.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Hoje é Dia de Cecília (Blogagem Coletiva)


(Cecília Meireles na biblioteca de sua casa)


É PRECISO NÃO ESQUECER NADA

É preciso não esquecer nada:
nem a torneira aberta nem o fogo aceso,
nem o sorriso para os infelizes
nem a oração de cada instante.

É preciso não esquecer de ver a nova borboleta
nem o céu de sempre.

O que é preciso é esquecer o nosso rosto,
o nosso nome, o som da nossa voz, o ritmo do nosso pulso.

O que é preciso esquecer é o dia carregado de atos,
a idéia de recompensa e de glória.

O que é preciso é ser como se já não fôssemos,
vigiados pelos próprios olhos
severos conosco, pois o resto não nos pertence.




Hoje, 7 de novembro, comemoramos o aniversário de nascimento da querida poetisa e escritora Cecília Meireles. Cecília nasceu em 1901 e morreu em 1964, dois dias depois de completar 63 anos. Como participação na Blogagem Coletiva deixo um de seus inúmeros poemas e digo apenas que esta grande mulher fez-me conhecer um mundo de sonhos e encantamentos na minha juventude e que até hoje me apraz reler qualquer poema seu.

Peço a Deus que ela esteja num lugar merecido e que continue encantando e inspirando muitas pessoas a escreverem poesias.



34 comentários:

Lucia Cintra Stevenson disse...

Eu me lembro bem dela quando era pequena. Alias, lembro do seu nome, mas nao lembro se li seus livros ou coisa parecida no colegio. bjos

As aventuras de uma brasileira no Egito disse...

Amem!!!!

Que lindo esse texto.....

E linda a homenagem tbem.....

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha

Beth/Lilás disse...

Lucinha,
Com certeza vc leu alguma poesia dela na escola. É que vc foi embora adolescente e precisou colocar muitas outras coisas na cabecinha, daí fica mesmo difícil guardar esse tipo de coisas.
bjs
...............................................................................

Barbrinha,

Tomara que ninguém tenha escolhido este meu poema, pois escolhi a dedo.
O photoshop sou eu mesma quem faço.
Gostou?
beijos
...................................................................

As aventuras de uma brasileira no Egito disse...

Serio??????

Que lindo!!!!!

Vc eh uma artista!!!!

Vc fez algum curso, ou aprendeu sozinha?

Isso ainda eh um bicho de sete cabecas pra mim.....

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha

Georgia disse...

Beth, bom dia!!!

Uma linda escolha a sua.

Oi,estamos vindo aqui dar um alô de que a blogagem da Adocao comeca na Segunda-feira e termina no Sábado.

Escolhe por favor um dia para postar o seu texto e nos avise por favor.

Um abraco do Dacio
http://casadefestas.blogspot.com/

e da Georgia
http://blog-blogagem.blogspot.com/

EternaApaixonada disse...

*****

Hoje não farei nada mais que navegar pelos lindos mares e deleitar-me com as homenagens prestadas à querida poetisa!
Parabéns pelo lindo post! Um esplendor de escolha que tanto exprime a obra de Cecília Meireles!
Linda imagem! Muito bom gosto!
Parabéns pelo blog! Gostei muito!
Grande abraço.

*****

BarbieGirl disse...

Nossa! ameiiii! Que lindo! Grande Cecília!

Olha tem uma convocação para você lá no meu cantinho!
Beijos!

BarbieGirl disse...

É o meme sonhador!
Acabei de postar!

Beijos

Sonia H. disse...

Beth querida,
Primeiramente, que gravura linda que você escolheu para homenagear Cecília Meireles!
Lindo poema! Como é bom ler os poemas de Cecília, as crônicas... Sempre é um prazer!
Beijos e parabéns pela participação!

Lu Olhosde Mar disse...

adorei o seu tb, querida.... acho dificil nao gostar de alguma coisa de Cecilia..rssss :)

Roseane, disse...

ótima escolha. Bjks amapaenses.

Lúcia Soares disse...

Beth, não tenho blog (ainda...)mas não resisto...Minha preferida:
"Retrato
Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo,assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força, tão paradas, e frias e mortas;
eu não tinha este coração, que nem se mostra.
Eu não me dei por esta mudança, tão simples, tão certa, tão fácil: em que espelho ficou perdida a minha face?"
Linda, não? Às vezes me pergunto isso...

Rose disse...

Também amo esse poema dela!
É delicado, portador de uma verdade profunda!...
O meu cantinho hoje já fez suas homenagens a essa grande poetisa!
Estou na blogagem com vocês!
Um beijo carinhoso! E obrigada pelo selinho tão terno!
Bom fim-de-semana!
Rose

Su disse...

Ela está sim num lugar merecido... no lugar dos poetas que nunca morrerão...

Realmente, "é preciso não esquecer nada", principalmente das eternas palavras de Cecília!!!

Beijoos

Beth/Lilás disse...

Querida Lucia!
Fique à vontade par se expressar sempre que quiser aqui no meu pedacinho.
Também pensei nesta oesia que vc deixou, mas quando vi esta achei tão delicada...
um beijão
......................................................................

Oi amigas blogueiras!

Esta participação na Blogagem Coletiva em homenagem à Cecília está linda e estou lendo cada poesia fantástica.
Isso é tão bom! Eleva a alma da gente.
beijo prá todas

.....................................................................................

Meire disse...

Esta poesia eu li pela primeira vez hoje.
Adorei!

Meire

Flávia Fayet disse...

Mto bom td da Cecília, adoro! E sua homenagem ficou MARA!!!


Bjs e um ótimo findi

acqua disse...

Nossa, eu não conhecia seu blog e me encantei, a começar pelo nome. Vou "arrastar" o link lá para o Acqua para não mais perdê-lo. Essa blogagem Hoje é dia de Cecília está me reservando deliciosas descobertas... Abraços meus

Georgia disse...

Beth, te achei lá no varal de Idéias, rs.

Agora com mais calma...


O Daniel está melhor sim.

E vc como está?

Quanto a blogagem, nao fica agitada por isso nao, vai dar tudo certo e tenho certeza que vc com esse seu jeitinho vai chegar com um texto de me levar às lágrimas.

Beijao e boa noite, rs.

Beth/Lilás disse...

Oi, Georgia!
Que bom! Daniel então tá melhor.
Ok, vamos aguardar a próxima blogagem.
bjs
..................................................

Eduardo P.L disse...

É verdade. Hoje é dia da Cecilia! Havia me esquecido completamente! Gostei de ler sua postagem!

Sol disse...

Oi Beth, obrigada pela visita!
Eu também adorei o seu blog, pois é, hoje estamos respirano o perfume de Cecília, e que perfume maravilhoso, né!
Beijão
Sol

Renata Lopes Costa disse...

Ótima escolha de poema, lindo seu conteúdo! Bela homenagem!!
Bjos

aminhapele disse...

Embora não me tenha registado na blogagem colectiva,deixei a minha homenagem a Cecília,no meu POESIA(http://poesia-aminhapele.blogspot.com),com o poema NINGUÉM ME VENHA DAR VIDA.
Um abraço.

Renata Christina disse...

Tudo bem Beth? Foi um prazer recebê-la em meu blog. Parabéns pela escolha do poema e por sua bela ostagem!Hoje a poesia está em festa, homenageando a querida Cecília! Adorei seu blog. Beijos primaveris.Renata.

RoCosta disse...

Beth adoro poesia! E essa é umas das minhas preferidas.
Forte abraço, Lilás.

Heloisa disse...

Lindo poema, esse eu ainda não conhecía...
Existem pessoas cuja energia é tão intensa que "extrapola" em forma de poesia!
Parabéns Cecília Meireles pelo lindo texto que suaviza a nossa passagem aqui no planeta terra.
bjs Betinha!

Tina disse...

Oi Beth!

Diz a sabedoria popular que "great minds, think alike" - mentes grandes pensam da mesma forma, né? (rs) Publicamos o mesmo poema... né?

Obrigada pela visita lá no BLue Moon, volte - eu voltarei.

beijo grande e bom fim de semana,

Flávia Fayet disse...

Postei minha foto lá... Espero q goste! Bjs querida

Fernanda - www.fernandafranca.com disse...

Eu adoro o nome dela até hoje... Linda poesia!! Beijos, Fê.

leioomundoassim disse...

Oi, Beth!
Vim agradecer por seu recado no meu blog e conferir sua participação na coletiva da Leonor. Boa semana! Andréa Motta

Clécia disse...

Belíssima escolha, Beth!ESte é um dos meus poemas favoritos. :) Bjos e tudo de bom!Ah!Adorei o selinho, obrigada por lembrar de mim! :)

Leonor Cordeiro disse...

Querida Beth,

Estou visitando todos os blogs devagarinho pois ainda não me recuperei. Também acho ótimo ler com calma, saboreando o poema, as ilustrações, os detalhes...
Obrigada por você ter participado desse encontro tão alegre e significativo em que todos deram as mãos com o objetivo de homenagear Cecília Meireles.
Lindo poema ! Linda ilustração! Nos detalhes da ilustração posso perceber o seu carinho e cuidado para com essa postagem.
Vou seguir Cecília:
É PRECISO NÃO ESQUECER NADA ...
Não vou esquecer essa blogagem, não vou me esquecer de você e do seu blog.
Mil beijinhos!
Com carinho,

Leonor Cordeiro

Madalena Barranco disse...

Olá Beth/Lilás

Neste belo poema de Cecília, há um manifesto à lembrança do amor verdadeiro.

Abraços
P.S.: obrigada pelo seu comentário em meu blog Flor de Morango.