.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

domingo, 17 de maio de 2009

Paizinho dedicado, porém.....

(foto - O Globo-17-05-09)


Andar com uma câmera digital hoje em dia, serve para captar momentos lindos do dia a dia, como natureza, pessoas, animais, enfim é uma grande aliada para registros, como também para capturar ceninhas insólitas e absurdas como esta que vi ainda há pouco no O Globo.
Tudo bem que o "dedicado paizinho" procurava levar seu filho para brincar no parque, mas será que 'não tem um mínimo de noção do risco que ele estava expondo o menino?


Cenas como esta que costumamos ver em documentários da China, Tailândia, Vietnam, onde os motociclistas carregam quase a casa inteira sobre suas motos, parecem estar se alastrando por aqui, depois que o governo facilitou o acesso para a compra irrestrita de carros e motos, onde muitas pessoas sem a menor condição, muitas vezes na ilegalidade, veículos sem documentos, motos sem placas, criaram em poucos anos um trânsito caótico ao já combalido.


E já que o assunto é 'motoqueiro'e não motociclista, cito aqui o recente caso na Camara de Deputados Estaduais de S.Paulo, que lançou um projeto de lei proibindo e regulando as ações de motoqueiros no trânsito.
O item mais polêmico trata da proibição da circulação de motos entre os carros que, no caso de S.Paulo ou grandes capitais, é um verdadeiro caos, pois trafegam em alta velocidade entre os veículos e ai de você que não dê passagem a um desses, de longe quando percebem que a distância não é adequada, arrebentam com os pés os retrovisores e, se tentar reagir ou sair do carro, dezenas irão parar ao seu redor.
Mas, quando muitos estavam felizes com esta possibilidade de organização, eis que dois deputados entraram com uma petição de anulação dessa proposta, junto com um abaixo assinado com milhares de assinaturas. Um deles é um tal de Jair Bolsonaro.
Não estão preocupados com a cidade e com a sociedade e sim com o filão de mais 150.000 motoqueiros eleitores.


E aí, minha gente, é ladeira abaixo. Bandalha atrás de bandalha, permitindo que um 'paizinho' como este citado aí em cima faça o que quiser.

Conte aí o que vocês vêm em suas cidades sobre esse assunto.


7 comentários:

aminhapele disse...

Estava a contar com uma postagem sua sobre este assunto.A noite passada,também vi no Globo esta monumental fotografia,em Niterói...
Atenção:deve ser um pai babado;ele nem se esqueceu de carregar com o brinquedo,além de transportar o filho!
Isso da falta de capacete,ou da saída em contra-mão são pequenos detalhes...

Silvia Masc disse...

Acrescento o "calçado adequado" ou a falta dele, mas enquanto os interesse de voto estiverem acima da segurança... nada mudará, felizes somos nós os de bom senso que não precisamos da lei pra fazer valer o interesse da nossa segurança e daqueles de quem amamos.Os demais, nem mesmo campanhas educativa tem, uma pena.
beijinho

Isabella disse...

E sem capacete, Beth! Fosse aqui na América já tinham entregue a criança ao serviço social e colocado o pai na cadeia, apreendido a moto e tirado a carteira desse irresponsável. E tenho certeza que tem gente que vai dizer que americano é exagerado...

Quanto motos no meio dos carros, nunca vi aqui. Não há motoboys, que eu saiba. Mas os que fazem serviço de entrega de documentos por bicicleta pedalam feito loucos e um quase me atropelou!

Uma amiga foi tropelada por uma moto em Brasilia e precisou ser operada e está de muletas há 3 meses. Na verdade não sei se ela tarvessou a rua sem olhar, coisa muito comum no Brasil tb... A falta de educação não é só dos motoristas...

Obrigada pelo show de flores! Hoje plantei as minhas : )

Heloísa disse...

Beth,
Em São Paulo, realmente é uma loucura, principalmente nas grandes avenidas, como a Paulista.
Em Santos, minha cidade, essa loucura também está chegando. Na avenida da praia o número de motociclistas entre os carros já está ficando absurdo.
Beijos

Lucia Cintra disse...

Nossa, estou atrasada com os comentarios aqui no seu cantinho (nao com a leitura, rs).

Aqui voce nao ve muita moto, nem mesmo nas estacoes mais quentes (isso comparado com o Brasil), mas sabia que os motoqueiros nao sao obrigados a usar capacete, enquanto levamos multa se nao usamos nosso cinto de seguranca no carro? Nao e' meio ridiculo, isso?

Quanto a sair com a casa inteira na moto, acho um absurdo. Acho que essas pessoas realmente nao pensam nas consequencias, ainda mais com um transito louco como o do Brasil.

bjos

Georgia disse...

Beth, aqui até para se andar de bicicleta temos que colocar capacete dirá de moto. E dirigir assim, aqui é proibido o pai perderia a cateira e um monte de gente teria ligado prá polícia para avisar...

Bjus

Beth/Lilás disse...

Oi, pessoal!

As fotos foram feitas, muita gente viu e se escandalizou, como eu e vocês, mas perguntem se descobriram o nome do dito cujo ou se aconteceu alguma coisa com ele? Nada!
Nem vai acontecer nunca, porque não há interesse de governantes em mexer com essa gente, nem querem se desgastar politicamente e tudo seguirá num crescente absurdo como este e muitos outros atos que assistimos por aqui e por esse país todo.
Falta moralidade do Poder Publico!
abraço a todos

--------------------------------------------------------------