.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Alice, numa paisagem chuvosa e triste


(Alice no País das Maravilhas pelas lentes da fotógrafa Elena Kalis - cliquem nas fotos para ver em tamanho grande e lindo)



Acabo de chegar de uma pequena viagem de ônibus, que, aliás, deveria ser pequena, mas a cada dia as distâncias parecem aumentarem. Demora-se mais no trânsito devido ao grande número de veículos e quando chove tudo parece piorar. Principalmente quando o país só usa como vias, as estradas, por isso o acúmulo de tantos carros, ônibus e caminhões.

Da Região dos Lagos até Niterói não é longe, mas torna-se assim, por conta dessas coisas. No entanto, qualquer sacrifício vale a pena para ver e ficar com a mãezinha querida.

A melhor opção para se gastar um tempo como este é ler, por isso tenho sempre um livro na bolsa e o que percebo é que as pessoas, em geral, não leem. Preferem bocejar o tempo todo ou dormirem, mas não se lembram da leitura. E olhar pela janelinha não é tão bom assim, pois além da chuva pesada que caia, a paisagem depois que passam as praias, só revela lugarejos feios, com casas inacabadas de tijolos aparentes, lembrando uma imensa favela que é o que está se tornando o estado do Rio. As pessoas não se importam em rebocar suas casas, moram assim mesmo, pintura então, nem se fala, mas tem sempre uma antena parabólica em cima dos telhados e carros nas ruas. Para mim isso é desmazelo, pois nas roças, isto é, nos lugares simples do interior do Brasil, as casinhas são pintadas e muitas teem flores ou árvores em suas frentes.
Tá bom, vão me chamar de Alice, mas gosto das coisas bonitas e arrumadinhas.

Comecei a ler o livro que ganhei de minha amiga maravilhosa Gabriela lá em Portugal. Ela me presenteou com A Cabana de WM. Paul Young e fiquei pregada nele de lá até aqui, portanto parece prometer esta história.

E, por falar em livros e leitura, não deixem de dar uma olhada na resenha de hoje do Blog O que Elas estão lendo. A entrevistada sou eu e dando uma dica legal do penúltimo livro que li e adorei.



17 comentários:

Olhos e pensamentos disse...

Oi, vc passou por mim na sua viagem..moro em São Gonçalo no Estado do RJ, sua mãe, mora em Niteroi? Concordo com o que falou do cenário. Vc mora na região dos lagos? esse fim de semana vou passear por aí, vou pra Praia Seca e se o sol aparecer, Arraial, q eu tanto amo!!
Já li o livro A cabana, li numa tarde só de tão empolgada q fiquei, achei linda a história, mas triste demais, minha filha tinha um passeio da escola e me deu medo de deixa la ir, e achei um tanto quanto fantasioso, acho q o meio de livro foge demais da realidada, apesar de gosta do que foi proposto passar de essência...Bjs e vou lá saber da sua resenha!!!

Mila Viegas disse...

Fotos maravilhosas mesmo! Lindas demais!

Pois é, andar de ônibus ou até mesmo de carro requer uma dose extra de paciência. Quanto a ler, eu não consigo muito fazer isso em veículos.. me dá náuseas. Então, eu realmente prefiro olhar a "paisagem". Mesmo que a gente se depare com um visual não tão agradável, eu me esforço para que meus olhos busquem coisas bonitas. Se não bonitas, ao menos interessante...

Mas entendo que você visitou lugares são harmoniosos e bonitos que, realmente, vendo esse desleixo todo chega a dar um contraste... rs. Talvez para essas pessoas, vale mais uma tv pegando bem do que uma casa pintada... Vá saber? É a prioridade de cada um... enfim...

Mandei email pra você e pra Lu anunciando um novo blog totalmente aberto! rs... o outro tá lá, sendo atualizado quando dá, e vai continuar privado. Como eu estava meio agoniada com isso, abri unzinho para poder interagir melhor com o povo.

Beijinhos com gostinho de chuva!
Mila

Heloísa disse...

Beth,
As fotos são lindas.
Concordo com você nos comentários sobre as casas da beira das estradas. Não é só problema de falta de dinheiro, mas de capricho. O simples, quando arrumadinho, pode ser muito bonito.
Fui ler sua entrevista, e gostei da dica do livro. Gosto bastante desse tipo de literatura, e vou colocar a dica na minha listinha.
Beijo.

Flávia Fayet disse...

Beth adoro qdo vc comenta no meu DESABAFO! É tão verdadeira, tem palavras lindas... Obrigada pelo elogio à nossa foto! A frase, é o trecho da música "Um dia especial", de uma banda gaúcha, Cidadão Quem. Bjsss

Ivana disse...

Oi Bethinha, desculpa o sumiço. Estou colocando em dia minha leitura nos blogs queridos e, claro, não posso deixar de vir aqui.
É uma pena viver em um país que não preza pela honestidade, pelo desenvolvimento, pela saúde, pela educação... E tudo vai ficando jogado, crescendo de qquer jeito, ao Deus dará. Nesse contexto, pra que reboco? Tinta? Nem pensar! Triste mesmo Beth. E vai piorando...
Beijos!

Lúcia Soares disse...

Oi, Beth. Também estou lendo "A cabana". Estas 2 semanas não li, por falta de tempo, mas vou retornar logo que a filha & família viajarem de volta pra casa. O que está bem perto e meu coração já está apertadinho...Bj

Georgia disse...

Beth, tudo bem?

Sensacional essas imagens. Esta semana comprei um CD de estorinha dela para a Viviane conhecer. Ela anda fascinada escutando a estória que foi adaptada para criancas a partir de 3 anos.

Eu li A Cabana tem um mês mais ou menos e adorei. Christian comecou a lê-lo esta semana em alemao.

Um beijo grande

Isabel disse...

Que fotos maravilhosas, Beth! Adorei.
Concordo com você em relação às casas. Aqui também muitas pessoas não ligam à aparência exterior da sua casa, mas se a gente entrar, tem todas as comodidades caríssimas e carro Mercedes na porta. Dá para entender?
Eu também gosto muito de ver as casinhas arranjadas e sofro muito com algumas coisas que vejo por aqui.
Beijo

Elaine Maria disse...

Oi Beth! As fotos são lindas mesmo, de muito bom gosto.
Gosto muito de olhar pela janela, quando viajo, mas acho que as pessoas simplesmente se acostumam com as coisas como estão, e depois de um certo tempo já nem se lembram mais da pintura...
Quanto à Cabana, eu gostei muito, o começo é meio cançativo, mas depois é muito bonito. Vale a pena.
Beth, agora que fiquei sua fã, e passo por aqui todos os dias prá viajar nas suas fotos e descrições, queria homenagear você, te indicando para a brincadeira da Elaine. Passa lá no blog prá você participar do sorteio.
Beijos!

Flávia Fayet disse...

Beth, sei q vc é mto ocupada, mas tem um meme acompanhado de um selinho lá no meu blog... Caso possa fazer, ainda concorre à um livro! Bjs

Lucia Cintra disse...

Eu nao tenho paciencia no transito, nao! Quer me ver extremamente irritada? Eh so colocar um lesma na minha frente ou entao me deixar presa em transito. Outra razao que eu nao vejo a hora de trabalhar de casa!! Rs

Bjos

gabriela disse...

Ó miha amiga o tempo cá continua igual como quando esteve cá, estas temperaturas são fora do normal estamos todos fartos de calor.
Olha hoje perguntei á minha Matilde (onde está a Beth e ela logo me respondeu está no basil e tu gostas da Beth sim ela dá chocolates á matilde está um amor, ainda bem que estás a gostar do livro, eu fiquei com vontade de comprar um para mim.
Amiga um bom fim de semana muitos beijinhos

ML disse...

Cliquei no link e li sua entrevista sobre o livro dos outros.
Que da próxima vez, fale do seu, ok?

bjnhs

Isabella disse...

Oi Beth,

senso estético não é pra todo mundo, infleizmente... Ler tb é hábito. Infelimente pouquíssimo incentivado no Brasil. Sabe que percebi que aqui muitos leem no metrô mas pouquíssimos leem nso ônibus?

Sabe que ganhei o livro A Cabana e insisti nos primeiros capítulos porque pessoas que leram se disseram tão surpresas mas até agora não conseguiu me surpreender... Nem sei se vou conseguir ler até o final...

bjs

The Best Business Online disse...

Oi, Beth. Também estou lendo "A cabana". Estas 2 semanas não li, por falta de tempo, mas vou retornar logo que a filha & família viajarem de volta pra casa. O que está bem perto e meu coração já está apertadinho...Bj

Lu Souza disse...

Beth...

Que encantadora estas fotos não? E a musica de fundo...delicia!

Sabe que eu tenho o mesmo costume? Sempre tenho um livro por perto. E os amigos sabem que eu gosto e estão sempre me oferecendo algo pra ler. Esta semana eu comecei a ler O Preço da Liberdade, terminei ontem e agora estou lendo A Gruta das Orquideas, ambos romances espiritas.
Já li a Cabana e fiquei fascinada. Até chorei, juro, é divino. Deixa gente mais sensível, mais aberto, se tantas máculas nos olhos e no coração, com vontade de mudança, sei lá.
Dos ultimos livros que li, foi dos que mais me marcou!

Beijooooooos

Somnia Carvalho disse...

Lilas queridissima,

to atrasada com o Mae Gaia, andei de provas e provas por aqui... e o tempo nao ajuda, como vc viu naquele memo que vc me passou! rs...

entao, li sua entrevista, chiquerrima, e vou anotar na lista de boas sugestoes!

mulher, vou roubar uma fota sua daqui, ok????? posso ne! tudo bem obrigada!
beijo e otimo dia!