.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Palácio Quitandinha





Como lhes falei, fui visitar um palácio, mas ele agora pertence ao SESC e está sendo reformado em toda sua grande área.

Consegui fazer algumas fotos externas e de alguns salões de entrada, mas assim que estiver pronto, farei uma linda reportagem para que vocês conheçam todo ele por dentro.

Por enquanto fica aqui a descrição do local para que vocês um dia se animem a conhecê-lo quando visitar a cidade de Petrópolis.

"Construído em 1944 por Joaquim Rolla, para ser o maior cassino hotel da América do Sul, é em estilo normando, apresentando em seu interior o estilo “Hollywoodiano”.

O estilo normando é característico dos cassinos europeus que faziam sucesso na Normandia, antes da Segunda Guerra Mundial, e o interior lembra cenários de filmes americanos, daí o estilo no Brasil. Os ambientes foram decorados por Doroth Draper, cenógrafa dos filmes famosos de Hollywood.

Numa área de 50.000m2, o Quitandinha foi construído para ser a “Capital do jogo bancado no Brasil”. Banheiros em mármore, lustres com pingentes de cristal e um sistema de iluminação que seria suficiente para iluminar uma cidade de 60.000 habitantes. Seus salões podem abrigar até 10.000 pessoas simultaneamente.

A cúpula do Salão Mauá é a maior do mundo com 30m de altura e 50m de diâmetro, sendo comparada a redoma da Catedral de São Pedro em Roma; o Teatro Mecanizado com três palcos giratórios tem capacidade para 2.000 pessoas. O lago tem formato do mapa do Brasil com o farol na Ilha de Marajó.

Os hóspedes do Hotel Quitandinha eram milionários, atrizes, vedetes, políticos que desejavam obter o máximo em matéria de bem viver. Em 30 de maio de 1946, o Pres. Dutra proibiu o jogo no país e assim, o Quitandinha acabou não conseguindo sobreviver como hotel, seus apartamentos foram pouco a pouco sendo vendidos e a partir de janeiro de 1989 foi restaurado e atualmente a parte social é utilizada para congressos, eventos, shows e feiras."


13 comentários:

Georgia disse...

Bete, bom dia!!!
Mas que gata mais folgado, hahahhahah!!!

E ponha cara de pau nisso.

Seus slades shows estao show, lindos demais.

Nao sabia a história do Quitandinha, mas que obra prima esse monumento, viu.

Grande beijo

Lu Olhosde Mar disse...

é... ser manipulado é horrivel.. as vezes é melhor dar um tempo mesmo, como auto-proteção. beijo!

Lucia Cintra Stevenson disse...

Que lugar lindo! Nao sei como nunca ouvi falar. Com certeza um dia vou visita-lo, fica perto da sua casa? Bjos

Mônica disse...

Olá amiga petropolitana.
Eu nasci lá, mas moro no Rio há um tempão.
Também tenho uma certa reação alérgica ao frio da serra (rebate de bronquite infantil).
Que fotos magníficas, Beth! Parabéns!
Suas belas reportagens fazem de você uma embaixadora de Petrópolis.
bjnhs

Lúcia Soares disse...

Lilás, seu blog está uma delícia de se ler. Você está uma artista, na arte da apresentação dele. Parabéns!
Petrópolis (que não conheço) é linda, heim? Um dia irei lá, incentivada por você!

Lilás/Beth disse...

Georgia,
Petrópolis é um cantinho de inspiração aí na sua Alemanha linda, por isso tem esses ares meio europeus. hehe
bjs

........................................
Lucinha,
Petrópolis é na região serrana do RJ, fica relativamente perto, somente 1 hora e meia no máximo do Rio e, você iria gostar muito, pois tem um corredor gastronômico daqueles deliciosos. Um dia quem sabe!
bjs
......................................

Monica,
Pois eu nasci no Rio, mas meu coração é de lá. Todo e qualquer tempo que tenho, subo a serra com muito prazer.
E estou sempre fazendo propaganda de lá.
É só visitar meus posts anteriores.
bjs
............................................

Lucia,
Obrigada pelo elogio, mas tenho certeza que você, com seu bom gosto, também fará um lindo blog.
Beijinhos para as netinhas e fiquei feliz de saber que veem gemeos por aí.
Tudo de bom prá você e sua linda família.
bjs
......................................

Heloisa disse...

Que beleza de homenagem a Petrópolis Betinha!.....
Lindas as fotos do Palácio e da Catedral!
Amei!

JAMES PIZARRO disse...

Oi, guriazinha !

Felizmente, já tive o privilégio de conhecer Petrópolis, quando passei 15 dias no RJ participando da EC0-92.
Infelizmente,só fui conhecer teu blog hoje. Está muito lindo, organizado,criativo, instigante eu diria.
Bj

James Pizarro

RoCosta disse...

Lilás... obrigada por me levar para passear hehehehe
Forte abraço sempre.

Uma Brasileira nas Arábias disse...

Hum, Petrópolis é tudo de bom! Eu ia muito à Itaipava antes de me mudar e adorava. Só no inverno que eu nào agüento aquele frio, pq meu nariz reclama...
Ah, e tinha sempre aquela paradinha estratégica na Casa do Alemão. haha! Eu e meus biscoitinho amanteigados, croquetes de carne... Delícia! Bjs.

Renata disse...

Adorei as fotos....
Eu nunca imaginei um palacio desses ai no Brasil...
Beijinhos

aminhapele disse...

Belíssimas reportagens.

As aventuras de uma brasileira no Egito disse...

Cada dia mais tenho vontade de conhecer Petropolis.......mas grcas a vc, sempre dou um pulinho por la....hehehehhe

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha