.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

domingo, 21 de outubro de 2012

Deu branco ou continua na grisalourice



Este é um assunto que costuma virar dilema na vida de muitas mulheres, deixar ou não os cabelos grisalhos se transformarem definitivamente em branco total. Claro, esperando com isso que o cabelo fique todo por igual para, enfim, desfrutar plenamente a maneira natural de como viemos ao mundo.
Mas, os dias de hoje subjugam nossas mentes, deixam-nos moralmente afetados com o que nossa imagem poderá ser interpretada por outros, e vivemos esse conflito que parece besteira, mas é uma realidade muito além da química que usamos nas madeixas precisando muitas vezes de um tempo para que esta ideia se forme de maneira simples e aceitativa dentro de nós. 
Eu, penso igual à jornalista abaixo, acho que não combino com cabelos curtos e brancos, mesmo fechando os olhos e tentando fazer uma imaginação minha desse jeito. Ah, se eu fosse Meryl Streep!

"Depois dos óculos de grau na ponta do nariz para ler aquelas letras miúdas dos cardápios nos restaurantes, o que mais estava por vir?  Ele, claro, o cabelo branco na front, na minha front.
Toda vez que subo no elevador e me olho no espelho, percebo o quanto estou ficando tricolor. Não, não estou falando de time de futebol. Chego ao ponto de ficar com três cores no cabelo ao final do mês.
Quando li “Meus cabelos estão ficando brancos”  (Going Grey), da escritora americana Anne Kreamer, pensei que na minha hora ia ser mais fácil. Pura ilusão. Fui ficando cada vez mais loira, loira, até chegar nessa fase tricolor. E agora, o que eu faço?
Será que para assumir o grisalho a mulher tem que ser alta? Alta, descolada, rica, inteligente, bonita e ainda ter um algo a mais. Segundo o Murilo Souza, cabeleireiro do MG Hair, em São Paulo, nada de madeixas longas. Brancos pedem um corte curto, atual. Aí penso: meu Deus, eu não estou me vendo com esse visual.

 Não tenho a pinta da Meryl Streep, em “O Diabo Veste Prada” (foto abaixo) – e muito menos o poder da Christine Lagarde, diretora mundial do FMI (foto ao lado).
Até os melhores cabeleireiros execram as mulheres que resolvem deixar à mostra seus fios brancos. Claro, ter a cliente assiduamente pagando pela coloração mensal é ganho certo.
Para quem imagina que só precisa assumir a cabeleira grisalha e o problema está automaticamente resolvido, ledo engano. Dá um trabalho danado. Vide os xampus, cremes e sei lá mais o quê que meu marido tem no box do banheiro. Ah, mas homem grisalho é outra história. Eles ficam charmosos, experientes, envolventes… Já eu, bem, ainda não estou tão certa.

Como ficarei com óculos de leitura, cabelos grisalhos e o aparelho móvel que comecei a usar para corrigir os dentes da frente depois dos 40 anos?
Melhor parar tudo. Deve ter algo de errado aqui. Esse tipo de insegurança deveria bater numa adolescente, não em uma mulher da minha idade que é dona do seu nariz e que não tem problemas com o seu corpo – não vamos falar dos pneuzinhos, ok? Pelo menos não dessa vez.

Voltando à minha vontade de arriscar uma “grisalourice”, resolvi consultar alguns especialistas no assunto para ver como fazer a passagem do momento tricolor para o gradual loiro grisalho. Em tempo, a cor natural dos meus cabelos é loiro escuro. Eis as opções:

a)   Fazer mechas mais escuras do que a coloração atual para que o cabelo vá voltando, aos poucos, à sua cor de origem. Passar henna na raiz. Se as madeixas desbotarem nas pontas, mais mechas serão aplicadas para ajudar a tapear o momento tricolor.
b)   Descolorir todo o cabelo e encarar o branco de uma vez só.
c)   Continuar tricolor e segurar a bucha!
 O que você faria no meu lugar?"

Ana Celia Aschenbach 
- Revista Época -







29 comentários:

Lúcia Soares disse...

Beth, você sabe que estou aderindo ao branco. Agora me decidi mesmo. Ainda estou tricolor, não está nem todo branco, nem castanho escuro (como são), nem achocolatados como a cor da última tintura. Meu cabeloe stá grande, num tamanho incompatível com meu gosto, mas aí conservo-o preso, num coque bonito e vou levando...Não sei se vou manter, se vou realmente adeirir, mas quero ver o quanto estão brancos. Há mais de 20 anos os pinto e agora me cansei, definitivamente. Não acho que alguém, aos 40 e poucos anos, que esteja descobrindo os primeiros fios brancos têm que ter essa dúvida de não pintar. Deve pintar, se assim preferir. Mas já passei dos 40 há muito e agora decidi me ver "na real". Pode ser que deteste e volte a pintar. Por enquanto estou gostando bem do tanto que vejo que embranqueceram, mais na parte de cima da cabeça, atrás ainda estão bem escuros.
Vamos ver se me mantenho firme.
beijo!

Mariana disse...

Difícil de decidir! Uma das senhoras mais chiques que eu já vi foi na Itália, de rabo comprido branco com um laço preto... Mas concordo que o meio termo: nem preto, nem branco, é o mais difícil! Bjs

Luciana disse...

Beth, pra comecar tenho que elogiar a boneca da foto, muito linda mesmo.
Bom, quanto ao cabelo, deixar grisalho não sera pra mim, não combino mesmo com o estilo, ate conheco pessoas jovens que adotam, mesmo não tendo os cabelos grisalhos, pintam de branco e ficam cheias de estilo. Ja eu, baixinha, fofinha, pele palida, cabelo curtissimo e branco não vai realcar nada, vai me dar um ar de desleixo. Não tenho nem crise a esse respeito, digo, não terei, pois por enquanto eles ainda não estão crisalhos, so um ou outro mais clarinho, mas pinto sempre, adoro mudar a cor.

Boa semana!

Georgia Aegerter disse...

Pois é, os brancos estao chegando por aqui e eu os pinto porque nao consigo identificar minha carinha ainda lisinha com os fios brancos. Nao consigo me identificar com idéias ainda tao jovens com os cabelos brancos. Alguém vai me dizer: Mas Georgia desde quando os cabelos brancos é sinal de velhice?
É sim, minha cara, nao se engane com esses provérbios chinfrim de bagulacao porque é algo que vem dizendo que por dentro o nosso corpo nao consegue mais manter os tons dos nossos cabelos.

Pinto, pinto e pinto e vou pintá-los até nao sei quando.
Nao vou virar loura. Minha vizinha que é 10 anos mais jovem que eu já virou louca por conta dos poucos fios brancos que tem e olha ela é morena como eu, rs.

Cabelos curtos? Acho bonito em outras pessoas em mim sao longos e de vez enquando quando dá na telha os corto, mas nunca curto. Podem falar o que quiser que mulher depois dos 35 ou 40 anos deve usar cabelos curtos. Cabeleo é meu e ninguém dita como devo usá-lo.

Cabelos grisalhos no homem é isso mesmo como está no texto. Para nós mulheres é sinal de que muitos maridos vao comecar a olhar as menininhas mais novinhas com cabelos em suas cores normais, com seus corpinhos sem filhos, com seus sorrisos largos. Temos que ser realistas e cuidadrmos de nós. Nao é porque estamos caminhando para os brancos que precisamos deixá-los brancos.

Beijo e uma linda semana

✿ chica disse...

Muito lindo esse texto que trouxeste. Eu, com meus quase 64 podes imaginar! Não consigo me imaginar branca, pois aí sim pareceria um panda. Um espanto, creio!


É muito chato isso, pois pra ter os cabelos em dia, devo pintar(eu mesma faço) de 12 em 12 dias pois eles crescem muito, como capim e os brancos ali, me deixando como gata malhada.

Dá trabalho, mas enquanto der e eu aguentar essa química toda, faço. rs

beijos,chica e lindo dia e semana!

Teresinha Ferreira disse...

Bom dia Beth,
Para ser sincera eu não gosto. Hoje em dia temos tantos artifícios para deixar o cabelo colorido.
Para usar um cabelo branco a mulher tem que ter atitude. Ter um corte moderno, nada de cabelo comprido e assumir.
Eu já tenho muitos e muitos, mas estou ainda firme e forte no vermelho... Amo!!!
Boa semana.
Beijos mil

Pitanga Doce disse...

Não tem como fugir, Beth. Tenho uma amiga que vive em Espanha que diz já acostumou a ser "Lorealmente" ruiva ou loira, dependo da estação do ano.

Não me vejo com esse cabelo descolorido e nem com raiz feito "pó de giz". hehehe

Beijos do lado de cá.

Ana disse...

Sempre fiz luzes e acho que ainda vou fazer, por um tempo.
Mas, com toda a certeza, ainda vou ter a experiência de me ver grisalha (a não ser que morra antes... :( )!!
Cabelo é bom por isso: cresce! Permite experimentos e mudanças!

Valéria disse...

Oi Beth!
Este é um dilema da mulher moderna, ser ou não escrava da química.rssss
Meu cabelo começou a ficar branco lá pelos 30 e poucos anos e desde aí eles são coloridos. Acho o fim da picada esta submissão, mas ainda não tenho coragem de assumir a brancura total, pois o período intermediário é de matar. Aff, nem consigo imaginar.rssss
Beijinhos euma linda semana!

Heloísa disse...

Beth,
Essa é uma questão que parece estar viva em muitas mulheres.
Tanto que, atualmente, já se vê um número razoável de mulheres grisalhas, ou brancas.
Eu já me preocupei bastante com isso, tanto que fiz pelo menos dois posts com esse assunto no meu blog.
Agora não tenho pensado muito no assunto, mas que tenho uma vontade grande de ver qual minha quantidade de brancos, isso tenho.
Beijo.

Calu disse...

Ô dilema este que acomete a todas nós: ser ou não ser grisalha.
Antes dos trinta eu já tinha uns branquinhos intrusos, agora, aos 5.7, eles estão por toda parte é só deixar passar uns 12 dias que as raízes despontam, ai meus sais!

Eu tenho dois dilemas a resolver: se fico loura ou se agrisalho total, mas, por enquanto, vou pintando a decisão pra mais tarde, bem mais tarde...

Adorei o assunto, Betinha.
Uma linda semana p/ti.
Bjinhos,
Calu

Yasmine Lemos disse...

rss que texto bom Beth,acho que a gente deve fazer o que achar melhor,o que se sentir bem,mas prefiro pintar mesmo rsss tricolor foi ótimo rsss
beijos

Celia disse...

É uma luta pra muitas pessoas devido ao mundo que vivemos hoje. As exigencias que nos sao impostas. Os meus ja comecaram a aparecer, e até já os pintei. Nao acho que eu ainda com o rosto tao liso ficaria bem de cabelos brancos. Mas na hora certo, vou deixa-los sim. que venham eles. Bjs

Nina disse...

sabe que eu acho um charme cabelos brancos assumidos?? mas realmente tem que ter estilo, porque pra algumas mulheres, o cabelo branco dá um ar de desleixo, ne?

eu espero ter coragem de assumir os meus qd eles vierem com mais forca, antes cabelos brancos do que louros, esse lance de india com cabelo louro nao rola :-/

Beijao Beth queridonaaaaaaa

manuel marques Arroz disse...

Muita paz,muito amor e os brancos vêm por acréscimo.

Beijo.

Regina Rozenbaum disse...

Ainda não consigo assumir a cabeleira branca que nem sei se tenho toda. Mas o tal do tricolor...aff. E olha que nem torcedora sou! Outro dia uma amiga ligou, cha-te-a-dís-si-ma, como se o mundo tivesse vindo abaixo: além dos brancos da cabeça, descobriu fios na sombrancelha e...nos países baixos! Queria que euzinha, logo eu, arrumasse solução e pra ontem. Nem faço ideia, a mínima, de como lidamos/resolvemos com os brancos lá de baixo! Enquanto isso vamos pintando, fazendo luzes nos da cabeça, né amiga?! Quando dizem que as coisas podem piorar é ver-da-de rsrs.
Beijuuss, amada, n.a.

Márcia Cobar disse...

Oi Betinha!
Meus primeiros fios brancos estão aparecendo e nunca pintei meu cabelo... Espero fazê-lo quando a fase bicolor estiver mais acentuada... Acho que será um "baque" pra mim. Adoro o toque do meu cabelo sem tintura.
A fase tricolor deve ser ainda mais complexa, porque há outras coisinhas que demandam ajustes... Sejam as lentes dos óculos como a escritora mencionou ou adaptações na cabeça mesmo.
Só sei que vc é uma linda, seja monocromática, bi ou tricolor!
Bjim
Márcia

Priscila Ferreira disse...

Adoreiii o texto, e posso falar uma coisa, eu não tenho ainda cabelos brancos mas estou em uma dúvida eterna do que faço com os meus cabelos,rs
mas vamso a vc, acho q ainda não está na hr de enfrentar os brancos, adoro seu cabelo loiro assim, vc fica ótima dinda!
beijos

Cristina Pavani disse...

E esta agora, Beth?
Comecei aos 42 e ainda estou no "champuzinho" que tinge.
Pretendo, após os 70,deixar natural. Pretendo, sei lá!
O vestidinho em crochê da boneca me encantou...
Abração.

Misturação - Ana Karla disse...

Eu acho um charme mulheres que assumem os cabelos brancos. Nem todas ficam bem, mas um bom corte, uma maquiagem no rosto dão um ar de elegância e trato.
Não uso nenhum tipo de tintura nos cabelos. Meus primeiros fios brancos começaram a aparecer, mas ainda não sei se vou aderir as pinturas.
Belo texto Beth.
Xeros

William Oliveira disse...

Olá Beth!

Sabe, é um assunto danado este, o mesmo acontece com os crespos!... não é aceitável pelos padrões!
Se assistirmos a videos da decada de 60 e 70, que mostram atores, ou pessoas nas ruas... veremos que aquele é o real cabelo dos brasileiros, considerado feio! Claro que é bom tratar os fios e que estes podem ficar mais belos... mas nao deve ser por tabu ou por culpa.
Eu não sei cá, se estou preparado para os cabelos brancos...!
Preciso ficar poderoso feito a Maryl!
;) !

Beju de luz!


PS: Adorei teu comentário lá no VF!

<3


Grato sempre.

William

Socorro Melo disse...

Oi, Beth!

Bem interessante esse tema. Tenho me feito esta pergunta: será que serei capaz de deixar meu cabelo todo branco, ao natural?
Não gosto muito de usar produtos químicos, mas, nesse caso, quando chegar a minha hora... ainda não sei o que fazer, kkk
Felizmente, aos 50, tenho o cabelo negríssimo, mas, sei que é apenas questão de tempo, kkk

Meryl Streep é um charme.

Beijos, amiga
Socorro Melo

Anne Lieri disse...

Beth,eu sou morena então cabelos brancos pra mim é o caos!Tenho que corrigir a raiz todo mes!Daqui há alguns anos quando embranquecer mais,não teria problemas em descolorir e deixar tudo branquinho.Obrigada de coração pela sua linda msg pelo meu aniversário,amiga!Me emocionei!bjs e meu carinho,

Bia Jubiart disse...

Boa noite Beth!

Assunto bom! pra mais de metro rsrsrs
Um dia no blog fiz um mini pesquisa, cortar ou não cortar? Choveu comentários e boas dicas. Sou prática e romântica (Olha o paradoxo rs), vou em salão só p/ cortar bem curtinho, até o momento nunca coloquei química nos meus grisalhos, ainda mais agora que esta aparecendo uma mecha a lá William Bonner, se ele fica charmosa, eu também posso rsrsrsrs.
Ótimo texto!

Beijosssssssss



ML disse...

Gente, do fundo do coração (e da razão): cabelo branco natural é raro no glamour da vida "irreal".
Lagarde, Strip, etc. certamente gastam muito tempo - dinheiro não, elas são "it" clientes, né? - nos salões, até conseguirem "tom e cor radiante e "natural". R.Gere tb ; >)
A transição do quimicamente tratado ao "gris" - quando orçamentariamente possível - deve ser delegada aos profissionais da área, os coloristas.

bjnhs

Palavras Vagabundas disse...

Beth,
levei um tempão para pintar os cabelos, os primeiros brancos realmente não me incomodoram, mas chegou um ponto que parecia desleixo! Não sei se deixarei sem tintura se ficar totalmente branco, esperar pra ver. Curto eles já estão!
bjs
Jussara

pensandoemfamilia disse...

Oi Beth
Não creio que eu possa deixar meus cabelos brancos. A aparência de desleixo quando começa a sair a pintura me incomodaria profundamente.
Minhas avós tiveram seus cabelos grisalhos, porém nunca pintaram.
bjs

Luma Rosa disse...

Que dificuldade decidir sobre essa questão... pessoalmente eu acho lindo quem assume os brancos e até tem uma corrente à favor da libertação da mulher também nesse sentido.
Tenho uma amiga que desde novinha tem cabelo branco e ela nunca tingiu - ela é morena e sempre usou cortes muito bem feitos, demonstrando que não é desleixo os cabelos brancos e sim atitude. Atualmente ela está beirando os 50 anos e o número de cabelos brancos aumentaram, porém o que chama atenção nela é o sorriso. Diante disso, aconselho pessoas felizes a assumirem o branco e as infelizes não! Por que as pessoas infelizes tem uma postura mais arqueada e o semblante pesado. O contrário procede! Pessoas felizes andam olhando o horizonte... Assumir os brancos é uma decisão que vai além das aparências.
Mas sabe que existe um estudo dizendo que as mulhers estão ficando com os cabelos brancos cada vez mais novas. Uma outra amiga faz no salão uma tintura com pincel de tela, que colore somente os fios brancos. Já a henna eu sei que colore somente os fios brancos e tem efeito cumulativo neles e conforme você lava, a henna sai somente dos cabelos que não são brancos.
Para as louras é mais fácil, não?
Beijus,

Toninhobira disse...

Os exemplos ilustrados mostram a beleza rara do branco,mas vejo como esta fase causa um transtorno nas mulheres e muitos homens.Claro que o envelhecer-se carrega este lado que muitos não suportam e buscam suas formulas mirabolantes e que lhes deixam "Calm". E se assim o faz que seja.
Abraços amiga.
Beijo.