.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Falar é uma necessidade, escutar é uma arte


É, cheguei à conclusão de que tenho um imã para atrair pessoas que falam, falam, falam só de si mesmos e não ouvem o que eu digo, ou mesmo não se interessam com o que eu tenho a dizer eventualmente. Claro que não é sempre que topo com um desses seres complicados e que parecem estar sempre carentes, necessitados de falar, contar, botar prá fora o que os incomodam. Ainda bem, que não é sempre, mas quando acontece, cansa! Fica parecendo que a gente é uma espécie de vaso - vaso para jogar os dejetos de uma alma inquieta e perturbada. Será isso um transtorno afetivo?! E no final, quando cansam de jogar tudo o que querem prá fora, dizem que têm pressa, que precisam ir embora e aí descartam a gente rapidinho.
Tá! Vai, vai procurar outra alma bondosa prá te ouvir e que vai pensar o mesmo que eu!


A paz que procuramos
está no silêncio que não fazemos.
Lembre-se que o silêncio
é algumas vezes a melhor resposta.
(Dalai Lama)



9 comentários:

Allan Robert P. J. disse...

Beth,

Creio que a vida antigamente era mais simples, sem a pressão de consumo que existe hoje. As "necessidades" criam expectativas que se transformam em stress. Quem sofre dessa síndrome precisa descarregar em alguém ou fazer shopping. Resumo da história: fique longe de gente sem grana. :)

Luciana Håland disse...

Ih Beth, sei bem ao que você se refere, e isso é chato mesmo. Mas talvez você consiga contornar isso.
Não pude deixar de rir com o comentário de Allan, fique longe de gente sem grana, kkkkk
Mas se bem que tem gente com grana que em vez de pagar um psicólogo pra ser ouvido, aluga os ouvidos dos outros.

Beijo

Georgia disse...

Ai Beth, que eu acho que você deveria era dizer tudo isso para essa pessoa...quem sabe ela se manca.

Um beijao

Lúcia Soares disse...

Eu gosto muito de falar, mas também sei ouvir. Muito boa a observação acima! Verdade!

Mila Viegas disse...

Pensando sobre o que vc escreveu desde ontem... rsrsrsrs... ainda não cheguei a uma conclusão!!!! rs

Beth/Lilás disse...

Oi, pessoal!
Não é o caso de não ter grana o da pessoa. Penso que é mesmo perturbarda, vive para seu umbigo e acha que só ela faz tudo na vida ou que acontece somente com ela as coisas, conta vantagens e desvantagens e é desgastante os encontros com ela, mas é uma vez na vida outra na morte que a encontro por aí e, geralmente na rua, porque em casa, evito convidar gente assim.
Prezo muito meu ambiente e boas vibrações.
beijos

---------------------------------------------------------------------------------

ML disse...

Eu tenho uma amiga que pergunta "tudo bem?".
Digo "tudo, e você?".
Daí, ela não para mais.
E depois de um tempão pergunta: "e aí, vc não disse nada...".
Fala sério, né?

bjnhs

Fernanda disse...

Beth, escutar eh uma arte mesmo! Agora qdo a gente encontra um no meio do caminho que nao consegue ver nada alem do umbigo, haja paciencia!
Beijinhos!

LILIANE disse...

Dalai Lama é maravilhoso não é?
A paz que procuramos está no silêncio que não fazemos.
Meu Deus como é difícil silenciar.
Talvez seja por isso que falemos tanto....
Um grande beijo, gostei muito do seu blog, viu.