.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

segunda-feira, 16 de março de 2009

King of Pop Michael Jackson This Is It!


A Veja-on-line de 18 de julho de 1984 dizia assim:


"Pois quem estava ali, em carne e osso, era Michael Jackson – e, quando a pequena luva cintilou sob as centenas de refletores, a multidão, eletrizada, abandonou-se ao delírio.
Naquele instante, usando um dos acessórios indispensáveis de seu vestuário, ele iniciava de maneira triunfal a primeira apresentação de Victory, o show musical mais caro, espetacular e controvertido dos últimos anos, reunindo Michael e seus cinco irmãos do conjunto The Jacksons. A cena se repetiria nos dois dias seguintes no mesmo estádio Arrowhead, primeira escala de uma turnê que nas próximas semanas levará Victory a cerca de quinze outras cidades americanas e que desde já se desenha como um grande triunfo - de público, de cobertura da imprensa e possivelmente também de dinheiro, com uma receita bruta estimada em 50 milhões de dólares. Afinal, trata-se da primeira vez em que Michael Jackson sobe a um palco desde que, há dois anos, se tornou o maior fenômeno da música popular conheceu desde os Beatles. Com 45 milhões de dólares depositados em sua conta bancária somente em 1983, é o músico mais bem pago do mundo."


Passaram-se os anos e também o encanto em torno da figura excêntrica e conturbada do cantor que foi um ícone incostestável dos anos 80 e que influenciou sobremaneira toda uma geração de cantores e a música negra americana. E que muito me embalou nas f
estinhas, desde o Jackson Five na minha juventude até quando meu filho era criança e adorava ver comigo o famoso *"Thriller" com aqueles monstros-dançarinos- sobrenaturais.



Pagou caro, tanto aos advogados que fizeram sua defesa na acusação de pedofilia, quanto aos que teve que 'calar a boca' neste difícil processo.

E as aparições com escândalos um atrás do outro durante muitos anos, tiraram-no de circulação definitivamente, assim como seu patrimônio escoou-se rapidinho pelas mãos talentosas.

Mas,
depois de dez shows já planejados em Londres e ingressos esgotados, Michael Jackson retorna como uma Fênix, o pássaro que renasce a partir da sua destruição, ressurgindo das próprias cinzas e vai cantar o que o público quiser ouvir, talvez todos os seus sucessos até agora.

Em quase tudo que vejo no cenário da música pop americana, há influência do estilo MJ até hoje.
Reparo nisso quando estou fazendo ginástica e a MTV está ligada.

O que é ser um talento? Procurei pela resposta e a melhor definição que achei foi esta:

"Talentos não são gênios. São apenas pessoas comuns, dotadas das mesmas ferramentas mentais, porém com algo mais, que é quase intangível." (E.Mussak)

E talento não se discute, não é mesmo!

Infelizmente, 'ter talento' não é tudo na vida nem garantirá o sucesso e felicidade.
É preciso que se saiba 'cuidar' deste talento, canalizá-lo da melhor maneira, não desperdiçá-lo e usufrui-lo, considerando-o um presente divino em nossa vida.


"O talento educa-se na calma, o caráter no tumulto da vida."
- Goethe-





*(O Álbum Thriller ainda é o mais vendido da história)




8 comentários:

Georgia disse...

Beth, já gostei muito dele quando ele cantava com os irmaos. Lindas às músicas, as baladas. Mudar foi preciso e ele deu vôos razantes, mas nao precisava deixar sua vida seguir esse caminho que seguiu. Verdade ou nao, a coisa andou por este lado e onde há fumaca, há fogo e eu deixei de admirá-lo...mas que ele tem talento isso ninguém pode negar.

Bjus e uma ótima semana prá vc.

Lu Souza disse...

Oi Beth!

Adoro também! Só não entendo porque uma vida tão conturbada (não só ele, mas os "talentos" em geral). Tenho impressao q se nao for assim, eles podem ser esquecidos pelo publico. Será?

Bjos
Lu

Lucia Cintra disse...

Olha, eu o acho fantastico! Eh uma pessoa com um talento musical e artistico sem igual, mas ele realmente estragou sua carreira com seu comportamento meio louco e essas acusacoes todas.

Confesso que tinha vontade de assistir um show dele, pois gosto de suas musicas, mas o MJ de hoje nao eh o mesmo de antes. Entao tenho que ficar somente com a memoria de seus shows antigos.

Bjos

RoCosta disse...

Apesar da loucura e já ter assistido a um show dele adoraria poder ir a Londres heheheh
Bjs.

Lara disse...

Nossa! Adoro as músicas do MJ. Ele realmente tem muito talento. Mas como você disse, é presiso saber canalizá-lo. Bom, esse é o preci pago pela fama. E todos correm esse risco, mas ninguém pode negar seu sucesso, inatingível.
beijooo, saudades daqui.

Irmão Sol, Irmã Lua disse...

Beth,
Sem querer entrar no mérito do talento do cantor pop Michael Jackson, que creio seja inegável, quero simplesmente registrar que em poucas palavras (as quais não conhecia) Goethe sabiamente diferenciou talento de caráter. O primeiro é um dom que deve ser trabalhado e multiplicado, do qual teremos que prestar conta um dia; o segundo é fruto de nossas atitudes diárias, que quando bem trabalhadas pela vontade interna de melhoria e crescimento irá forjar um bom caráter.
Um beijo,
Benja.

Cristiane A. Fetter disse...

Vamos combinar uma coisa, seja em que tempo for, branco ou preto o cara causa furor quando aparece.
Cresci com ele cantando.
bjks

Beth/Lilás disse...

Irmão Sol,
Obrigada pelo adendo bonito que fez para este post.
É sempre um prazer enriquecedor vê-lo por aqui.
abraço
----------------------------------------------------------------------