.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Lendo por aí



Estes dias não tenho tido muita concentração para escrever, mas tenho lido, aliás muito e não só pela janelinha da Internet como por jornais que me caem às mãos, revistas em consultórios médicos, bulas de remédios, dois livros que não consigo acabar e, agora, o manual da máquina digital que nunca tenho paciência para ler e aprender mais sobre a capacidade da mesma.
Nessas minhas leituras, encontrei um site super legal de um cara também super legal, cheio de idéias motivadoras e criativas e parei neste pequeno texto abaixo que, acho, pode ajudar muitas pessoas, inclusive euzinha.

Perigo: bomba-relógio ambulante

Como anda o seu nível de stress? Um pouco stress pode ser benéfico – e mesmo necessário – para que possamos responder as mais diversas situações. O stress surge quando nos vemos forçados a nos adaptar a determinadas condições, sejam elas internas ou externas. O chamado “stress positivo”, ou eustresse, libera a quantidade certa de adrenalina para que o indivíduo possa enfrentar os problemas e reagir. Já o distresse, ou “stress negativo”, libera adrenalina em excesso e acaba provocando o colapso físico e emocional.

Sendo assim, é preciso ficar atento para não cruzar a linha que separa o “stress positivo” do “negativo”. Você sabe que está cruzando a linha quando:

- Reage de forma exagerada aos pequenos contratempos do cotidiano.
- Continua a reclamar furiosamente de um incidente ocorrido semanas atrás.
- Tem uma explosão de raiva quando alguém lhe diz que você está estressado.
- Fica tenso até mesmo quando está tentando relaxar.
- Acha que é normal viver irritado – não é você que perde o controle, são os outros que o irritam.
- Perde a paciência com tudo e com todos.
- Grita, usa palavras ofensivas e não vê nenhum problema nisso: quem mandou os outros serem tão estúpidos?
- Quando alguém lhe diz “Bom dia”, você responde: “Bom? Só se for para você!”

Ao perceber esses sinais, tenha muito cuidado. Você pode estar se transformando numa bomba-relógio ambulante. E, nesse caso, os maiores prejudicados serão sua carreira, seus relacionamentos e você mesmo.


por Ricardo Bellino



12 comentários:

Blog do Óbvio disse...

Minha querida amiga, se não fosse trágico, eu diria ser cômico. Já tive oportunidade de passar do "eustresse". De fato é bem trágico. Todos os tópicos citados ocorrem meeeesmo. Hoje, graças a Deus, tenho um "bombômetro" e consigo me avaliar. Aprendí que os "achar tudo ruim" estão dentro da gente. O mundo está como Deus fez (quando não está é porque a genialidade financeira estragou). Se começo a ver tudo meio que implicando comigo, percebo que o problema sou eu. Então... Dou uma paradinha, me organizo e agradeço a Deus por eu SER. Achei engraçada essa pérola:
"Perigo: bomba-relógio ambulante".
É muito verdadeira. Qualquer dia conto a história de um certo Seu Zé, num ônibus em plena Praça da Sé (São Paulo). Não vou me estender muito. Um terapêutico beijo. Manoel.

Beth/Lilás disse...

Oi, Manoel!
Ah, gostaria muito de saber essa história do Seu Zé!
Conta lá no blog prá nós, vai?
abraço carioca

-----------------------------------------------------

Wilma disse...

Beth, fala-se tanto do estresse, sei que ele quando está passando do aceitável faz muito mal mesmo, até mata!! por isso me esforço pra não me estressar.

Georgia disse...

Com certeza amiga, muitas das vezes somos essa bomba-ambulante...

Um grande beijo e um ótimo fim de semana prá vocês.

Renata disse...

Esse era o meu estado ha uns tempinhos atras... mas me policiei... pois como vc disse, a gente soh prejudica a gente mesmo...
agora, estou na paz... tudo relax... nao ve que to sempre chegando atrasada no trabalho? e nem por isso fico estresse...
mas a desmotivacao faz isso tambem... me deixa lerda com esse lance de ir pro meu trabalho sem eu querer ir....

amore... minha madrinha veio aqui a pedidos meus... ela nao sabe muito bem como funciona um blog, mas tem lido voce aqui... Eu disse que vc eh minha web-mae.... kkkkkk
e que vc escreve (pensa) como ela... tem gostado dos seus temas...
beijinhos amore!

Lucia Cintra disse...

Otimo post, eu estava assim ha varios meses atras, um horror!

Tb nao tenho escrito mt, nao por nao querer, mas por andar mt cansada. Agora mesmo estou caindo de sono e ainda tenho mais 8 horas de trabalho antes de terminar o dia... Oh ceus!

Bjos

Eduardo disse...

Muito bom, Beth, voce alertar sobre o perigo do stress. A adrenalina liberada frente a uma situacao de stress precisa ser usada pelo corpo para voltar a normalidade senao esse hormonio fica em circulacao e a pessoa tem esses acessos de raiva, alem de prejudicar a saude em muitos fatores (inclusive predispondo ao cancer). Uma ideia eh fazer algum tipo de exercicio fisico, como correr ou mesmo gritar para uma pedra. Tem gente que tem um saco de pancadas em casa para se aliviar... No transito, ja que a gente nao pode atropelar o motorista do outro carro, feche os vidros e grite bem alto, ou ignore a malcriacao sem se estressar.
Tem um livro muito bom sobre comportamento que vale a pena ler: The 7 habits of Highly Effective People de Stephen R. Covey, que deve ter traducao em portugues. Ele recomenda como mudar o comportamento para enfrentar problemas pessoais e profissionais - incluindo em como lidar com estress...
Entre outras coisas ele menciona se voce ja reparou que as pessoas com frequencia perdem a paciencia por motivos futeis e com pessoas de nivel inferior a elas? Ele ate disse que nao devemos permitir aos outros manipular nossos sentimentos (por exemplo um chefe antipatico)
Um abraco
Sem stress
Eduardo

Lu Souza disse...

Ufaaa Beth, fiquei contente agora. Eu achava que fosse a Bomba relogio ambulante. Mas como apresento um ou outro sintomas desse esporadicamente, creio que tenha so o stress positivo. Salvo exceções por conta do casamento né, mas neste assunto, tem sempre um assunto positivo para fazer o equilíbrio, ahaha.

Ah, e eu também amo ler, mas ultimamente não estou conseguindo me concentrar, então, larguei mão (só por enquanto). Leio noticias rápidas, só!

Bjoooos

Dani dutch disse...

Beth, já passei por esse stress terrível, e isso só me prejudicou... mas comecei a me policiar e deixar o stress no meu ex- trabalho, chegava em casa e esquecia tudo. se lembrava de alguma coisa, não descarregava em ninguém, ficava respirando fundo até passar. Mas tive que mudar minha vida radicalmente, e estou tentando aprender a controlar minha anciedade e meus medos.
BJusss

ML disse...

Adorei este post.
No momento, depois de ler o teste, percebi que ando sofrendo de distresse.
Até eu ando com medo de mim ;>)

Parar é preciso ;>)

bjnhs

Eduardo disse...

Para Beth e demais blogueiras: para lidar com o stress sugiro pensar no seguinte ditado cada vez que a raiva chegar: "os caes ladram e a caravana passa"

E agora para rirem e aliviar o stress.

Conta-se que Bocage (grande repentista e poeta portugues porem mais conhecido por suas tiradas apimentadas que por suas obras) estava com uma grande desinteria e precisava ir ao banheiro com urgencia. Como nao o encontrou a tempo espremeu-se o mais que pode debaixo de uma marquise e comecou a aliviar-se. A empregada da casa vendo aquilo, foi a janela acima de onde estava o poeta e despejou-lhe um balde d'agua.
Irritado, Bocage imediatamente replicou:

Ó menina do toucado
ja que tens a mão tão certa
vem buscar cá a oferta
que sobrou do batisado...

e com isso, como dizem os portugueses, abalou.

Eduardo

Heloísa disse...

Beth,
Hoje em dia é muito difícil evitar o "stress" que resvala para o negativo. Mas é importante, para não causar mal maior.
Beijo.