.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

domingo, 9 de agosto de 2009

Reverência

O dia foi em homenagem aos pais, mas acabei por visitar minha mãe e passar horas preciosas com ela, afinal nunca se sabe o dia de amanhã e só quem já perdeu um ente tão próximo e querido é que sabe a dor que é esta separação. Meu pai morreu em 1976 e deixou saudades, pela sua maneira firme e presença marcante em nossas vidas. Foi um pai carinhoso, enérgico, durão, trabalhador, responsável por nós e pela nossa educação. Minha total admiração por ele é mantida no gosto pela natureza e pelas flores que eram elementos de seu trabalho.
Que ele esteja feliz onde estiver e, por hora, os beijinhos são na dona Rita e no meu marido querido que é a figura de pai mais próxima e por mim admirada.


Eu e minha mãe ontem em Rio das Ostras


Reverência


Se não fosse você, eu andaria
a caminho do nada,
pra lugar nenhum.

Eu erraria por entre vagas abertas,
sobre páginas incertas
de um pobre verso comum.

Se não fosse você, eu perderia
a noção do sol e do vento,
de todo e qualquer elemento
que me induzisse à beleza.

Se não fosse você, eu ficaria presa
na trama dos desafetos,
dos amores incompletos
que o mundo encaixa nos cantos.

Se não fosse você, triste seria
e a memória por certo contaria
minha historia na pobreza de um clichê.
.....e eu certamente me demitiria
dos ternos devaneios da poesia.

Que seria de mim, se não fosse você?


Flora Figueiredo

Minha mãe plantando hoje pela manhã



21 comentários:

Georgia disse...

Beth querida, vocês sao parecidas.

Eu telefonei para o meu pai ontem e ficamos pendurados no telefone. Por aqui nao foi dia dos pais. Nem toco nesse assunto senao fico prá baixo...

Um grande beijo e uma linda semana

Camila Hareide disse...

Lindo seu post! Sem mais palavras...

Meire disse...

Certissima Beth, curta tudo que vc pode da tua mae.
Eu nao tenho mias meus genitores, minha mae nos deixou primeiro, meu pai depois. Minha mae foi repentinamente, meu pai foi anunciada, tivemos 3 meses para nos acostumar com a ideia e registrar tudo dele em nossas mentes. Me recordo que ja' na fase terminal, me deitava a sue lado e queria sentir o seu cheiro e o seu calor. E iffo foi bom, sinto ele bem pertinho de mim.
Bjs
Meire

Renata disse...

ai que amor....
falei com vovo ontem!! eh meu unico avo vivo. cheio de saude e minha inspiracao... ele tem uma historia muito bonita!! morro de saudades...
qualquer dia, vou fazer um post sobre ele...
depois falei com papai, que jah estava achando que eu nao ia ligar, pois jah eram 9 horas da noite quando liguei...
beijos!

Fátima disse...

Bom diaaaaaaaaaaaa minha queridinha!!!
Que poesia mais linda!!!
Verdade mesmo, precisamos aproveitar bastante o hj, pq o amanhãaaaaaaaaa, só Deus sabe.
Passei o dia ontem agradecendo a papai do céu, por ter um pai tão maravilhoso e pelo marido que tb é um pai tão especial, verdadeiras bençãos na minha vida.
Liguei para sua casa e para seu cel, para dar parabéns para nosso amigo, seu maridex e grande pai, mas chamou, chamouuuuuuuu e nada...sniff!!!
Depois faremos isso pessoalmente. Ahhhhhhhhhh, e como não é para deixar para depois: Estou com saudades!!!
Mil beijocas diretamente do pc da minha mãe, já que o meu tá dodói!!!

RoCosta disse...

Tudo de bom e de bem para o pai do seu filhão!
Beijão!

Lu Souza disse...

Oi Beth...
Lindo post. Minha mãe é mãe e pai, meu tudo. Fiquei orfã de pai com menos de 01 ano de idade.
E não há dinheiro no mundo que pague a alegria de estar com esta figura tao carinhosa e sincera.

Obrigada pelo seu coments no Lichia e saiba que a reciproca é verdadeira. Adoro seu alto astral, suas dicas, seus "conselhos de mãe", rsrsrss.

Super beijo
Lu

Heloísa disse...

Beth,
Lindo o post!
Linda poesia, lindas fotos.
Já contei nos comentários do meu post de ontem, qual sou eu na fotografia. Dê uma olhadinha.
Beijos.

Lucia Cintra disse...

Tenho certeza de que seu pai estava ai do seu lado nesse dia, como sempre.

Familia eh a melhor coisa do mundo, que bom que pode curtir sua mae!! Vc esta certa, a gente nunca sabe o dia de amanha e devemos aproveitar cada minuto juntos. Bjos com saudades, Lu

Barbie Girl disse...

Beth, que lindas fotos, que lindo texto e que linda declaração!!

Parabéns!!

Comemorei meu dia dos Pais no Verdanna com meu sogro e meu marido, infelizmente meu pai não larga o trabalho...

Uma linda semana!! bjks

Cristiane A. Fetter disse...

É isso aí Beth, temos que estar ao lado de nossos entes queridos agora em vida.
bjks

Luciana Håland disse...

Beth, muito lindo esse seu post.
Beijo

Lúcia Soares disse...

Mãe é tudo de bom. Por isso deletei o post em que extravasei uma magoazinha, porque só durou umas horinhas e passou. Minha Mãe é meu tudo.Sem ser santa. Mas é uma grande mulher.
Meu Pai merecia uma postagem bonita, ontem, mas não deu.Deixo pro dia do aniversário dele.
A poesia é linda!

gabriela disse...

Que lindo post amiga eu também perdi meu Pai á 19 anos uma morte repentina foi á casa de banho e morreu sentado na sanita, foi horrivel.
Asua mãe é parecida consigo bonita ela.
Beijos

Eduardo disse...

Beth, ando meio ausente, mas aqui vai: que bom que voce tem sua mae, marido, e muitas outras pessoas queridas ao seu lado. Curta sempre todas em todas as horas. Aos poucos acontece que algumas delas se vao tambem, porem como continuamos vivendo temos que nos adaptar as ausencias definitivas e continuarmos sendo felizes e alegres com os que ainda estao conosco, pois eles nao tem culpa de termos perdido pessoas queridas.
Eu acredito em eliminar as tristezas em prol de intensificar as alegrias. O que eh definitivo e fora de nosso controle deve ser posto de lado, se possivel relegado ao arquivo mais longinquo do nosso cerebro. Viva as muitas boas memorias que voce comprovadamente tem de seu pai. Isso sim deve ser sempre lembrado com alegria.
Um abraco
Eduardo

Rosamaria disse...

Linda poesia, Beth!
Eu perdi meu pai há muitos anos e minha mãe há 7. Curte muito a tua e faz tudo o que puderes por ela. Eu fiz isso. Cheguei a ir uma vez por semana quando ela estava mal, atendendo aqui e lá, trocando de ônibus em duas cidades, saindo às 4:40h e chegando às 10h.
Eles são tudo pra gente, eu sinto muita falta dos dois.
Bjim.

ML disse...

Coisa mais linda, Beth!

bjnhs pra você e pra sua mãe.

Fernanda disse...

Seu poste eh lindo, e vc ta certissima. Eh preciso amar como se nao houvesse o amanha.
Bjos!

Somnia Carvalho disse...

Lilasissima,

sua mae, voce e esse ambiente ahhh que inspiração... e ela que lindinha!!!! claro que vc tombem ta linda, mas ela ta assim toda santinha...

voce anda fazendo umas montagens lindas com as fotos!

ah! e sobre minha foto virar quadro... siiiiim bemmmm! eu fiz a foto ja pensando o quadro na cabeca... farei e mostrarei!

Beth/Lilás disse...

Gente, amigos queridos!

Obrigada pelos comentários carinhosos, li todos e fico feliz em poder compartilhar com vocês sobre este tema, afinal somos filhos, pais e até avós, então sabemos o quanto um é importante para o outro.

beijinhos em todos.

-----------------------------------------------------------

Mila Viegas disse...

Lindas fotos!!! Lindo post!