.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 24 de março de 2010

Quem quer morrer?

Revendo um livro de Rubem Alves hoje, li para meu marido o trecho abaixo e que instiga a saber o que é verdade, verdadeiramente. 
De minha parte, posso adiantar que já refleti muito sobre a questão e a conclusão que sempre chego é que nada sei, a não ser que estou viva e que ... também prefiro estar na Terra.

"... Aí logicamente se conclui: se o céu é tão bom, o melhor é morrer logo.  Mas eu nunca encontrei nenhuma pessoa que desejasse morrer para ir para o céu.  O que quer dizer que ninguém acredita...
Qual seria a marca de uma pessoa que realmente deseja ir para o céu?  Uma pessoa que está ansiosa para ir para o céu é aquela que está ansiosa para morrer.  Porque é pela morte que se entra no céu.  A pessoa que deseja ir para o céu, se pudesse, por coerência, deveria apressar a sua morte - sem se valer do suicídio não a levará ao céu, mas ao inferno.
Há um jeito de apressar a morte sem pecar? Há e é fácil.
Ensino.
O diabéticos devem comer muitos bombons.  Os hipertensos devem comer comida bem salgada.  Os que têm colesterol alto devem comer bastante bacon, torresmos e ovos.  E é preciso não esquecer de fumar dois maços de cigarros por dia, de preferência sem filtro.
Conheço muitas pessoas que se entregam a esses prazeres.  Mas não conheço ninguém que se entregue a eles, de propósito, para morrer mais cedo.  As pessoas religiosas - as freiras, as beatas, os bispos e até mesmo o papa - cuidam da sua saúde.  Fazem caminhadas, controlam glicose, colesterol, triglicérides e evitam o sal e o açúcar.  Ainda não encontrei ninguém que se esforce por morrer a fim de ir para o céu.  Até mesmo o papa não quer morrer.
Concluo, então, que mesmo as pessoas religiosas que dizem acreditar que o céu existe e é um lugar de felicidade perfeita, não querem morrer. O bom mesmo é a nossa terra.
.........
A dona Clara já estava velhinha, 92 anos.  Eu a conhecera muitos anos antes.  Era uma mulher mansa, que gostava da vida, cultivava uma horta de ervas aromáticas, hortelã, manjericão e tomatinhos vermelhos.  Acreditava em Deus de um jeito tão macio sem medos e sem pecados a serem perdoados!  Gostava deste mundo.  Acho que ela não sabia e, se sabia, não ligava para as doutrinas dos teólogos.  Estava cega e não saía da cama.  Sua filha lia a Bíblia para ela, certamente alguma daquelas passagens queridas, quem sabe o Salmo 23, ou o livro do Eclesiastes ou o conselho de Jesus para que deixássemos de lado as ansiedades e olhássemos para as enganadoras aves dos céus e lírios dos campos ... Sua filha lia.  Mas ela não ouvia.  Seus pensamentos estavam longe das palavras do livro sagrado.  De repente, levantou a mão pedindo que a filha parasse.  Tinha algo a dizer.
"O que é mamãe?", a filha perguntou.
"Minha filha, sei que a hora está chegando.  Que pena!  A vida é tão boa!" 

(O Sapo que queria ser príncipe - Rubem Alves)

* Rubem Alves é pedagogo, poeta, filósofo, cronista do cotidiano, contador de estórias, ensaísta, teólogo e psicanalista.  É um dos intelectuais mais respeitados do Brasil e ler suas memórias é um privilégio.


33 comentários:

Luciana Håland disse...

Legal o texto, Beth.
Semana passada a minha indagacão foi se a gente tem uma doenca grave, terminal, devemos saber ou não?
Eu não sei como os médicos procedem, no Brasil ou aqui, mas eu acredito que devam ter preparo para contarem ao paciente sobre isso. Acho que em alguns casos ficam a cargo da família decidir, mas e aí, tem o paciente direito de saber sobre a doenca? Seria bom ou ruim pra ele saber? Tem o direito de saber que está morrendo e rapidamente ou esse direito não deve ser concedido para o próprio bem dele. Eu fiquei pensando sobre isso e acho que gostaria de saber para assim poder tomar minhas decisões, poder aproveitar os dias que me restam da forma que eu decidir, se em cima de uma cama de hospital, ou saindo pra ver o mar...
Morte é um assunto tão complexo...
Acho que vou postar isso que escrevi aqui depois.

Beijo e um excelente dia!

Lu de Souza Brito disse...

Eu também prefiro ficar aqui, ao menos por enquanto Beth.
O 'Céu" foi criado como consolo para aqueles que vêm os seus partindo e não se consolam. É como os contos de fadas para as crianças.
Não que eu nao acredite que tenho um lugar até melhor que aqui. Sim eu acredito. Planos espirituais mais evoluídos, com certeza. Mas nao significa que morreu, pá pum, tá lá, no meio dos anjos. Isso é um pouco fantasioso demais para mim. Parece obras de Salvador Dali com todo seu exagero.
Acho que aqui estamos para "tentar" melhorar como indivíduos, para nos ajudar, enfim, para nos tornarmos melhor, mas muito vezes fazemos justamente o contrário. E acho que assim, ainda teremos muitas passagens por estas bandas . ;)
E como diz o texto, se morrer fosse tão bom, todo mundo queria morrer logo.

Um abração
Lu

Glorinha L de Lion disse...

Amiga, muito bacana....isso dá o que pensar...e acho muito legal o que acontece comigo e vejo que com outras pessoas tb...uma vai inspirando a outra, as vezes, uma resposta que se dá num blog, inspira a gente a escrever outro...isso á bacana demais...é como uma corrente sem fim, um assunto puxa outro e assim vamos, infinitamente...Quanto a saber quando se vai morrer, sou contra, prefiro ficar sem saber se tiver uma doença terminal...afinal, pensemos bem, já nascemos com os dias contados...e não é muito melhor não termos consciência do dia em que vamos partir, definitivamente?
Beijos.

Liza Souza disse...

Ei Beth!
Estava conversando hoje com a mamae sobre a morte e sobre o que a Luciana escreveu aqui em cima. Temos um parente que está no hospital a um ano e meio com cancer e ele acredita que logo terá alta e está cheio de planos para quando receber alta. Os médicos deixaram claro para a familia que sao os ultimos dias dele. Ninguem lida bem com a morte, apesar de ser a unica certeza que todos temos. O que eu sinto é que a maioria das pessoas preferem nao falar sobre o tema, por que assim nao precisam pensar sobre isso e lamentavelmente perdem a oportunidade de perceber a necessidade de viver intensamente enquanto ela nao chega.
Beijos

Ana disse...

Por mais que as pessoas tenham fé, o mistério do depois persiste.
Aqui é conhecido e seguro. Pressa pra que?

Vida longa e saudável, é o que todos desejamos! Amém!

Heloísa disse...

Beth,
É verdade. O instinto de vida é muito forte e, mesmo em situações terminais, as pessoas preferem viver. Talvez aí entre o medo do desconhecido. Será mesmo que o outro plano é melhor? Não dá parra saber com antecipação. Então, aproveitemos bem a vida que temos.
Beijo.

Lúcia Soares disse...

Oi, Beth. Não gosto do tema, claro. Mas ele é nossa única certeza. Prefiro não saber de uma doenç terminal...Um fio de esperança é melhor que nada.No fundo, no fundo, acho que quem tem uam doença grave acaba sabendo e mesmo que não fale, fica pra si a a certeza. Não sei, também se acredito em outras vidas, se há um outro lugar ou se tudo acaba aqui...Não sei e nem gosto de pensar sobre isso.
Bj

ML disse...

Me lembrei de uma música do Vinícios e do Chico, se não me engano: "se foi pra desfazer por que é que fez?"

Mistérios...

bjnhs

Lucia Cintra disse...

Bom, tu sabes que eu nao acredito em ceu ou qq outra coisa parecida entao definitivamente nao quero morrer tao cedo, rsrs.

Bjos

rocosta disse...

Como não acredito em céu quanto mais tempo aqui melhor ;-)
Beijão!

Ana Paula Soldi disse...

Beth, é um texto que com certeza faz refletir, eu lembro de muitos poucos casos de doentes terminais que optaram pela morte, e mesmo assim foi toda uma polêmica.
Acho que a gente gosta tanto da vida e da Terra porque Deus fez ela perfeita apesar de ter sido corrompida pelo pecado e já nao é o plano original dele pra nós, mesmo assim a gente ama a vida, essa terrinha que é o único certo que vemos.O céu é um mistério, nao sabemos o que há, si vamos entrar etc e tal, acho que esse medo é o que nos impede de fantasiar com a morte e com o céu.
Acredito que Deus existe e que tudo vai ser perfeito, ele sabe o que faz.
Beijos

Fernanda disse...

Eh verdade, mesmo a maioria que acredita em ceu nao quer ver pra crer. Temos muitos lacos aqui, os familiares talvez sejam os mais fortes. Eu concordo com o comentario da Lu de Souza. Muito bom esse tema.
Beijos!!!

Silvia Masc disse...

Me parece que todos concordam com o autor, observo a mamãe, está mais lenta, as vezes esquecida,nos seus quase 90 anos, mas continua firme em seus propósitos de viver mais e aproveitar a vida.
E eu também quero ficar muito ainda por aqui.

beijinho

Silvia Masc disse...

Complementando o comentário da Luciana, ouvi de um médico oncologista, que as pessoas quando estão na consulta aguardando o diagnóstico, normalmente dizem: Dr. não me esconda nada, eu quero saber a verdade estou absolutamente preparado. E diante de um diagnóstico absolutamente desfavorável, imediatamente perguntam: - Mas,não tem cura mesmo? E se eu for para o exterior? E se eu fizer isso, ou aquilo?
Creio que somente as pessoas em total desequilíbrio emocional, ou diante de um sofrimento extremo, entendam a morte como alívio.
Aqui no Brasil, a uma linha seguida por muito médicos, que é não mentir, e dar ao paciente inclusive o direito de escolha, por tempo de vida , ou qualidade de vida.

bjs

Meire disse...

Sao o mistérios da vida!

Bjs querida e otima quitna feira.

Meire

Barbie Girl disse...

Assim, é lógico que eu quero ir para o Céu... mas não agora!
Não porque eu não acredito e sim porque quero viver mais!!!

beijos

Meire disse...

E hoje tem festa na blogosfera...

Feliz aniversario Beth!

Beijos

Meire

OBS: venha buscar tuas flores.

Mariana disse...

As pessoas religiosas se cuidam sim, e está no centro do ensinamento bíblico tomar essa posição. Por exemplo,Deus recompensa à quem é honesto e trabalha muito.
Trabalhar muito=>gastar energia=>se exercitar
O período da quaresma é conhecido como um período de reflexão, onde é costume dos religiosos jejuar.
Reflexão=>meditatação=>saúde mental
Jejuar=>dieta; evitar excessos
A lógica que esse autor segue faz sentido realmente. Mas pra mim, o tom que ele usa parece propor que pessoas religiosas são tão “materialistas” qt às que não são. Eu acho errado colocar todo mundo no mesmo saco com a lógica:
Se a pessoa se cuida, logo, não quer morrer. Portanto, não acredita no paraíso.
Acho que é pular pra uma conclusão mt rápida sobre o íntimo daquelas pessoas…

Camila Hareide disse...

Confesso que não li o post, em função da minha perda recente. E por isso também não li o filme que vc uma vez recoemndou (A Partida), pois minha mãe viu e achou que talvez nós (eu e minha irmã) devessemos esprar um pouco pra ver...

Mas vim aqui porque um passarinho internético contou que hoje é seu dia, então vim lhe desejar muitas felicidades e muitos anos de uma vida feliz, realizada, cheia de saúde ede prazeres, sejam eles grandes ou pequenos, cercada daqueles que vc ama!

Muitos beijos

RoCosta disse...

Beth... voltei não para falar de morte, mas para lhe dar os parabéns por mais um ano de vida. Que venha muitos ainda pela frente.
Forte abraço e um beijão!

Lu Olhosde Mar disse...

um passarinho virtual, loiro, italiano, me disse que hoje é seu aniversário?? é mesmo?? um beijo grande, amiga querida!!! deus te abançoe em todos os seus caminhos!!!beijao

Barbie Girl disse...

Não esqueça de olhar meu blog amanhã e ver o presentinho especial que fiz para ti!

beijos

Uma Mae das Arabias!!! disse...

Parabens pra vc!!!

Nessa data querida!!!

Muitas felicidades, muitos anos de vida!!!

Parabens pra vc!!!

Nessa data querida!!

Muitas felicidades, muitos anos de vida!!!

Pra Web-Mamys nada???

TUDOOOOOOOOOOO

Entao como eh que eh???

Eh pique, eh pique, eh pique, eh pique eh pique.

Eh hora, eh hora, eh hora, eh hora, eh hora.

RA TI BUM!!!!

Mamys, Mamys!!!!!

Beijos nossos com sabor de brigadeiro

Fiquem com Deus

Barbrinha e Bebejinho

Liza Souza disse...

Beth,
queria mandar um email, mas nao encontrei por aqui. Fiquei sabendo por ai que tem uma pessoa muito especial fazendo aniversario hoje e nao poderia deixar de dizer para essa pessoa tao especial, que tem sempre uma palavra amiga, dona de um coracao tao amoroso, que demonstra com suas atitudes e palavras tanto amor, tanta sabedoria, tanta alegria de viver, que eu desejo que tudo isso que ela tem nos dado através do seu blog, toda essa alegria que ela sempre transmite a cada um que passa por aqui, retorne hoje no dia do seu aniversário e em todos os outros dias da sua vida para que voce seja sempre muito feliz.
Um grande beijo e que esse dia seja tao especial como vc merece!

O que elas estao lendo!? disse...

Faremos um sorteio no blog. Passe por lá para saber como e quando. E faca a sua inscricao para poder participar.

Abracos

Luciana Håland disse...

Beth, danadinha, é seu aniversário hoje, né?!!!
Vi uns posts de congratulacões para você.
Abre um post aí pra gente deixar os parabéns...

Vou aproveitar esse espaco de todo jeito.

Parabéns e muitas felicidades pra você. Que muitos mais anos de excelente vida venham.

Tudo de bom sempre.


Feliz aniversário!!!

Cucchiaio pieno disse...

Oi querida
Adorei este texto. Tenho medo de morrer e acretito que no céu é melhor - hehehe! Vai entender - so' mesmo Rubens Alves pra ter pensado nisso!
Abraços fraternos
Léia

Luma Rosa disse...

Rubem Alves, como todo cronista é observador do cotidiano. Ele pode não ter a mesma opinião do que escreve, mas repassa aquilo que escuta.
As crianças são anjos até se contaminaram e por isso dizemos à elas que se fizerem maldades, até contra si mesmas, irão para o inferno. A criação do lugar 'céu' e 'inferno' acaba por nos proteger de nossas próprias maldades.
Essa parte que fala de diabéticos comer doce, hipertensos comer sal... isto é suicídio homeopático. Se você não sabe que é diabético, tudo bem! Nem é suicídio, mas se sabe e age contra você mesmo é suicídio. Assim como os pecados capitais que pelos princípios da natureza, agem contra nós.
Morrer não dói! Dói a saudade, a separação e porisso não queremos morrer.
Ah, não conheço ninguém que já morreu pra me contar se existe vida além da morte. Também não temos certeza se este é o único lugar que temos para viver.
Bom fim de semana! Beijus,

Luma Rosa disse...

Eita, lelé!! Que coisa!! Falando de morte em dia de aniversário? Betinha, querida, os dias, os anos, a idade, foram inventados pelo homem, assim como a morte!! A morte não existe!! Existe apenas uma etapa de vida vencida! Virão outras etapas!! (rs*) Feliz aniversário!! Comemore bastante!! Beijus,

Maria de Fátima disse...

Olá Beth, muitos parabéns!Vim conhecer o teu blogue por intermédio da Glorinha Leão.Gostei muito do que li e vi até agora.Beijocas e até à próxima.

Dani dutch disse...

Oi Beth, nossa não gostaria nem de pensar numa situação dessas, claro todos nós vamos um dia, mas viver é tao bom. bjus

Eduardo disse...

Minha visao da morte eh que so existe uma certeza: ela eh o fim da vida. Por isso mesmo eh preciso viver intensamente e o melhor possivel; tudo o mais eh imaginacao sem fundamento logico e sem qualquer comprovacao. Por outro lado, como eh inevitavel, a melhor atitude eh nao se preocupar com ela, e sim com a vida, pois essa sim, temos certeza que existe. Muita gente perde muito tempo e desperdica os dias de sua vida pensando na morte e em uma vida depois dela. Melhor pensar na unica realidade que existe: a vida presente que um dia ira terminar para sempre.
Eduardo

Somnia Carvalho disse...

Lilla,

lindo esse post!

que eu tambem perdi semana passada intensa...

eu ADORO pensar na morte... não pelo lado down, mas pelo lado de pensar como ela faz parte da vida... voce ja sabe isso ne?

e acho que no fundo quando olho uma ruga, uma pele caida e me sinto triste tem mais a ver com pensar que eu estou num caminho de ida... sem volta...

e todo mundo esta...

penso muito na morte, mas o que me deixa mais doida e pensar na morte de quem amo... e REZO TANTO para que eu so perca as pessoas no sentido natural... ja perdi tantos que amava em acidentes e so peco que os jovens morram depois dos velhos...

e assim que penso..

beijos e obrigada pelo texto!