.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

segunda-feira, 16 de março de 2009

Nosso 'ouro verde' roubado

(Araucárias de mais de 100 anos e com 1,55m de diâmetro foram encontradas no chão, estaleiradas, prontas para serem transportadas para serrarias.)



Mas não é possível! Isso ainda acontece nos dias de hoje!

Se a carga fosse pequenina, fácil de ser escondida debaixo de lonas, daria até para entender que os 'assassinos' agissem à vontade, mas não ... deve passar debaixo dos narizes de policiais rodoviários e outras autoridades.

O prenúncio de extinção da Araucária, árvore m
ilenar encontrada no sul do Brasil, e, juntamente com ela uma gama de espécies de animais e vegetais que dependem dessa formação estão ameaçadas. A Polícia Federal vem atuando, mas encontra dificuldades para localizar as derrubadas, geralmente feitas no miolo de imensas fazendas e que só são visualizadas por meio de voos rasantes de helicópteros.

A madeira do pinheiro é negociada basicamente no mercado clandestino, transportada e serrada à noite. Ou queimada em fornos de carvão, como uma forma de tentar apagar os vestígios do corte.

(Ibama e Polícia Federal sobrevoam áreas remanescentes de floresta e descobrem ação ilegal de madeireiras)


Triste realidade esta e pior ainda saber que existe no Paraná, uma cidade como General Carneiro que vive em torno do corte das árvores e tem um Monumento ao Pioneiro que ostenta uma enorme tora com o nome da cidade entalhado!

Quando eu morava em Petrópolis, cidade dentro da Mata Atlântica ou do que ainda restou dela, vez ou outra víamos fogo em alguma montanha e isso podia significar desmatamento de área para fincar uma moradia. Num certo domingo, dia em que as autoridades não estão alertas, verificamos ao longe um local no meio da floresta pegando fogo. Imediatamente, ligamos para a Defesa Civil e eles foram ao local e impediram os homens de continuarem aquele absurdo ato contra a natureza.
Depois soubemos que uma mina d'água tinha sido prejudicada e uma grande quantidade de árvores queimadas por aqueles insensatos, mas, pelo menos não voltaram mais ao local que ficou sendo observado pelo Ibama.
A gente tem que agir assim depressa, denunciar e impedir este crime contra a natureza!

(Vi no Blog do Ronaldo o destaque da Gazeta do Povo sobre o meio ambiente no Paraná.)

8 comentários:

Sonia H. disse...

Dói demais ver crimes contra a natureza como estes, Beth.
Como você disse, é impressioante que isto ainda aconteça nos dias de hoje.
Vergonhoso!
Beijos,

Lu Olhosde Mar disse...

menina e eu q vi no fantastico um cara dizedno q recebe dez erais por cada arvore q derruba na amazonia.... fala serio.....

Georgia disse...

Beth, tá todo mundo sabendo até aqui fora se sabe disso, mas parece que o povo anda anestesiado.

Bem que podíamos fazer uma blogagem sobre isso nao?

Beijos

Beth/Lilás disse...

Georgia,
Boa idéia! Vamos deixar para o meio de abril, pois ainda vou dar umas 'voadinhas' por aí.
bjs

----------------------------------------------------------------------

Cristiane A. Fetter disse...

Beth, no outro dia eu estava vendo uma reportagem que falava que o desmatamento estava diminuindo.
Claro, se a floresta está acabando, não tem mais o que ser desmatado, entao percentualmente o valor vai diminuir.
Até quando?
bjks

Beth/Lilás disse...

Meninas,
Isso é uma vergonha, pois não acredito que a PF não possa fazer um trabalho mais duro emcima desses madeireiros ladrões. É certo que não deixa de ser um trabalho difícil ("Muitos flagrantes são percebidos na vistoria aérea e rendem cerca de três meses de trabalho de fiscalização em terra.")
Aí, de vez em quando, fazem uma 'batidinha' como essa, mas parece que é tudo 'para inglês ver'!
A reportagem já diz em letras garrafais: Paraná desmata o que sobrou da Araucária -
E ainda junta a tudo isso a falta de emprego para muitos que acabam se corrompendo por míseros reais, derrubando maravilhas como estas!
Vejam o que diz o prefeito da tal cidadezinha:
"Madeireiro já autuado pelo Ibama, o prefeito de General Carneiro, Ivanor Dacheri, alega que a cidade é dependente da exploração florestal e reconhece que atividades ilegais são mantidas no município como forma de garantir emprego e renda para a população."

Um lástima tudo isso!
abraço a todas

---------------------------------------------------------------------------------------------

Renata Lopes Costa disse...

Ao lado de tudo isso que indigna é saber que o poder público é conivente. Fiquei surpresa!

Wilma disse...

É um problema dos grandes!! Fico estarrecida quando vejo uma árvore derrubada, outro dia numa escola aqui perto, observei um tronco cuja árvore foi serrada, e pensei, pôxa! no mínimo ela devia dar uma sombra imensa, e que mal ela estaria causando para ser retirada dali?? A árvore tinha mais de meio metro de diâmetro de tronco, uma maldade desnecessária. E assim vão se tirando todas as árvores com décadas e décadas de existência. Aposto que a árvore estava ali antes da escola, é uma tristeza...