.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

domingo, 20 de julho de 2008

Viaje comigo na trilha dos inconfidentes

"Portanto condenam o Réu Joaquim José da Silva Xavier por alcunha o Tiradentes - Alferes que foi da tropa paga da Capitania de Minas Gerais a que com baraço e pregão seja conduzido pelas ruas públicas ao lugar da força e nella morra morte natural e para sempre, e que depois de morto lhe seja cortada a cabeça e levada a Vila Rica aonde em o lugar mais público della seja pregada, em um poste alto até que o tempo o consuma, e o seu corpo será dividido em quatro partes, e pregado em postes, pelo caminho de Minas no sítio da Varginha e das Cebolas aonde o réu teve suas infames práticas, e mais nos sítios de maiores povoações até que o tempo também os consuma: declaram o réu infame, e seus filhos e netos tendo-os, e os seus bens applicam para o Fisco e Câmara Real, e a casa em que vivia em Vila Rica será arrasada e salgada para que nunca mais no chão se edifique, e não sendo própria será avaliada e paga a seu dono pelos bens confiscados, e no mesmo chão se levantará um padrão, pelo qual se conserve em memória a infâmia deste abominável réu".
(Trechos da Sentença de Tiradentes)





E foi por lá que andamos estes dias, na pequena cidade de Tiradentes e São João del Rey nas Minas Gerais. Já fiz mais de três vezes esta viagem, porque tudo ali fascina e inspira história e vidas que deixaram algo de importante e valioso para a humanidade, no caso Tiradentes seu filho mais ilustre e que fez nascer o espírito revolucionário de liberdade e os escravos que fizeram esta beleza de cidade para nós admirarmos até os dias de hoje.




Ainda no século XIX, os republicanos redimem a figura do herói Tiradentes, transformando-o no símbolo da república e liberdade.
É a margem do Rio das Mortes e abaixo das montanhas de São José que está construída a vila que tem esse nome. Ela é pequena, mas conta com casas muito bonitas e muito admira-se o tamanho da igreja paroquial, colocada sobre um "plateau". Disse-nos o guia que tem em média 480 quilos em ouro só nesta igreja.



E tem mais seis igrejas só na cidade de Tiradentes.

Acho que o povo daquela época tinha mesmo muito pecado a confessar! Devia ser pelas maldades que fizeram aos pobres escravos, trabalhando incessantemente nas minas de ouro e pedras preciosas.

As colinas que cercam São José, cavadas e reviradas, demonstram quais eram as ocupações dos primeiros habitantes dessa vila. Seus arredores fornecem muito ouro e é de crer-se que esse lugar foi de grande importância, para que, tão perto de São João, se criasse outra vila. Hoje, o metal precioso que constituía o objetivo de tantas pesquisas, acha-se quase todo esgotado e, não só a cidade, mas todo seu entorno paisagístico é tombado pelo IPHAN e Tiradentes se orgulha de sua vocação turística, sendo considerada um dos pólos turísticos mais importantes do Brasil.

Reparem a linda serra de São José que se vê ao longe nas fotos, assim como os calçamentos de pedras feitos pelos escravos e que até hoje são conservadas, remetendo-nos aquele passado onde tudo era mais difícil para o ser humano, principalmente para os negros trazidos da África e subjugados a trabalhos forçados, trabalhos estes que muito nos envergonha até hoje.

















A culinária mineira, tão gostosa e de qualidade, pode ser degustada em restaurantes diversos espalhados pela cidadezinha e o fogão a lenha sempre presente:
E as inúmeras lojinhas de artesanatos e antiguidades que deixam, nós mulheres, ma-lu-qui-nhas! Mas vejam quanta coisa bonita tem por lá:










A Maria Fumaça, o trenzinho inaugurado em l881 por Dom Pedro II, que liga as cidades de Tiradentes e São João del Rei em trilhos, proporcionando um dos mais belos e encantadores passeios da região que vocês já viram no post abaixo.


O Chafariz de São José, no final da ladeira da Matriz, todo em fachada barroca,
construído em l749 para uma tríplice função: abastecer a vila com água potável pelas bicas frontais, lavagem de roupas pela lateral direita e bebedouro dos cavalos pela lateral esquerda.
Volto, então, mais pesada alguns gramas, mas feliz de ver tantas coisas lindas que há neste nosso imenso país.

12 comentários:

Laura disse...

Nossa que delicia de viagem!!! E que otimo o tempo!!
O sol fez suas fotos ficarem lindas!!!!!

Eu como autentica mineira confesso que quase so tive olhos pro fogao de lenha!! Cheguei a sentir o cheirinho da comida quentinha!!!

Que bom q se divertiram!!!!
Bjsss

aminhapele disse...

É verdade que estava aguardando o seu regresso!
Não conheço essas paragens!
Conhecia,vagamente,a sentença de Tiradentes...
A sua belíssima reportagem abriu-me o apetite de conhecer tão belos "sítios".Talvez no final do ano...

Clecia disse...

Deve ser mesmo maravilhoso conhecer essas cidades,passear por suas ruas.É como uma aula de história.Fascinante!Amei as fotos! Bjos!

Lúcia Soares disse...

Ó Minas Gerais, ó Minas Gerais, quem te conhece não esquece jamais...

Wilma disse...

Lindas fotos!!! Fiquei com votade de lá voltar. É uma aula sobre a nossa história, e a comida...hummmm

As aventuras de uma brasileira no Egito disse...

Que delicia esse passeio.....

Vc nao vai acreditar, minha melhor amiga ai no Brasil e o marido dela, foram prai, e pelo que entendi para os mesmos lugares que vc foi e nos mesmos dias.....

Sera que vcs se conheceram por la?

Eles sao de Jundiai, ela se chama Ranata e ele Eduardo.....

Seria muita coincidencia neh????

Beijos grandes

Fiquei com vontade de tudo e a arquitetura eh lindaaaaaaaaa.....

Amei as fotos

Beijos e fiquem com Deus

Lilás disse...

Caros amigos,
Esta pequena cidade é uma jóia em arquitetura, compara-se à Paraty que também é linda e histórica.

Barbrinha, você não tem idéia de como aquilo lá estava cheia de turistas e pousadas tem aos montes espalhadas por toda a cidade, então seria meio difícil conhecê-los assim.

beijos a todos.

Uma Brasileira nas Arábias disse...

Lilás,
Que lindo o seu passeio! Amei!
Sempre tive muita vontade de conhecer Minas, mas agora minha vontade aumentou consideravelmente. Primeiro, pelo passeio em si, as paisagens maravilhosas! E segundo, como boa comilona que sou, pelas fotos de comidinha mineira que você mostrou, uai! Bjs. :)

Heloisa disse...

As fotos estão lindas amiga!
Inclusive voces deram sorte com o "tempo", que os presenteou com dias de sol!
beijinhos querida!

ro costa disse...

Beth os ares de Minas são tão outros não é? Adoro.
Forte abraço sempre.

Fátima disse...

Que lindooooooooooo!!!
Acho até que me perderia no meio de tanto artesanato...rssssssss.
AMEI!
Beijinhos!

leila disse...

Que fotos maravilhosas!!!! As árvores floridas deram um toque especial ao casario, e a luz do dia estava perfeita também.

bjs