em que vivemos.  

Digamos não a esta Rosa!



Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas oh não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume
Sem rosa sem nada
                                                            Vinícius de Moraes


30 comentários:

Glorinha L de Lion disse...

Gostei muito Beth! Acho que não precisamos ser óbvias ao falar das cores...e a minha intenção é justamente essa, dar tratos à bola...botar a cachola pra funcionar, exercer nossa criatividade com plenitude!
Acho que com seu post atingi meu objetivo! Colocar todo mundo para pensar, fustigar os corações e mentes...e daí sair uma brilhante ideia como a sua!
Adorei! Parabéns pela compreensão do que é uma blogagem coletiva e a finalidade dela, além, claro de nos entrosar na blogosfera, conhecer passoas e trocar ideias, mas sobretudo, pensar!
Beijos minha querida!

Lucia Cintra disse...

Profundo seu post e tb gostei como voce usou a cor dessa semana como tema. Nao conhecia esse poema ou essa musica - eu adoro o Ney Matogrosso. bjos

PS: Conseguiu achar o link do meu pai no meu blog?

Maria Augusta disse...

Beth, cada cor tem sua vibração e a da rosa é muito positiva...mas como você disse essa canção do Vinicius sobre a "rosa" de Hiroshima nos faz lembrar que o mundo tem um longo caminho a percorrer para encontrar a paz e poder apreciar tranquilamente a beleza de uma rosa. Muito legal este teu post com esta mensagem!
Olha, estou voltando de férias e fiquei muito feliz por encontrar o livro "O caçador de pipas" que você me enviou graças ao troca-troca do "O que elas estão lendo". Vou lê-lo em breve e te contarei o que achei. Muito obrigada pela atenção e uma linda semana para você.
Um grande beijo.

Lu Souza disse...

Olá Beth,

Muito bacana o seu post. E apesar da definição do rosa como o feminino e sem lados negativos, conseguiu mostrar algo bem além.
Beijos
Lu

Lúcia Soares disse...

Lindo, Beth. Eu, como primeira vez, acho que não peguei "o espírito da coisa". Mas até que gostei do que fiz...
Beijos e boa semana.

Luciana Håland disse...

É tão legal essa blogagem coletiva de cores, a gente abre os blogs e já comeca a segunda com o encanto de uma cor.
Adoro o rosa!
Beijo e uma excelente semana!

Astrid Annabelle disse...

Olá Beth!
Entre as muitas vantagens dessas blogagens coletivas é justamente conhecer pessoas e blogs. Adorei conhecer você...creia-me...é aquela coisa de empatia...e, seu blog é lindo!
Do seu post gostei do enfoque que deu à falta do rosa! Além de gostar muito da música referida, gosto do Ney Matogrosso..isso sem falar do poetinha amado!
Parabéns...me tornei seguidora.
Agora espero você no Navegante do Infinito para viajar comigo pelo rosa.
Um beijo rosado e feliz por ter lhe encontrado!
Astrid Annabelle

Misturação - Ana Karla Tenório disse...

Bom dia Beth!
Foi realmente uma grande tragédia...
A música fazia tempo que não ouvia.
Um xero rosado pra você.

Cláudia M. disse...

Olá Beth

Está lindo, o seu post. Lindo e muito completo! Descobri há pouco esta blogagem da cor, achei muito interessante, sobretudo por ser abrangente, cabe texto, música, comida, tudo o que se possa imaginar!
E vc aproveitou da melhor forma essa abrangência, resultou uma postagem muito completa! :)

(Desculpa a minha ausência, mas a vida anda meio complicada... )

bjs

Mila Viegas disse...

Eu tb pensei nesta música quando fiz a blogagem... assim como alguns outros filmes me vieram à mente.
Adorei seu post!
Super beijos

efeitoseconceitos disse...

Uma postagem magnífica, Beth.
Parabéns!
Bjos
Yoyo

Manuela Freitas disse...

É a primeira vez que venho cá e vim devido à blogagem colectiva. Parabéns por ter dado a volta ao texto, como aqui se diz. Essa canção além de ser muito bonita, tem um grande significado!...
Bjs,
Manú

Fernanda disse...

Faz tanto tempo que nao escuto essa musica, eh sim quase inacreditavel pensar no que os humanos podem fazer nessas guerras.
Boa semana pra vc!

Eliana Pessoa disse...

ADOREI AS LETRAS COR DE ROSA FICOU LINDO SEU POST!!!

Silvana Nunes .'. disse...

Muito bom, ficou muito legal. Gostei do post.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja uma boa semana para você.
Saudações Educacionais !

manuel marques disse...

Texto fantástico,parabéns.

Não há rosa de Hiroshima .

Beijo.

Luma Rosa disse...

Beth, eu sofri uma overdose da cor rosa quando era criança e acho que é por isso que tenho certa aversão. Não acho feia, só não combina comigo! O Rosa que prefiro é aquele apagado, pastel - Sabe?
A interpretação do Ney Matogrosso nesta música é incrível. Eu achava que o nome, "Rosa de Hiroshima" era uma homenagem aquela menina vietnamita que correu sua foto pelo mundo, onde ela aparece nua pelas de Hanói com uma imensa bola de fogo atrás de si e por isso Vinícius diria: “pensem nas crianças telepáticas, nas mulheres rotas alteradas, nas meninas cegas inexatas”.
Músicas de protesto como essas deveriam estar na 'parada' sempre, para relembrar o caos, a destruição, a desumanidade, enfim, tudo que envolve os males da guerra.
Boa blogagem! Happy Pink Day!! Beijus,

cantinho she disse...

Oie querida! Simplesmente sensacional a sua abordagem diferenciada para o rosa, diferente e megaimportante. Muito bom, parabéns pelo diferente e pela tacada genial! Amei mesmo!
Beijocas!

Cris França disse...

Oi Beth, eu tbém pensei nessa Rosa, a verdade é que um tema é um universo a desvendar, muito gostosa essa blogagem coletiva, muito lindas as tuas palavras. Paz na Terra, beijos querida!

Maria Izabel Viégas disse...

Beth Lilás, vc me dise que eu ficaria bem de rosa. Até que não fica mal, mas ...como mulher que sou e adoro, vou lá e tiro... sinto cheiro de talquinho de bebê!rss
Como vc amo o lilás, minha pedra é a ametista.
Querida, como sempre tens uma sensibilidade extremada. Seu texto esá prfeito.
Eu já postei esta música, num outo blogue meu... ela é mesmo a antítese do amor. Não a música, que é uma flecha bem certeira no alvo.
Pena que na época q foi lançada,muitos não a entenderam. mas , aí é que está o poder do ROSA AMOR, é através da dor que se desvela os atos criminosos e , todos conseguem enxergar. Creio ser a evolução do humano... é cíclica. A todo momento precisamos de empurrões.
Linda a sua abordagem, amo posts assim, belos e politizados. Isso é lutar pela VIDA!
Obrigada pelas palavras gentis no meu Memórias.
E ate o próximo desafio-Glorinha! Vamos a cor que virá... rss.
Até lá, eu ando por aqui te espiando,viu? e com olhos da Pantera
;))
beijinhos n'alma!

Ana disse...

Muito bacana, Beth!
Além de tudo, pq começamos a semana enchendo os olhos de beleza e de cor!

Fátima disse...

Olá Beth!
Muito original sua colocação e alusão ao tema.
Triste fato , tão bem descrito na música cantada por Ney.

Muito bom.

Beijinho.

Chelle disse...

Olá!!!

Obrigada pela visita e comentário.

Adorei seu post sobre o rosa.

Já sou tua seguidora.

Bjão!
http://chelleschons.blogspot.com/

Françoise disse...

Amei seu post. Já havia visitado seu blog em outras ocasiões e gostei muito pois me identifiquei com seu perfil e sobre a escolha do nome....
Parabéns pelo post!
Agradeço pelo carinho e pelo recadinho no meu blog (Não tenho nada de vírus....kkkkk)
bjos,
Françoise

Renata disse...

Olá Beth,

Parece que a coisa aí no RJ está feia hein??? Espero que não tenha atingido meus amigos diretamente, e que vcs estejam todos em segurança e tranquilos!

Quero deixar meus parabéns pela postagem, esse poema transformado em música embalou a vida de muita gente em momentos muito especiais...é o tipo de canção que virou símbolo de uma época, bela lembrança!

Um abraço,
Tudo de bom!

Renata
www.eternosprazeres.blogspot.com

angela disse...

foi um presente conhecer seu blog. bjs

Bordados e Retalhos disse...

Oi Beth, venho agradecer a visita e os comentários carinhosos. Amei esse seu cantinho e pretendo ficar aqui acompanhando tudo sobre o Mãe Gaia. Bjs

Dani Etoile disse...

Estou aplaudindo em pé!!! Lindo post, belas palavras!
bj
Dani

Somnia Carvalho disse...

Lilla, to so pensando quando chegar a postagem do lilas que lindo nao sera nao_

ainda nao to com tempo de ler tudo com calma,chegamos ontem muito tarde e to so comecando o dia, mas amo essa musica, a voz do nei nela e muito boa sua lembranca aqui na postagem do rosa

Barbie Girl disse...

A cor rosa tem profundos significados para minha vida.

Muito bom o modo como conseguiu expressá-la saindo do óbvio e a música cantada por Ney ficou extremamente poética. Confesso que não conhecia.

Um beijo grande!