.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 12 de agosto de 2008

É a passagem que se continua...

Não sejas o de hoje.
Não suspires por ontens...
não queiras ser o de amanhã.
Faze-te sem limites no tempo.
Vê a tua vida em todas as origens.
Em todas as existências.
Em todas as mortes.
E sabes que serás assim para sempre.
Não queiras marcar a tua passagem.
Ela prossegue: É a passagem que se continua.
É a tua eternidade.
És tu.

cecília meireles

2 comentários:

Teresa disse...

Ola de novo amiga
Lindissima esta poesia
Adorei
Beijinhos

Renata disse...

Beth...
ta boa???
Pois eh... vim aqui ver se jah tinha feito o post que a Barbrinha te indicou... kkkkkk
Beijoca! Volto mais tarde... :)