.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Para Camila e Lucinha




(Imagem Corbis)




Este mundo dos blogs é fascinante, você repara que não está sozinho no que escreve ou em suas idéias,  porque através dele fazemos amizades que vão se solidificando, tornando-se mais íntimas,  principalmente aqueles que fazem do blog uma página virtual que expresse seus sentimentos mais profundos ou um pouquinho de suas vidas no decorrer dos dias e a gente acaba viajando nos pensamentos e nas histórias dessas pessoas. Muitos até não têm fotos dos donos, mas sua escrita é tão densa, tão bem explícita e demonstra muito mais às vezes do que aqueles que são recheados de fotos pessoais.  São pessoas que no dia a dia em que lemos vamos interagindo , compreendendo e admirando pelas suas características fortes e abertas de coração e alma. Na verdade, as pessoas é que são fascinantes!

Nestes últimos dias que seguiram-se aos festejos do novo ano, duas amigas queridas tiveram perdas fatais em suas vidas e eu, sinceramente, sofri por elas, pois sei bem o que representam estas perdas, já as tive e, assim como elas, fiquei muito mal por algum tempo.

A Camila que mora na Noruega perdeu seu amado pai no sábado último, dia 2, com uma morte inesperada na Bahia, onde a família tinha ido passar férias.  Ela teve que se arrumar às pressas e fazer um vôo terrível, como ela mesma disse 'um verdadeiro calvário' para chegar aqui no Brasil.  Fiquei muito triste por ela, imaginando como seu coração devia estar despedaçado e ainda ter que enfrentar avião para chegar a tempo de enterrar e ver pela última vez seu pai querido.  Mas, mesmo assim, sua consideração pelas pessoas que visitam sempre seu blog e que conversam e admiram sua forma de se expressar através das palavras, fizeram-na dar um tempinho sobre sua dor e de sua família e se importar em nos dar notícias suas que, graças a Deus, chegou bem e está superando este momento ao lado daqueles que mais ama.

Vejam como o blog é hoje um veículo mais que interativo, ele humaniza e faz verdadeiras amizades, emana sentimentos e irmaniza a todos, levando energias positivas em momentos como este, tão delicado e doloroso. 

Outro fato que aconteceu ontem e que igualmente me deixou triste, juntamente com outras amigas que a seguem e leem seus posts que são verdadeiros diários, foi a perda que minha  amiguinha e que considero como filha, a Lúcia, teve com a morte prematura de seu querido cachorrinho Peanut.   
Ela está verdadeiramente desconsolada e até me preocupo, pois sua amada mãe morreu há poucos anos e este cãozinho a adorava, deve ter sentido sua falta também, mas Lúcia e suas irmãs cuidavam dele com extremo carinho, bondade e dignidade. Ele se foi e este momento é mais uma dor que Lúcia e sua família estão enfrentando e nós que participamos diariamente de seu espaço virtual, estamos plugadas neste fato.
Ao mesmo tempo, palavras de carinho e incentivo para que não caia em depressão, são neste momento super importantes para ajudar tão estimada amiga.

São duas perdas distintas, uma de um ser humano e que tem um significado emocional extremamente forte para cada um de nós, trata-se de um pai maravilhoso, jornalista renomado e inteligente - uma dor infinita, imensurável e que mesmo sabendo que um dia vamos partir, nunca imaginamos que chegará este momento da despedida, por isso sei bem o quanto a Camila está sofrendo hoje e sofrerá enquanto lembrar de seu amado pai.  Força amiga!

A outra, de um ser animal, mas que não deixa de ter sua significância, pois quem tem ou teve animais de estimação sabe que a dor pela perda deles é também sofrida, já que são leais e fiéis, seres que souberam passar amor incondicional, nos fizeram companhia, aceitaram-nos do jeito que somos, portanto também é um momento delicado e que fragiliza nosso ser.  E pela amiga Lúcia temos consideração e torcemos para que supere este momento doloroso que muitas vezes demoram meses até para ultrapassar o sentimento da perda.  Força  Lucinha!

Por isso, deixo aqui registrado estes dois fatos que mexeram comigo e com os amigos que frequentam estes dois blogs queridos e peço ao divino, ao grande espírito do Universo que rege nossos caminhos para que acalente os corações dessas duas amigas diárias. E à blogosfera amiga que se una sempre em companheirismo, não só nos momentos de alegrias e festejos, mas também dando força e encorajamento aqueles que precisam em  momentos difíceis, onde uma palavra escrita tem a força de um abraço muito especial.

Força blogosfera!




17 comentários:

Lucia Cintra disse...

Nao ha palavras pra expressar qualquer perda. Nao conhecia a Camila e sei bem a dor que ela esta sentindo, ainda mais tendo que morar longe. Nao ha palavras de consolo. Mas eh confortante saber que tanta gente ao nosso redor, amigos virtuais ou nao, pensam em voce, passam por esses momentos junto com voce e de uma certa maneira, te ajudam demais com suas presencas.

Posso dizer que mesmo com as lagrimas escorrendo com cada email e comentario que recebi, senti profundamente o carinho de cada um. E saber que as pessoas estao ali pra voce, nao tem preco.

Te passei um email, Web-mae. Espero que voce o tenha recebido e agradeco por estar sempre presente na minha vida!

bjos, Lu

Dani dutch disse...

OI WEb-mãe, o blog da Camila eu não conhecia, e vou passar lá pra dar um apoio mesmo que seja virtual, e a Lúcia até comentei no blog dela que anos atrás tive que deixar meu cachorro quando me mudei, e durante muito tempo sentia a presença dela ali comigo, foi muito doloroso também...
Bjuss

Luciana Klopper disse...

Oi Beth, to passando pra convida la a participar de uma promoção!!

Silvia Masc disse...

Acho tão bonito esses seus gestos frequentes de dar carinho e solidariedade as pessoas por aqui.è muito bom ter voc~e como amiga.
beijo e bom dia!

Natália disse...

Olá Betty.
O meu carinho e o meu abraço para a Camila e para a Lucinha que estão a atravessar dois momentos dolorosos,eu já passei por isso e sei como é.

Beijinhos para ti Querida Betty.

Glorinha Leão disse...

Ai que tristeza Beth...pq sempre no início do ano acontece tanta coisa triste? São coisas que ficam marcadoas prar sempre...ficariam de qq modo, mas ficam ligadas ao início de novo ano que começa cheia de esperanças...e pra essas pobres pessoas, já começam com tristeza...
Enfim, como diria minha mãe...estamos aqui pra isso....
Vou lá no blog delas dar uma força, apesar de não conhec^-las.
Beijos.

Ana disse...

Que tristeza...
Lamento muito, Beth.
Que elas encontrem forças para superarem tanta dor...

Liza Souza disse...

Voce tem razao quando diz que palavras amigas ajudam nesse momento de perda e nos momentos dificeis pelos quais passamos. Tbm sofri muito pela dor da Lucia e mesmo sem conhecer imagino o quanto deve estar sendo dificil para a Camila. Peco a Deus que console o coracao dessas familias e fico aqui nessa corrente positiva pelas duas e por cada um de nós que fazemos parte dessa familia virtual que é tao importante no nosso dia a dia.
Beijos

Lúcia Soares disse...

Beth, a Lucinha é uma amiga que tenho, com certeza. A Camila, cuja perda é irreparável,já a li e sei que é uma pessoa muito bacana.
Deus lhes dê consolo.
Como você mesma disse, são perdas diferentes, não há como comparar, mas todas as perdas são significativas. Só o tempo, o senhor da razão, poderá amenizar suas dores. O bom é que acontece. Um dia passa. Não acaba, mas passa...
Bj

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Beth, a solidariedade nos permite estarmos juntos tanto na alegria como para alegrar e consolar um pouco a tristeza. Muita força para a Camila e para a Lúcia. Que Deus as abençoe e permita que as boas lembranças deixadas sirvam sempre de exemplo de vida e companhia. Beijos paulistas. Manoel.

Mila Viegas disse...

Sei que a Lu já sabe, mas de qualquer forma passei seu recadinho pra ela.

Desejo que tudo seja superado apesar do sofrimento, da tristeza. Mas é preciso manter-se bem e confiante para a vida que nos espera lá fora.

Força para as duas!

beijos

Camila Hareide disse...

Beth Q, lindona!!! Quero agradecer muito pela força, e tenha certeza, ela enche meu coração. A dor da perda é irreparável certamente, mas faz parte da vida e precisa ser vivida.

Agradeço também aos seus leitores que não me conhecem e mesmo assim transmitem bons pensamentos.

A blogosfera é realmente poderosa.

abraço bem apertado e super-hiper calorento, e beijo!

gabriela disse...

Querida Beth.
Eu também já passei por essas duas situações, e sei muito bem o que a Camila e a Lucinha, estão a passar um beijo para as duas.

Para ti amiga um beijo com saudades

Ivana disse...

Oi Beth!
Ah, amiga, a gente nunca sabe mesmo o que será o dia de amanhã... Também acompanho o blog da Camila e fiquei chocada com a notícia... Estou com minha vela sete dias sete noites permanentemente acesa e minha oração já foi direcionada para ela e toda a família...
Quanto a perda de um animal de estimação, nem me diz... Isso me dá um frio na espinha. Ainda não senti esta dor, mas sei que o amor que nutrimos por um animalzinho é "poderoso", portanto...
Um beijo Beth!

Tietta Pivatto disse...

Olá Beth

Leio teus comentários no blog da Camilia (pra mim, sempre a querida Camélia). Palavras sensíveis e verdadeiras as suas. Realmente, a blogosfera é um universo à parte, uma outra dimensão desse mundo que vivemos...

Abraços,

Tietta Pivatto

Georgia disse...

Oi Beth, nao conheco a Camila, vou passar lá para deixar uma palavra.

Mas é verdade que a blogesfera nos deixa juntinho de pessoas que nunca encontramos. E esse seu texto e essa sua dor mostra isso.

Também fiquei bem triste ao saber que uma amiga virtual teve a casa incendiada entre o natal e o ano novo. Gracas a Deus ela conseguiu salvar o filho de 5 anos e a ela. Mas essas coisas nos deixam em choque quando lemos. Nem quero pensar quando chegar a minha vez e eu estiver aqui tao longe...

Um beijao

ML disse...

Minhas condolências às suas amigas, Beth.
A gente tem tanta espectativa no começo de cada ano e levar logo no início um drible da vida não é fácil.

bjnhs